Fundação Vanzolini

Saiba como Estratégia e Planejamento Trimestral são cruciais para se definir metas claras e obter resultados surpreendentes nos negócios

Bem-vindo a um novo mundo. Um mundo no qual metas são estabelecidas e resultados excepcionais são alcançados. Bem-vindo ao mundo do planejamento trimestral, uma abordagem eficaz para impulsionar o desempenho e manter-se no caminho certo para atingir seus objetivos de negócio.

Ao definir metas trimestrais, é possível estabelecer marcos realistas e mensuráveis, permitindo uma avaliação contínua do progresso e a chance de ajustar a rota, caso seja necessário.

Neste artigo, vamos mostrar como alinhar os objetivos trimestrais com a estratégia geral da sua empresa, como definir metas SMART (específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais) e como utilizar ferramentas e técnicas para acompanhar e monitorar o progresso ao longo do trimestre.

Se você busca resultados extraordinários, não pode ignorar a importância do planejamento trimestral. Siga com a leitura e descubra como transformar suas metas em resultados tangíveis e conquistas incríveis para sua empresa.

Qual a importância de um planejamento trimestral?

O planejamento trimestral é uma metodologia que convida a pensar o ano não como um único filme de 365, mas sim como uma série, dividida em três temporadas, cada uma composta de 90 dias.

Desse modo, o planejamento trimestral busca estabelecer ações e metas dentro de um período menor e uma de suas principais características está no fato de dar ênfase às tarefas específicas e mais facilmente mensuráveis.

Além disso, o prazo mais curto para as ações facilita o acompanhamento e a avaliação dos planejamentos, pois testes podem ser feitos de forma mais rápida, tornando a possibilidade de otimização do próximo ciclo mais desenvolvida.

Ou seja, o planejamento trimestral é importante, pois colabora propondo ações mais concretas, palpáveis e alcançáveis, dentro de um período de tempo que não se perde de vista. É essa visão mais próxima de prazo que impulsiona o engajamento, o comprometimento.

Mas, veja bem, existe a palavra planejamento, não se trata de algo feito às pressas, de imprevisto ou de última hora. O planejamento pede estudo, compreensão do tema, definição de metas e de ações, cenários possíveis e resultados desejados.

A seguir, veja os benefícios de se estabelecer metas para períodos menores do ano e como o planejamento traz vantagens para o sucesso dos negócios.

Benefícios de estabelecer metas para cada trimestre

Para a evolução de uma organização, é fundamental ter metas bem definidas. As metas impulsionam e incentivam o movimento de agir e de buscar pelos resultados desejados.

Dessa maneira, ​​as metas são bússolas capazes de orientar o trabalho de maneira definitiva, propondo parâmetros e prazos específicos para checar a evolução dos negócios. As metas tornam a gestão muito mais assertiva.

E, quando são metas para o trimestre, essa assertividade ganha ainda mais robustez, pois o tempo menor coloca o objetivo mais próximo, tornando-o mais nítido, palpável e acessível.

Como benefícios de um planejamento com metas para o trimestre, podemos destacar:

Direcionamento para tomada de decisão

Metas bens construídas para curto e médio prazo podem nortear melhor a atuação da equipe no sentido de objetividade e direcionamento para os objetivos definidos, evitando digressões, retrabalho e desperdício de recursos organizacionais.

Melhor aproveitamento de recursos

Definir metas específicas para os trimestres, torna mais fácil a aplicação e alocação de recursos organizacionais. Vale destacar que quando falamos de recursos organizacionais não estamos falando apenas dos recursos financeiros, mas também intelectuais, de pessoas, e de materiais, entre outros. Com o estabelecimento das metas específicas, a atuação passa a ser muito mais eficiente.

Mais engajamento e compromisso da equipe

Quando as metas são mais precisas e se colocam mais próximas, há uma tendência de maior engajamento e compromisso das pessoas. Quando as metas são distantes demais podem dar a sensação de nunca serem alcançadas, desencorajando e diminuindo o desejo de conquistá-las. Além disso, quando os objetivos são mais precisos e bem definidos, eles deixam mais claro como deve ser a atuação de cada um(a) e como ela vai contribuir para o desenvolvimento da área ou da organização como um todo.

Melhor acompanhamento de resultados

Metas bem definidas e dentro de um prazo restrito são importantes também para a medição do desempenho de uma organização, pois facilitam a checagem rápida e objetiva dos resultados alcançados.

Como fazer um planejamento trimestral?

Mas como fazer um planejamento trimestral e obter os benefícios desta metodologia? Compartilhamos aqui alguns passos importantes. Confira:

Defina os objetivos

O primeiro passo, com o pensamento nos três meses seguintes, é definir os objetivos que pretende alcançar. Para isso, a dica é pensar em objetivos que sejam S.M.A.R.T, (ou, em tradução livre, específicos, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e baseados em um prazo definido). Trata-se de um recurso importante na definição de metas dentro de um prazo restrito.

Identifique as tarefas e ações necessárias

Depois de definidos os objetivos, é hora de começar a estruturar as tarefas e as ações específicas necessárias para atingi-los dentro do trimestre. Então, a orientação é dividir essas tarefas em etapas menores e atribuir prazos para cada uma delas. Esse processo é importante para hierarquizar a ordem de execução, colocando as tarefas de maior importância como prioridades.

Aloque recursos

Os recursos – sejam financeiros, de tempo ou de pessoas – são todos recursos necessários para atingir os seus objetivos trimestrais, por isso, é fundamental olhar com atenção para que eles sejam alocados de forma adequada. O planejamento correto de recursos e sua divisão ajudarão a evitar sobras ou faltas, além de colaborar com as estratégias que deverão ser tomadas para executar o plano de ação.

Defina responsabilidades

Aqui temos o papel do gestor em evidência, pois é o momento de pensar em todos os membros da equipe e atribuir as responsabilidades específicas a cada um, para garantir que todos estejam cientes das tarefas e prazos a serem cumpridos. Nesta etapa, é importante envolver o time na criação e execução do plano e comunicar as funções com clareza e objetividade para que não haja ruídos ou mal-entendidos. É fundamental ter certeza de que todos estejam cientes dos objetivos, prazos e responsabilidades.

Monitore e revise

Por fim, é preciso acompanhar de perto e checar se o planejamento realmente está sendo executado conforme o estabelecido ou se é necessária alguma alteração. Então, o monitoramento regular do processo é essencial para saber o progresso das tarefas e dos objetivos. Para isso, é possível fazer uso de métricas de acompanhamento para avaliar o sucesso e ajustar o planejamento trimestral.

Definição de objetivos e principais resultados com metodologia OKR

Uma ferramenta que pode somar ao planejamento trimestral e ajudar no estabelecimento de metas e objetivos estratégicos é a metodologia OKR – sigla em inglês para Objectives and Key Results (Objetivos e Resultados-chave).

De forma geral, trata-se de uma metodologia de desdobramento de metas a partir da definição de objetivos. Ela engloba também a análise dos resultados obtidos por meio do acompanhamento de indicadores mensuráveis.

Em sua, a estrutura OKRs inclui:

Entre os benefícios que os OKRs podem oferecer às empresas estão:

O poder do planejamento trimestral para o sucesso dos negócios

Para fechar nosso artigo sobre o planejamento trimestral, vamos ressaltar o poder dessa metodologia para o sucesso das organizações e dos negócios.

Junto do uso de tecnologias e ferramentas disponíveis, como falamos acima, ​​o planejamento trimestral tem foco na precisão e na análise constante dos resultados e objetivos.

Com o tempo restrito de três meses, este tipo de planejamento permite que metas sejam alcançadas em um curto espaço de tempo, o que engaja muito mais as pessoas, dá ênfase às tarefas específicas e as torna mais facilmente mensuráveis.

Outro poder desse método é que ele facilita o acompanhamento e a avaliação dos planejamentos, já que testes podem ser feitos de maneira mais rápida e durante o processo, otimizando recursos e projetando melhores resultados dentro de um período mais curto de tempo.

Então, se você deseja estabelecer o planejamento trimestral na sua empresa, ter metas mais claras e resultados surpreendentes, conte com o curso de formação em Planejamento Trimestral: conectando estratégia à execução em times ágeis, da Fundação Vanzolini.

O curso é a trilha prática para unir estratégia e execução em um ciclo trimestral dinâmico. Desenvolvido para líderes, aborda a aplicação do planejamento trimestral em times de larga escala, alinhando efetivamente todas as equipes com objetivos estratégicos comuns.

Acesse nosso site e junte-se a nós para alcançar resultados notáveis em seu próximo ciclo trimestral.

Até o próximo!

ENTRE EM CONTATO

MBA Fundação Vanzolini: saiba quem são nossos professores e seus extensos currículos profissionais e acadêmicos

O MBA da Fundação Vanzolini é consolidado na área de educação executiva e conhecido por sua excelência acadêmica e compromisso com a formação de profissionais. Ao completar o curso, todos saem capazes de se destacar pelo seu conhecimento completo em teoria e prática.

Mas, sem dúvida, esse sucesso se deve à nossa estratégia, e, para alcançar toda essa qualidade e valorização, a diretoria Vanzolini contrata somente professores renomados, pois acredita-se que, principalmente por meio da relevância acadêmica e profissional dos docentes, obtém-se o sucesso do programa.

Por isso, todos os nossos profissionais são especialistas. Vamos conhecê-los?!

MBA Fundação Vanzolini: conheça alguns de nossos professores

A Vanzolini é uma instituição na qual a qualidade está presente em cada âmbito dos nossos programas educacionais, portanto, os cursos são estrategicamente estruturados para serem reconhecidos pela excelência.

O conteúdo, o material, a plataforma exclusiva, a didática, a metodologia e os demais componentes acadêmicos são cuidadosamente escolhidos e desenvolvidos para proporcionar aos alunos o acesso à melhor educação possível.

Abaixo, apresentamos o coordenador e alguns dos professores do MBA da Fundação Vanzolini.

Tenha a certeza de que a sua formação será realizada em um dos melhores programas da área de Gestão Ágil, Inovação e Liderança.

Primeiro, conheça o coordenador executivo do MBA, Artur Vilas Boas. Apaixonado por articular talentos com negócios de sucesso, Artur se dedica à pesquisa sobre a criação de novos modelos de educação em empreendedorismo nas universidades, com imersões no Massachusetts Institute of Technology (MIT), em Stanford e na Tsinghua University.

Há mais de 10 anos, lidera o núcleo de Empreendedorismo da USP. Foi aluno especial do Departamento de Neurociência da USP. Na mesma universidade, se tornou Mestre em Ciência, Empreendedorismo e Inovação e concluiu seu pós-doutorado.

Aqui, ele fala um pouquinho sobre o MBS:

Prof. Marcelo Nakagawa

Doutor em Engenharia Industrial (POLI-USP), Mestre em Gestão e Planejamento (PUC-SP) e Bacharel em Administração de Empresas (FEA-USP), possui 30 anos de experiência profissional em setores como bancário, consultoria estratégica, capital de risco, inovação e educação.

Em sua carreira, foi, e continua sendo, consultor executivo e mentor de diversas grandes corporações, além de palestrante convidado em eventos corporativos e institucionais estratégicos.

No seu currículo, ainda vale destacar a autoria de livros relacionados ao empreendedorismo, planejamento empresarial, inovação, e de seus artigos publicados em jornais e revistas renomados.

Profa. Ana Vidigal

Ana Vidigal tem mais de 20 anos de experiência em Gestão de Pessoas e Desenvolvimento em Transformação Organizacional, o que a levou a ocupar cargos nessa área como conselheira de administração e consultora em corporações multinacionais, diretora, palestrante, docente, autora de livros e mentora.

Desde 2004, a professora é membro da associação internacional para profissionais de Gestão e Recursos Humanos, certificada em Conselho de Administração e Governança Corporativa pelo IBGC e especialista em Direitos Humanos, Recursos Humanos e Valores Humanos pela London Business School.

Profa Debora Zavistanavicius

Com uma carreira de mais de duas décadas, a docente conta com um currículo extenso em experiência e certificações, como: ExO Foundations, CDAP, DASSM, AgileShit, Storytelling, SAP Activate, Scrum@Scale Practitioner, ASF, Mgt 3.0, DevOps Foundation, SAFe Agilist 4.6, Prince2Agile, KMP I & II, CSM, CSPO, Master Project Thinking, CTFL, CCSE e FCE.

Atualmente, além de docente no MBA da Fundação Vanzolini, é sócia e CEO da Agile Think e AT3 Holding, palestrante e co-autora na organização Jornada Colaborativa, e, ainda, participa da elaboração de livros sobre Agile. Como docente, além da Fundação Vanzolini, é professora da Business Behavior Institute of Chicago

Prof. Regis Blauth

Sócio-proprietário e diretor técnico da EQP 6 Sigma, tem MBA como Executivo Internacional em Marketing e graduação em Engenharia Eletrônica pela PUC-RS.

Como profissional, consolidou sua carreira ao longo de 26 anos na Companhia Paranaense de Energia (COPEL), atuando como docente de graduação e coordenador de pós-graduação.

Prof. Murilo Zanini

Mestre em Engenharia da Informação pela Universidade Federal do ABC e técnico em Eletrônica pela FATEC, Zanini lecionou nessa mesma instituição, como professor de graduação e professor e coordenador de pós-graduação.

Mas, além da docência, atua como Diretor de Tecnologia da Gltly, empresa do ramo de Big Data, Ciência de Dados, IA e aplicações computacionais.

Prof. Alvaro Augusto Spinola

Alvaro é especialista em transformação digital e gestão de projetos, com vasta experiência em consultoria e em empresas de grande porte, e por isso, conta com um histórico sólido em liderança de equipes e implementação de sistemas integrados em ambientes complexos.

Formando em Administração e especialista em Product Management, Lean IT, Preparação de Times e Gestão e Metodologias Ágeis, seu conhecimento abrange tanto metodologias tradicionais quanto ágeis, com ênfase em Lean IT e práticas ágeis.

Além disso, tem habilidade em gerenciamento de produtos, preparação de equipes ágeis e gestão de portfólio de projetos. Sua base de conhecimento inclui uma variedade de metodologias e abordagens, como Lean, Scrum, SAFe, Design Thinking, e PMI.

Conheça os demais professores e a grade curricular do MBA em Gestão Ágil, Inovação e Liderança

Invista em excelência educacional e faça parte da nossa instituição

Como você pode constatar por meio de parte do corpo docente, o MBA da Fundação Vanzolini, além de professores renomados, também possui um conteúdo programático completo e disciplinas flex, em uma plataforma intuitiva, a Vanzolini Play.

Mostre ao mercado seu interesse em se tornar um profissional qualificado, atualizado, e as suas competências de liderança e habilidades em Gestão Ágil.

Com nosso MBA, aprimore seus conhecimentos em métodos ágeis, gestão de produtos digitais, gestão da inovação e transformação digital, além de liderança e desenvolvimento de equipes.

Em relação à acessibilidade, mais um ponto para a Vanzolini: as aulas são em formato EAD híbrido (aulas ao vivo e gravadas), e tem carga horária de 360 a 420 horas. São, no máximo, 18 meses aprendendo sobre:

Para conhecer todas as disciplinas da Fundação Vanzolini MBA, clique em: MBA em Gestão Ágil, Inovação e Liderança. Forme-se com profissionais experientes e tenha, em sua bagagem, o conhecimento teórico e prático por meio de profissionais consolidados na área de Agile.

ENTRE EM CONTATO

O TPM (Total Productive Maintenance) é um sistema que visa maximizar a produtividade em todas as áreas de uma organização.

Neste artigo, vamos explorar como a metodologia TPM pode transformar a eficiência da sua empresa, explicando os passos necessários para a implementação da metodologia e contando histórias de sucesso de organizações que já adotaram o TPM.

Vamos mergulhar em seus princípios fundamentais e entender como eles podem ser aplicados em diferentes setores, para reduzir o tempo de inatividade, aumentar a qualidade dos produtos e otimizar os processos de produção.

O sistema é capaz, ainda, de promover uma cultura de engajamento e melhoria contínua, envolvendo todos os colaboradores no processo.

Então, embarque conosco na leitura para descobrir como a TPM pode levar sua empresa ao próximo nível de eficiência!

O que é a metodologia Total Productive Maintenance ou Manutenção Produtiva Total (TPM)?

A metodologia TPM (Total Productive Maintenance ou Manutenção Produtiva Total) é uma ferramenta organizacional, que tem como objetivo promover a integração dos setores de manutenção e operação, como forma de garantir o funcionamento pleno de máquinas e recursos.

Dessa maneira, a TPM é uma técnica que permite padronizar operações e otimizar processos, envolvendo todos os colaboradores da empresa, com foco em uma produção de qualidade superior e com zero perdas, quebras, acidentes ou defeitos.

No entanto, a TPM vai além de uma ferramenta, sistema ou técnica, a metodologia deve ser compreendida a partir de uma visão holística – uma filosofia de gestão – que olha para o todo e está relacionada a uma atitude de cultura e comportamento empresarial.

Para que a TPM alcance seus objetivos ao ser implementada em uma empresa, é fundamental que haja uma interação saudável entre pessoas, máquinas e produtos.

Diante dessa necessidade, a metodologia TPM se baseia em três grandes princípios:

Pilares da metodologia TPM

A TPM foi criada na década de 1970 pelo japonês Seiichi Nakajima, com o objetivo de reduzir erros por meio da manutenção produtiva total.

Partindo do princípio de uma filosofia, de um modo de pensar diferente, a ideia da TPM é ir além da manutenção dos equipamentos e envolver todos os profissionais da empresa com o mesmo objetivo em comum: ter uma produção com produtos de qualidade superior e com uma linha produtiva com zero quebras, acidentes ou defeitos.

E, como falamos acima, a implementação da TPM demanda uma mudança comportamental na empresa, já que os profissionais devem estar envolvidos e abraçarem essa nova cultura produtiva.

Então, para estabelecer essa aproximação e engajamento, a metodologia de Manutenção Produtiva Total se baseia em 8 pilares, que são:

Foco nas melhorias

Como primeiro pilar da metodologia TPM, temos a busca pela melhoria contínua. Desse modo, com essa forma de pensar e agir, só é possível evitar a perda de produtos, recursos e equipamentos quando os problemas são logo identificados e quando há envolvimento e disposição das pessoas envolvidas para experimentar novos caminhos e aprimorar os processos.

Autonomia

Como forma de integrar as pessoas e envolvê-las, de fato, nos processos da metodologia TPM, cada pessoa da equipe atua como um “agente de manutenção”. Ou seja, todos os profissionais devem ter autonomia para zelar pela limpeza, inspeção e manutenção dos equipamentos e ativos. 

Por meio da autonomia, há uma confiança depositada nos colaboradores e, com isso, cria-se um senso de responsabilidade individual que favorece a todos.

Equipamentos sempre bem limpos e conservados e olhar atento para detectar falhas de forma precoce são também vantagens do pilar da autonomia.

Gestão de qualidade

A produção com zero defeitos é um dos principais focos da TPM e, para alcançar isso, a gestão de qualidade e a implementação de processos internos para detectar falhas são fundamentais.

Nesse aspecto, é importante que a organização aplique ferramentas de análise de causa raiz para encontrar a origem dos defeitos e cortá-los o mais breve possível, impedindo um escalonamento de problemas.

Manutenção planejada

A palavra manutenção está no nome da TPM e trata-se uma ação essencial para evitar downtime e paragens imprevistas de máquinas e equipamentos.

No entanto, a manutenção na TPM deve ser planejada (ou preventiva) e deve ser realizada em horários que não prejudiquem o ritmo e o dia a dia da produção na empresa. 

Gestão de equipamentos novos

Para que uma estratégia de TPM seja bem-sucedida é preciso contar também com uma eficiente gestão de equipamentos novos. 

Os anos de experiência e a bagagem adequada devem ser determinantes no momento de decidir pela compra de novos equipamentos ou no desenvolvimento de novos produtos para facilitar a manutenção. 

O próximo passo deve ser pensado e feito com base nas vivências e desafios já superados. A lição do passado deve servir para a escolha e solução do presente.  

Formação contínua

O desenvolvimento das pessoas é mais um pilar da metodologia TPM. Lembra que falamos sobre o envolvimento das pessoas? Pois, então!

Uma forma de engajar mais os colaboradores é apostando na formação contínua e no aprendizado, que gera mais confiança e sentimento de valorização.

Além disso, sem conhecimento, dificilmente os colaboradores serão capazes de realizar a manutenção rotineira ou de identificar potenciais falhas. 

Desse modo, os treinamentos vão aprimorar as pessoas, que então vão garantir a melhoria de processos.

Trata-se de um ciclo fundamental para manter a empresa atualizada diante das inovações disponíveis na gestão de um processo produtivo.

Higiene e segurança no trabalho 

Importante destacar que a metodologia TPM preza pela qualidade e zero defeitos, porém sem esquecer jamais da segurança no trabalho e da higiene. Não se trata de uma produção a qualquer custo.

Entre as premissas da metodologia TPM, está a prevenção de acidentes de trabalho (zero acidentes, zero poluição e zero burnout).

E, sem dúvidas, uma boa gestão de manutenção – com segurança e planejamento – colabora e evita os acidentes, contribuindo para o bem-estar dos profissionais durante a operação.

Então, dessa forma, a empresa deve se atentar para realizar:

Vale destacar, ainda, que este pilar da TPM está relacionado diretamente com a adequação da indústria às normas de segurança, como é o caso da NR-12, voltada à segurança do trabalho em máquinas e equipamentos.

Melhoria dos Processos Administrativos

Por fim, temos o pilar Office, que tem como objetivo otimizar os processos administrativos relacionados à manutenção e garantir a eficácia de suas atividades.

Sendo assim, este pilar envolve a implementação de práticas e políticas capazes de melhorar a gestão dos recursos ligados à manutenção: planejamento, programação, controle e gestão de peças de reposição e utilização de tecnologias da informação para melhorar a eficiência desses processos.

Aqui temos também a implementação de métricas que permitem avaliar o desempenho e a efetividade das atividades de manutenção.

A medição do sucesso e melhoria contínua da metodologia TPM pode ser feita por meio da análise dos KPIs (indicador chave de desempenho).

Como exemplos de KPIs, podemos destacar: a Eficácia Geral do Equipamento (OEE), a Taxa de Melhoria (ROI) e o Índice de Envolvimento dos Funcionários (EII).

Por meio desse monitoramento constante, é possível identificar pontos de melhoria e colocar em prática ações para otimizar os processos, aprimorando a eficiência das atividades de manutenção.

Benefícios da implementação do TPM em sua empresa

Bem, depois de entendermos melhor o que é a metodologia TPM e quais os pilares que a sustentam, vamos saber agora dos benefícios para a indústria que a aplicação de seus conceitos pode gerar.

Veja, a seguir, alguns dos principais benefícios da implementação da TPM para as empresas:

Mas como implantar a filosofia TPM na empresa e poder colher esses benefícios? Abaixo, compartilhamos um breve passo a passo. Acompanhe!

Guia passo a passo para a implementação do TPM

Para a implementação do método TPM (Manutenção Produtiva Total), em geral, são necessárias quatro fases: preparação, introdução, implementação e consolidação.

Para tornar o processo mais fácil, as quatro fases podem ser divididas em 12 passos ou etapas, chamadas de “As 12 Etapas Para a Implementação do TPM”.

Confira as 12 etapas na tabela abaixo:

Passos
1 – A alta gerência anuncia a decisão de introduzir o TPM na fábrica
2 – Educação introdutória do TPM
3 – Criar uma organização da promoção do TPM
4 – Estabelecer políticas e metas básicas do TPM
5 – Criação de um Plano Mestre para implantar o TPM
6 – Começo do TPM
7 – Estabelecimento de sistemas para aperfeiçoamento da eficiência da produção
7.1 – Melhoria específica ou focada
7.2 – Manutenção Autônoma
7.3 – Manutenção Planejada
7.4 – Treinamento
8 – Implementar a Gestão Antecipada ou controle inicial de novos produtos e equipamentos
9 – Implementar a Manutenção da Qualidade
10 – Implementar o TPM nos departamentos e apoio administrativos
11 – Implementar o Gerenciamento de Segurança e Ambiental
12 – Manter o TPM e elevar seus respectivos níveis

Casos de empresas que implementaram o TPM com sucesso

A presença da metodologia TPM nas organizações tem causado uma revolução, agregando valor à produção, valorizando os profissionais e elevando o nível de qualidade e de condições de trabalho.

Diante da sua capacidade transformadora, a TPM tem sido adotada por muitas empresas no Brasil, como Yamaha, GM, Alcoa, Ford, Azaléia, AmBev, Multibrás, Tilibra, Heineken, entre outras.

Em todas elas, os objetivos da implementação envolvem maior participação das pessoas, trabalhos mais assertivos, menos danos, mais eficiência, auto reparo, planejamento, treinamento e ciclo de vida.

Entre os resultados obtidos nessas empresas, de acordo com as análises, estão: melhoria dos percentuais de rendimento das linhas de produção; redução dos consumos de energia elétrica e térmica; redução das quebras; ambientes de trabalho revitalizados e capazes de proporcionar bem-estar aos colaboradores.  

Treinamento e recursos para a implementação do TPM

Para que as empresas possam contar com os benefícios da implementação da TPM e para que sua presença dentro da cultura organizacional seja, de fato, incorporada e praticada, é fundamental que os colaboradores tenham conhecimento e treinamento no tema.

Assim, o pilar de formação contínua da TPM é fundamental, já que o desenvolvimento constante dos recursos humanos permite que as pessoas atinjam seu pleno potencial, sentindo-se mais seguras, confiantes e prontas para executar as tarefas e responsabilidades. 

Dessa maneira, as empresas que investem em treinamento e educação de seus colaboradores tendem a crescer de forma mais sustentável e robusta, mantendo-se atualizadas diante das transformações tecnológicas e de mercado.

Como caminho para treinamento e capacitação em TPM, profissionais e organizações podem contar com o curso Manutenção Produtiva Total – Metodologia TPM, oferecido pela Fundação Vanzolini.

A formação em Manutenção Produtiva Total da Fundação Vanzolini permite que a empresa atinja ainda mais sucesso operacional, desenvolvendo profissionais para liderar os processos de melhoria contínua, com foco na eficiência industrial.

Por fim, vale ressaltar que o método TPM é uma ferramenta útil e inovadora no processo de fabricação ideal, e as organizações capazes de atingir esse nível de manutenção, certamente, irão alcançar níveis mais altos de eficiência e colher importantes vantagens competitivas. 

Então, se você deseja se preparar para o futuro da produtividade com qualidade e segurança, entre em contato com a Fundação Vanzolini e tenha a melhor formação em Manutenção Produtiva Total (TPM).

ENTRE EM CONTATO

Até o próximo!

Fontes:

repositorio.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/23261/3/PG_CEEP_2014_1_09.pdf

revistaespacios.com/a17v38n22/a17v38n21p06.pdf

Os cursos In Company propõem a exclusividade de um programa desenvolvido com base nas necessidades específicas da sua empresa

O potencial de uma empresa está diretamente relacionado ao potencial de seus profissionais. Uma empresa só é possível com a presença de pessoas qualificadas, que fazem com que a organização ganhe em qualidade, produtividade e competitividade.

Sem os profissionais atuando com excelência, dificilmente uma organização se mantém saudável e próspera no mercado.

Desse modo, para garantir a capacitação contínua de seus colaboradores e a expansão dos negócios, as empresas podem contar com os cursos In Company.

Nessa modalidade de aprendizado, o grande diferencial está no fato de ser desenhado com exclusividade para atender às demandas de cada momento e de cada tipo de organização.

Quer saber mais? Então siga a leitura!

Conhecimento exclusivo e mais eficiência na solução de problemas

Diante das novas configurações no mundo do trabalho, das novas demandas da era digital e dos novos desafios do mercado, contar com profissionais alinhados e atualizados é essencial para a prosperidade dos negócios.

Desse modo, por meio dos cursos e treinamentos In Company, é possível contar com conteúdos desenvolvidos sob medida e de forma exclusiva para as necessidades específicas de cada organização, considerando seu momento, seu porte e os problemas a serem solucionados internamente.

A partir disso, desse aprendizado mais direcionado e focado, os resultados esperados tendem a ser mais rápidos e as demandas atendidas de maneira mais ágil.

Portanto, os cursos In Company podem ser considerados como um método eficiente de aprendizagem, para desenvolver pessoas e empresas.

Cursos e treinamentos In Company para manter e atrair talentos

Uma pesquisa realizada pelo LinkedIn mostrou que 79% dos profissionais de aprendizagem e desenvolvimento classificam a qualificação do quadro de funcionários como uma medida mais vantajosa em relação à contratação de novos colaboradores, sem que haja real necessidade para isso.

Ainda de acordo com os entrevistados pela plataforma, qualificar alguém da casa é uma via de mão dupla, que beneficia tanto a pessoa quanto a empresa. 

Nesse sentido, além de valorizar o pessoal que já faz parte da organização, a qualificação é um processo mais prático e menos oneroso do que novas contratações, poupando recursos para as empresas.

Mas, vale ressaltar que o investimento no ensino corporativo, voltado para o time, também é um ponto positivo quando se quer atrair talentos. Ao oferecer educação, conhecimento e possibilidade de crescimento na carreira, a empresa demonstra a valorização do seu pessoal, o que gera interesse por parte de novos profissionais.

Fazer parte de uma empresa que valoriza e oferece capacitação interna está, inclusive, entre os principais requisitos dos talentos atuais.

De acordo com levantamentos e pesquisas do ManpowerGroup Brasil, até 2025, a geração Z será 25% da força de trabalho global, o que representa o futuro das empresas. Desse modo, investir no desenvolvimento desses talentos é essencial, seja por meio de treinamentos corporativos, cursos de especialização ou benefícios para incentivar os estudos e o aprimoramento.

Para a empresa de recrutamento, o investimento em capacitação é uma iniciativa de retorno, pois os colaboradores têm a capacidade de melhorar o desempenho e aprender novas técnicas que serão aplicadas no cotidiano do trabalho, além de desenvolverem o chamado lifelong learning (educação e capacitação constantes).

As vantagens dos programas de treinamento personalizados

Como vimos acima, investir em cursos In Company é uma prática importante, capaz de gerar valor para os negócios e para as pessoas. Portanto, como vantagens dessa modalidade de aprendizado personalizado, podemos destacar:

Mas os cursos In Company são voltados para quais portes de empresa? É possível contar com essa modalidade e seus benefícios em organizações de pequeno e médio porte? Vamos te responder a seguir, continue com a gente!

Cursos In Company em grandes empresas

Vamos começar com as grandes empresas, nas quais a capacitação In Company já está se tornando algo mais presente e habitual.

No caso de organizações de grande porte, por conta do número de colaboradores, os cursos ou treinamentos in company, muito provavelmente, serão aplicados por área. Dificilmente um encontro será capaz de reunir todos os profissionais da empresa de uma única vez. 

Assim, as capacitações costumam ser realizadas de maneira setorizada, a partir das necessidades específicas de cada time ou setor. E, como falamos antes, esse foco contribui e muito para resultados mais positivos e ações mais assertivas.

Cursos In Company em Pequenas e Médias Empresas (PME)

Chegamos às pequenas e médias empresas, nas quais a cultura do ensino corporativo ainda não está tão disseminada, mas nas quais é possível realizá-los com a mesma eficiência e exclusividade.

Nesse sentido, o fato de ser menor, com pessoal mais reduzido, pode colaborar para maior engajamento tanto da própria empresa – para fazer o investimento – quanto dos profissionais que podem ter maior facilidade na absorção do conteúdo e na sua utilização prática, uma característica marcante nos cursos in company.

E, caso a questão financeira seja um problema para as pequenas e médias empresas, vale destacar que, com o auxílio da tecnologia, instituições que oferecem o conteúdo de cursos In Company EAD, pela internet, podem dispor de um orçamento mais próximo da realidade dos negócios.

Quais os impactos dos cursos In Company no desempenho e na produtividade dos colaboradores?

Seja uma grande ou uma pequena empresa, fato é que os impactos gerados pelos cursos in company são positivos, e a inclusão de uma cultura de aprendizado gera valor para pessoas e organizações.

Uma pesquisa da McKinsey & Company mostrou que empresas que investem no treinamento e desenvolvimento de seus colaboradores têm um desempenho até 45% superior em relação às que não têm essa prática educacional.

Um outro estudo do LinkedIn Learning revelou que 94% dos colaboradores têm maior propensão a permanecer em uma empresa que investe em seu desenvolvimento profissional.

Com profissionais mais satisfeitos e seguros em relação ao local onde estão, há maior produtividade, interesse e desejo de permanecer ali. A confiança é um valor importante e decisivo para um negócio prosperar.

Casos bem-sucedidos de empresas e os cursos In-Company

Para finalizar nosso artigo sobre cursos In Company e a exclusividade no ensino como mola propulsora de soluções, ideias e transformações, vamos citar três casos reais de empresas que fazem investimentos na capacitação contínua de seus colaboradores.

A primeira é a empresa Elektro, que conta com a “Educação Corporativa Elektro”, uma área exclusiva para aprimorar as habilidades dos colaboradores. Além dessa iniciativa, a empresa mantém outros programas que visam impulsionar novos líderes e a definir competências profissionais.

Outro exemplo é a Caterpillar que, em sua fábrica, possui um Centro de Treinamento e Desenvolvimento, no qual oferece – aos mais de 4 mil colaboradores – cursos e programas voltados para a segurança e redução de riscos no trabalho.

Temos ainda a Kimberly-Clark, que mantém um investimento constante na captação de talentos e nos programas de desenvolvimento profissional.

Esses são três exemplos que estão presentes no Great Place to Work, ranking das melhores empresas para se trabalhar, mostrando que a educação corporativa é uma estratégia importante para engajar pessoas.

Então, se você deseja oferecer cursos in company, com conteúdo exclusivo, para capacitação e desenvolvimento de seus colaboradores, conte com a Fundação Vanzolini e suas possibilidades de ensino corporativo.

Lembre-se que o treinamento visa aperfeiçoar os profissionais para as tarefas do dia a dia e prepará-los para novos desafios, melhorando o desempenho e aumentando a produtividade da empresa.

ENTRE EM CONTATO

Até o próximo!

Fontes:

LinkedIn

UOL Tech

UFMG

Mundo RH

Um curso de MBA é algo amplamente reconhecido como uma excelente maneira de adquirir habilidades de liderança, conhecimentos de negócios e visão estratégica.

Por outro lado, temos os Nanodegrees, que oferecem a oportunidade de aprimorar habilidades específicas e emergentes, como inteligência artificial, desenvolvimento de aplicativos móveis e análise de dados.

Ao combinar essas duas qualificações, você estará equipado com uma sólida compreensão dos princípios de negócios, além de adquirir habilidades especializadas em tecnologia, altamente valorizadas no mercado de trabalho atual.

Neste artigo, exploraremos os benefícios de combinar um MBA com os Nanodegrees, e como essa combinação única pode impulsionar sua carreira para o próximo nível. Esteja preparado para se destacar e abrir portas para oportunidades emocionantes com essa estratégia inovadora.

MBA: o que é e para quem é?

Um MBA (Master in Business Administration) significa Mestrado em Administração de Empresas. Aqui no Brasil, trata-se de uma pós-graduação lato sensu, que aprofunda o conhecimento em práticas voltadas às experiências do mercado de trabalho.

Desse modo, podemos entender o MBA como uma formação que tem como finalidade desenvolver profissionais com capacidade de liderança e gestão, capazes de tomar decisões no ambiente de trabalho, com base no aprendizado obtido a partir do curso.

Nesse sentido, o MBA é um curso, em geral, voltado para profissionais que já têm alguma bagagem e atuam há algum tempo no mercado de trabalho. O MBA é indicado, sobretudo, para aquelas pessoas que estão crescendo profissionalmente ou que estão em busca dessa ascensão na carreira.

A depender da instituição e do MBA, é preciso comprovar a atuação profissional, variando de 3 a 5 anos de experiência. Sendo assim, o MBA é um curso de pós-graduação muito procurado por empresários, executivos e gestores.

O que é Nanodegree?

O Nanodegree é uma modalidade relativamente nova de formação, que possui um formato mais enxuto e com foco em habilidades específicas para o mercado de trabalho. Ainda que tenha uma duração menor, o Nanodegree conta com avaliações e certificações que comprovam que o aluno realmente domina o assunto.

Alinhado com as tendências inovadoras do mundo digital, os cursos Nanodegrees são realizados no formato de ensino a distância, com aulas totalmente online.

Vale destacar que esse formato está conectado com a proposta do Nanodegree, de focar na praticidade e na realidade do cotidiano das empresas e profissionais.

Diante das novas demandas organizacionais, cada vez mais direcionadas para soluções ágeis, atualmente já existem Nanodegrees em diversas áreas e mesmo grandes empresas têm adotado esse tipo de curso para treinar seus colaboradores.

MBA + Nanodegrees: um combo inovador para potencializar carreiras e empresas

Combinar a proposta do MBA com o objetivo de um Nanodegree pode ser uma estratégia e tanto para potencializar conhecimento e otimizar a capacitação dos profissionais.

Isso porque, enquanto o MBA foca no desenvolvimento de habilidades de liderança, conhecimentos de negócios e uma visão estratégica, os Nanodegrees complementam a formação, criando a oportunidade de aprimorar habilidades específicas e voltadas às novidades tecnológicas disponíveis, como inteligência artificial, desenvolvimento de aplicativos móveis e análise de dados.

Então, ao juntar essas duas qualificações em um curso só, o profissional pode conquistar uma sólida compreensão dos princípios de negócios, além de adquirir habilidades especializadas em tecnologia, que estão sendo cada vez mais valorizadas e buscadas no mercado de trabalho.

Portanto, o combo MBA e Nanodegree promete ser um diferencial nas oportunidades de capacitação corporativa, garantindo uma formação bastante completa.

Como um MBA com Nanodegrees pode melhorar suas perspectivas de carreira?

Um profissional que se atualiza e busca por conhecimento de forma constante é um profissional mais preparado para lidar com os desafios da atualidade.

Diante das rápidas mudanças organizacionais e tecnológicas, o mercado tem enfrentado dificuldades em encontrar talentos com as habilidades necessárias ao momento atual.

Nesse sentido, ao fazer um MBA ou um MBA com Nanodegree, as pessoas adquirem os conhecimentos e habilidades exigidas pelo mercado e têm mais chances de ascensão e sucesso na carreira.

De acordo com informações da 54ª edição da Pesquisa Salarial, realizada pela Catho Educação, profissionais em cargos de diretoria e com um MBA possuem salários até 47,2% maiores do que aqueles que não contam com essa formação no currículo.

Ainda segundo a pesquisa, uma pessoa pós-graduada, ocupando uma função de coordenação, pode ganhar até 53% mais do que alguém que possui apenas a graduação.

Podemos ver, pelos estudos, que há uma valorização maior dos profissionais com MBA ou outra pós-graduação.

Além disso, o aprendizado contínuo tem um papel fundamental na busca por oportunidade de emprego, tornando-se um elemento chave para o sucesso no mercado de trabalho atual.

Segundo especialistas em carreira, o modelo de certificações em módulos, como é o caso do Nanodegree, tem sido bem visto pelos recrutadores, e contar com os Nanodegrees no currículo pode agregar valor e gerar diferenciais importantes em um processo seletivo.

Sendo assim, à medida que as dinâmicas do emprego vão evoluindo, o aprendizado contínuo deixa de ser apenas um diferencial, e se torna, muitas vezes, uma necessidade. Entre as razões que destacam a importância do desenvolvimento contínuo na busca por emprego, podemos destacar:

Como os Nanodegrees podem proporcionar habilidades especializadas?

Como falamos acima, há uma escassez de talentos atualmente e, além disso, os trabalhadores não têm as habilidades que os empregadores desejam.

De acordo com o estudo “Um mundo em transformação: de diplomas a certificações alternativas baseadas em habilidades”, do Banco Interamericano de Desenvolvimento, muitos empregos exigem níveis mais elevados de habilidades do que o exigido no passado, e os sistemas atuais de educação e treinamento formal não os estão fornecendo.

Assim, há uma incompatibilidade e escassez de habilidades, que revelam a necessidade de qualificação e requalificação dos trabalhadores mais rapidamente.

Um estudo de 2016 projetou que cerca de 65% das crianças, ingressantes no ensino fundamental, teriam empregos que ainda não existiam (Fórum Econômico Mundial, 2016). As habilidades também se desatualizam mais rápido do que nunca, portanto, as empresas estimam que 40% de seus trabalhadores precisarão de requalificação por seis meses ou menos (Fórum Econômico Mundial, 2020).

Diante desse contexto, os Nanodegrees chegam para oferecer, de forma mais ágil, as habilidades necessárias para o mercado de trabalho atual, cada vez mais focado em profissionais com domínio de tecnologias e ferramentas de gestão inovadoras.

MBA em Gestão Ágil, Inovação e Liderança: o combo da Fundação Vanzolini

Por fim, se você é um profissional em busca de uma formação que integre conhecimento de negócios, gestão e habilidades específicas inovadoras, o curso de MBA em Gestão Ágil, Inovação e Liderança, da Fundação Vanzolini, pode ser o próximo passo em sua jornada profissional.

Integrando os propósitos do MBA com as possibilidades do Nanodegress, a formação da Vanzolini vai aprimorar suas habilidades de liderança em empresas modernas e voltadas para a inovação digital, ensinando por meio de ferramentas práticas e conhecimentos em áreas essenciais, como métodos ágeis, gestão de produtos digitais, gestão da inovação e transformação digital, além de liderança e desenvolvimento de equipes.

Durante a formação, os alunos vão aprender habilidades essenciais para a gestão moderna, com instrução de professores de alto nível, abrangendo tópicos desde análise de dados até gestão de conflitos.

Para tornar o aprendizado mais dinâmico e prático, o MBA em Gestão Ágil, Inovação e Liderança da Vanzolini tem disciplinas em EaD ao vivo e em EaD gravado. No caso das disciplinas em EaD gravado, os alunos podem baixar seus nanocertificados imediatamente após a conclusão, outra vantagem do curso.

Além disso, durante o MBA, o aluno tem acesso ilimitado à plataforma Vanzolini Play por 18 meses. Trata-se de uma excelente oportunidade de ampliar o repertório, a experiência e conhecimentos em diversas áreas, enquanto avança em sua formação acadêmica.

O MBA ideal está aqui. A Fundação Vanzolini ajuda você a realizar o sonho de transformar a sua carreira.

Conheça o MBA em Gestão Ágil, Inovação e Liderança.

ENTRE EM CONTATO

Até o próximo ;)

Fontes:

oglobo.globo.com/economia/em-um-cenario-de-mudancas-rapidas-no-mercado-de-trabalho-nanocertificacoes-viram-tendencia-no-ensino-25313367

Artigo: Um mundo em transformação: de diplomas a certificações alternativas baseadas em habilidades, do Banco Interamericano de Desenvolvimento

Navegar pelo caminho da sustentabilidade é fundamental para as empresas que desejam alcançar não apenas lucratividade, mas também um impacto positivo na sociedade do entorno e no mundo como um todo.

Os treinamentos voltados para a ESG (Environmental, Social, and Governance) têm se destacado como uma estratégia eficaz e importante para guiar as organizações rumo à sustentabilidade e à rentabilidade.

Nesse sentido, ao adotar as práticas de ESG, as empresas podem alinhar seus objetivos comerciais com os valores de proteção ambiental, responsabilidade social e governança adequados.

As formações em ESG capacitam e engajam os colaboradores a incorporarem as práticas em seu dia a dia, e as ações vão desde questões relacionadas à eficiência energética até iniciativas de inclusão e diversidade.

Então, além de contribuir com as empresas na redução de seus impactos negativos, o treinamento em ESG cria vantagens competitivas significativas. Organizações que demonstram um compromisso genuíno com a sustentabilidade têm sido cada vez mais valorizadas pelos consumidores, investidores e stakeholders.

Assim, neste artigo, exploraremos como o treinamento em ESG pode abrir caminho para uma empresa sustentável e lucrativa. Vamos analisar os benefícios, as etapas para implementação e como esse treinamento pode impulsionar o desempenho financeiro e a reputação da organização.

Acompanhe a leitura!

Práticas ESG: ambiental, social e de governança

A agenda ESG é composta por um conjunto de práticas voltadas para a preservação do meio ambiente, responsabilidade com a sociedade e transparência empresarial. Vale lembrar que o termo ESG surgiu, pela primeira vez, em um relatório de 2004, da Organização das Nações Unidas (ONU), chamado Who Cares Wins (Ganha quem se importa).

Sendo assim, a sigla ESG une três preocupações que as empresas devem ter:

Environmental ou Ambiental

No quesito Ambiental, estão os princípios e práticas adotadas pela empresa para a conservação do meio ambiente.

Desse modo, entre as iniciativas ambientais, podemos destacar:

Social

No quesito Social, temos as práticas da empresa em relação às pessoas e à comunidade do seu entorno.

Assim, como exemplos, podemos destacar:

Governance ou Governança

No quesito Governança, temos a maneira como a empresa realiza a gestão dos seus processos e de seus colaboradores, com foco na transparência. Veja a seguir alguns exemplos de práticas sustentáveis de governança:

Importante destacar que, em relação às boas práticas de governança, o treinamento em ESG é um forte aliado, aproximando os responsáveis das novas tecnologias e ferramentas para uma gestão de processos mais eficiente e transparente.

Vantagens e boas práticas de ESG

Atualmente, as práticas da agenda ESG têm sido decisivas para as organizações se destacarem no mercado. Desse modo, entre as vantagens de se realizar uma gestão sustentável, com base na ESG, estão:

Como incorporar a agenda ESG na cultura da organização?

Como vimos acima, os benefícios da ESG são muitos e levam os negócios a um diferencial competitivo importante.

Mas, para alcançar as vantagens, é fundamental que as práticas ESG sejam incorporadas à cultura organizacional, indo muito além de modelos de processos. Trata-se, assim, de uma forma diferente de pensar e agir na produção e na gestão.

De acordo com o estudo Sustentabilidade na Agenda dos Líderes Latino-Americanos, realizado com 400 executivos da Argentina, Brasil, Colômbia e México, em 2022, o número de empresas que diziam ter uma estratégia de sustentabilidade equivalia a 69%.

No ano anterior, 2021, o percentual era de 46%. Ou seja, temos um avanço, mas ainda há um caminho a ser percorrido.

Para que as ações relacionadas às questões ambientais, sociais e de governança deixem de ser um projeto e passem a ser, de fato, executadas, é preciso que ocorram mudanças ou transformações contundentes no ambiente corporativo. E isso só acontece por meio das pessoas e do interesse delas em fazer diferente.

Assim, é preciso contar com o envolvimento das lideranças e de todos os colaboradores. A agenda ESG diz respeito a uma mudança na cultura organizacional e, desse modo, o engajamento coletivo é primordial para que as práticas sejam implementadas de forma eficiente.

Dessa forma, é fundamental compreender aspectos centrais e teóricos da ESG, além das ferramentas e certificações, para a construção de estratégias e para a implementação de uma política organizacional sustentável.

Teoria e prática precisam estar em harmonia na implementação da ESG nos negócios. Para isso, o caminho é o investimento em treinamento. Os benefícios da formação em ESG tornam as iniciativas mais robustas e de maior impacto.

Importância de uma formação em ESG para os negócios

Para alcançar as metas de ESG e incorporar as ações à cultura organizacional, as empresas devem contar com profissionais especializados no tema, pois eles têm a expertise e domínio de ferramentas capazes de garantir que as empresas passem a promover, de maneira consistente, a responsabilidade social e a sustentabilidade corporativa.

No entanto, ainda há poucas pessoas com essa experiência. Segundo um levantamento de 2020 do grupo global de capacitação profissional CFA Institute, a demanda por profissionais com expertise em ESG é alta, mas a oferta ainda é baixa.

Durante o estudo, a instituição analisou 1 milhão de contas na plataforma LinkedIn e concluiu que menos de 1% dos perfis tinham qualificação na área. Ou seja, existe uma escassez de pessoas preparadas para lidar com a agenda ESG e o mercado tem, cada vez mais, buscado esse conhecimento.

Além de buscar por profissionais especializados em ESG, as empresas podem também investir no treinamento de seus próprios colaboradores, capacitando-os para que possam se desenvolver na carreira e aprimorar a implementação das práticas ESG na organização.

Vale destacar que um programa de treinamento voltado para ESG pode ser aplicado nos mais variados setores de uma empresa (administrativo, financeiro, marketing, produção, etc.), desenvolvendo lideranças e profissionais de times diferentes para atuarem em conjunto, em prol de melhorias para a organização como um todo. 

ESG é o futuro no agora

Sem dúvidas, a pauta ESG nunca esteve tão em alta como agora. As perspectivas são promissoras e o futuro das organizações e da própria sociedade depende de iniciativas no presente.

De acordo com a pesquisa ESG Radar 2023, os investimentos das empresas na pauta ESG devem chegar a US$ 53 trilhões (R$ 273 trilhões) até 2025. Os dados revelam o olhar muito atento para uma gestão sustentável e alinhada às novas formas de comportamento e demandas de consumo do mundo. 

Sendo assim, compreender a importância de aperfeiçoar pessoas para superar desafios sociais e ambientais é fundamental para as empresas que desejam seguir competitivas.

Cursos em ESG e Gestão da Sustentabilidade para melhores resultados e mais sucesso

Por fim, para acompanhar o agora e preparar os profissionais para os desafios da pós-modernidade, a Fundação Vanzolini conta com um curso novo, que treina e forma pessoas para atuarem em ESG.

Processos, certificações, elaboração de relatórios, ferramentas, teoria e prática, tudo no curso ESG e Gestão da Sustentabilidade, para capacitar os profissionais de forma estratégica e eficiente.

Seja para o profissional que deseja se especializar na carreira ESG, seja para a empresa que deseja treinar seus times para uma atuação mais robusta dentro de governança, o curso ESG e Gestão da Sustentabilidade da Vanzolini é feito para quem deseja expandir horizontes e adquirir as competências necessárias para aplicar as melhores práticas de ESG.

Independentemente do setor ou da área de atuação, o curso inclui conhecimento necessário para transformar o agora, pensando no futuro de pessoas e organizações. Desse modo, o conteúdo do treinamento em ESG conta com os seguintes módulos:

Importante destacar, ainda, que o treinamento da Vanzolini é um aliado no equilíbrio entre gestão sustentável, cumprimento da agenda ESG e manutenção e ampliação da lucratividade da empresa. A proposta é fazer da prática ESG um mecanismo de impacto positivo interno e externo, também garantindo a saúde financeira da organização.

Então, se você deseja se tornar um especialista em ESG ou deseja levar esse treinamento para sua empresa, acesse nosso site e saiba mais sobre o curso ESG e Gestão da Sustentabilidade!

Conheça os cursos de Inovação da Fundação Vanzolini!

ENTRE EM CONTATO

Até o próximo :)

Fonte:

Forbes

Infosys

Cinco ações para colocar em prática a resolução de conflitos na empresa: veja como agir para alcançar os resultados esperados

Quando o assunto é liderança, muito se fala em postura, em resolução de problemas, em saber lidar com pressão, além da capacidade de desenvolver bons profissionais. Mas, a resolução de conflitos na empresa é essencial, assim como as questões citadas.

Quantas vezes você já presenciou situações de conflito entre colaboradores? Infelizmente, as divergências acontecem, mas há como evitá-las e, principalmente, existem maneiras de contorná-las da melhor forma. Caso contrário, elas podem virar um problema sério e prejudicar o funcionamento da empresa.

Pensando nisso, preparamos um artigo com as cinco melhores estratégias de mediação de conflitos, e mais quatro bônus ao final! Vamos lá?

Conheça as cinco melhores estratégias de resolução de conflitos na empresa

1. Identificar as raízes do conflito

Desentendimentos podem, sim, acontecer. No entanto, eles não surgem de uma hora para a outra, e caso suas motivações não sejam resolvidas, soluções pontuais não adiantam.

Um exemplo: funcionários entraram em conflito pelo atraso da entrega de um trabalho. Ao fim do dia, o problema foi resolvido – após a entrega. Porém, apesar de resolvido, deve-se entender o motivo da demora, caso contrário, esse desentendimento será recorrente.

Assim, é fundamental entender os fatores que contribuíram para a ocorrência dos conflitos. Por parte da liderança, deve-se tomar certas atitudes, mas, principalmente, investigar todas as partes envolvidas. Como? Perguntando, em particular, sobre os acontecimentos, suas causas, os interesses das partes e as emoções que estão em jogo.

2. Praticar a neutralidade e a imparcialidade

Ao identificar as raízes do conflito, os mediadores devem tomar uma postura neutra e imparcial sempre. Na verdade, essas características são obrigatórias em um mediador justo e eficaz.

Por isso, os líderes nunca devem tomar partido antes de estar a par do ocorrido, e, após saber dos acontecimentos, devem tomar decisões baseadas no melhor funcionamento das atividades, jamais agindo em favor de um funcionário em detrimento do outro.

A empresa e os negócios devem ser prioridade, e colocar questões pessoais em pauta só irá fazer com que os desentendimentos aumentem. A neutralidade, então, garante que todas as partes se sintam ouvidas, respeitadas e tratadas de maneira justa.

3. Realizar a comunicação eficaz

Muitas discórdias poderiam ter sido resolvidas, em casos nos quais o problema foi a mera falta de comunicação. Uma simples falta de “por favor” e “obrigado” pode gerar más interpretações por parte do ouvinte, e também causar conflitos desnecessários e prejudiciais.

Esse foi um exemplo simples, mas que mostra como a comunicação eficaz — uma tendência em Gestão de Pessoas — desempenha um papel importantíssimo na resolução de conflitos. Resumindo, os líderes devem criar uma atmosfera propícia, na qual os envolvidos sintam-se confortáveis para falar e serem ouvidos, além de terem suas opiniões consideradas.

Como cada indivíduo tem uma forma única de se comunicar, a comunicação efetiva não é uma tarefa fácil, porém, pode-se adotar algumas estratégias, como:

4. Explorar soluções criativas

Outra característica fundamental da resolução de conflitos na empresa é a capacidade de encontrar diversas — e rápidas — soluções para os desentendimentos. Afinal, nem sempre a solução mais óbvia ou mais fácil são as mais adequadas.

Imagina se os gestores resolvem retirar a geladeira do escritório, porque a principal reclamação é o “extravio” de alimentos de dentro dela? Essa com certeza não é uma solução correta e, no caso, o líder deve abordar opções melhores para todos.

Para isso, os mediadores podem incentivar as partes envolvidas a explorar uma variedade de opções para resolver suas diferenças, sempre incluindo soluções que atendam às necessidades e interesses de todas as partes.

Gostaria de saber quais são as outras principais competências de um líder? Leia: Habilidades de liderança: treinamento e desenvolvimento.

5. Construir um consenso e alinhar interesses e objetivos

Os mediadores auxiliam as partes a identificarem áreas de convergência e a trabalharem juntas para encontrar soluções que atendam aos interesses e objetivos de todos os envolvidos. Isso envolve a facilitação do processo de negociação e construção de consenso em torno de um acordo final.

Por fim, deve-se pensar em qual é o objetivo da mediação, isto é, que ela serve para chegar a um acordo que seja mutuamente aceitável para todas as partes envolvidas, certo?

Nesse contexto, os mediadores devem encontrar pontos de interesses em comum entre as partes e, assim, as soluções atendam a todos em igual. Objetivos mútuos com certeza facilitam o processo de negociação e construção de consenso até o almejado acordo final.

Quatro cursos para aprender a teoria da liderança eficiente e colocá-la em prática

1. Negociação e Gestão de Conflitos

Neste artigo, você pode perceber o quão importante é saber lidar com conflitos. Por ser algo às vezes complexo, afinal, estamos lidando com a natureza humana, capacitações são sempre bem-vindas.

Em nosso curso, você aprenderá a mapear e gerenciar conflitos, desmistificar o conceito de negociação, aprender o Método Harvard, além de estilos e estratégias que vão potencializar sua liderança e as suas interações profissionais e pessoais.

2. Liderança Assertiva

Como líder, você deve sempre pensar à frente! Portanto, uma formação com foco na liderança assertiva irá poupá-lo de erros e possíveis obstáculos, e também irá colocá-lo diretamente no caminho do destaque profissional.

O curso oferece os recursos fundamentais para um bom líder, desde uma comunicação clara e objetiva, além dos conhecimentos para criar um ambiente favorável ao sucesso.

3. Storytelling e Técnicas em Oratória

Não há como abordar a resolução de conflitos sem abordar práticas de oratória, pois essa habilidade será responsável por uma comunicação eficiente, responsável pela transmissão de sua mensagem de maneira atrativa.

Além disso, o storytelling consegue realizar essa transmissão de forma encantadora, atraente, que retém os ouvintes.

4. Inteligência Emocional

Aprender a ter domínio de suas próprias emoções para lidar melhor com elas, bem como com a das pessoas ao seu redor, tornou-se uma habilidade indispensável.

Investir em cursos de inteligência emocional para aprimorar as habilidades socioemocionais, as tão faladas soft skills, é fundamental para agregar valor à sua atuação como líder. Pois, gerenciar pessoas também diz respeito a lidar com suas emoções.

Com tudo o que aprendeu até aqui sobre resolução de conflitos na empresa, agora poderá direcionar seus esforços para abordar as questões fundamentais e encontrar soluções duradouras, voltadas às necessidades da sua equipe!

Este conteúdo foi útil para você? Aprenda mais sobre o assunto: a Fundação Vanzolini oferece cursos com especialistas na área, para você ampliar o seu repertório e transformar a sua carreira.

Conheça os cursos de Gestão de Pessoas da Fundação Vanzolini.

ENTRE EM CONTATO

Fontes:

eventosrh.com.br/blog/gestao-de-conflitos-5-estrategias-para-gerenciar-conflitos-na-equipe/

amcham.com.br/blog/tendencias-lideranca

linkedin.com/pulse/  

Se você está procurando uma maneira flexível e eficiente de se destacar no mercado de trabalho, um MBA online pode ser a melhor escolha.

Com a conveniência de estudar de qualquer lugar e a flexibilidade de horários, você pode equilibrar a dinâmica do seu trabalho e vida pessoal, enquanto aprimora suas habilidades e conhecimentos.

A busca por cursos online tem crescido cada vez mais desde a pandemia, e um MBA online oferece uma série de vantagens em relação aos programas tradicionais presenciais.

Entre as vantagens, está o fato de ter acesso a professores altamente qualificados, conteúdo sempre atualizado e recursos de aprendizagem interativos. Conhecimento sem sair de casa.

Seja você um profissional em busca de crescimento na carreira ou um empreendedor aspirante, um MBA online pode ser o caminho para impulsionar sua trajetória profissional.

Então, acompanhe a leitura deste artigo que preparamos e veja como a flexibilidade e eficiência, oferecidas por esse tipo de programa, podem levar você um passo à frente no mercado de trabalho.

Formações e MBA online estão em alta

O aprendizado e formação online têm ganhado cada vez mais força entre as pessoas que desejam se qualificar e despontar na carreira.

De acordo com pesquisas, o mercado de cursos online tem registrado aumento significativo nos últimos anos, especialmente diante da pandemia da COVID-19, que desencadeou uma busca maior por ensino à distância e por soluções tecnológicas capazes de facilitar a educação.

Segundo o relatório “Global E-Learning Market Report 2021: Industry Trends, Share, Size, Growth, Opportunity and Forecast 2021-2026”, publicado pela Research and Markets, o mercado de e-learning está experimentando um crescimento significativo e espera-se que continue a expandir nos próximos anos.

Comprovando a tendência de cursos online, a pesquisa E-commerce Trends 2024 mostrou que, 28% dos entrevistados, em 2023, já haviam comprado cursos, capacitações e consultorias online nos últimos seis meses.

Apenas essa categoria – cursos, capacitações e consultorias –  aumentou 18 pontos percentuais na comparação entre 2022 e 2023.

Outra pesquisa, a Skills Outlook Employee View, divulgada no Brasil, no final de 2023, revelou que os cursos online são, para os brasileiros, a melhor maneira de se qualificarem para o mercado de trabalho.

No estudo, mais de 80% disseram preferir cursos virtuais e de curta duração. Realizada pela Pearson, em parceria com o Google, a pesquisa ouviu quatro mil trabalhadores do Brasil, da Índia, do Reino Unido e dos Estados Unidos, entre agosto e setembro do ano passado.

Entre os fatores que têm levado mais pessoas a buscarem por um aprendizado online, em especial, um MBA, está o desejo de abrir um novo negócio.

De acordo com a pesquisa realizada pela Carrington Crisp, chamada Tomorrow ‘s MBA, um entre cinco estudantes, que estão à procura por um curso de MBA, diz querer aprimorar o conhecimento em negócios para poder empreender.

Outro fator apontado pelos participantes para escolher um MBA é melhorar a questão salarial, seguida por melhorar a empregabilidade e o desejo de uma experiência de trabalho no exterior.

Ainda de acordo com a pesquisa, 26% das respostas eram sobre preferir um curso de MBA online ou híbrido (metade online e metade presencial).

Benefícios de se obter um MBA online

O maior interesse por cursos de MBA é uma tendência real. Diante do contexto atual, destacamos alguns pontos que têm levado os profissionais a procurarem mais por esse tipo de formação educacional e corporativa.

Mas existem ainda outras vantagens do MBA online, que contam muito no momento de decisão, especialmente para os profissionais já atuantes no mercado de trabalho. Entre elas, podemos destacar: 

Flexibilidade de lugar e horário

Na modalidade de MBA online, o estudo é mais flexível e o aluno pode acessar as aulas e conteúdos quando e de onde quiser. Com a agenda quase sempre tomada por reuniões o dia todo, os profissionais encontram no ensino online a possibilidade de encaixar o aprendizado no melhor momento do dia ou da semana.

Para isso, basta um equipamento conectado à internet e disposição para aprender e aprimorar. Já no caso de cursos presenciais, é preciso levar em conta o deslocamento até o local e seguir, estritamente, o horário em que a aula acontece. No presencial, há um engessamento maior.

Mais opções de escolha

Com o MBA online, o aluno não fica limitado geograficamente, tendo mais opções de escolha. Com o acesso virtual, é possível escolher qualquer instituição, independentemente de sua localização.

Os espaços e possibilidades se ampliam diante do estudo online. O que não acontece com um curso somente presencial, que limita o acesso das pessoas para aquela região da cidade ou do estado.

Autonomia nos estudos

Outra vantagem muito relevante do MBA online é o acesso às disciplinas, materiais e fóruns de discussão a qualquer momento, ao longo de todo o curso. Em geral, mesmo em formações com aulas ao vivo, os encontros costumam ficar gravados e disponíveis 24 horas por dia, na plataforma.

Diante disso, o aluno tem mais autonomia para organizar seu momento de estudo dentro da sua rotina. Em um curso presencial, o aluno precisa se adequar aos horários das aulas e não o contrário.

Mais chances de ampliar o networking

O encontro com outros profissionais, das mais diversas localizações, possibilita conhecer novas pessoas, novas formas de vida e de cultura, expande repertório e pensamento. Além disso, o encontro com pessoas de negócios estabelece trocas ricas e formam-se contatos profissionais que podem ser valiosos para a carreira.

Contato e aprendizado com professores experientes e renomados

Os cursos de MBA online contam, em sua maioria, com professores renomados, com experiência teórica e prática no mundo dos negócios. Então, as aulas são verdadeiras oportunidades de interação e contato  com pessoas gabaritadas em suas áreas de atuação, que vão compartilhar do conhecimento e colaborar para o crescimento profissional dos participantes.

Um MBA online realmente ajuda na carreira?

Como vimos nas pesquisas, em geral, os profissionais buscam programas de MBA com a expectativa de ascensão na carreira. E, de fato, há dados que apontam para uma melhor condição profissional e de salário quando se tem uma pós-graduação, que é o caso de um MBA.

Segundo dados da 54ª edição da pesquisa salarial feita pela Catho Educação, profissionais com Pós-Graduação ou MBA recebem até 47,2% a mais do que quem não possui especialização.

Desse modo, cursar um MBA pode ser, sim, um caminho importante para um salto na carreira, envolvendo mudança de posição ou cargo na empresa e também um aumento de salário, que é sempre bem-vindo.

Além disso, um MBA pode agregar valor ao profissional, pois o coloca em contato com outras lideranças – no caso do networking -, possibilitando troca de experiências na prática. Seu status diante do mercado também muda, tornando o profissional mais valorizado não só monetariamente, mas, sobretudo, intelectualmente. 

Como escolher o MBA online certo?

Bem, depois de compreender o contexto atual do MBA online, conhecer seus benefícios e sua importância para ascensão na carreira, vamos olhar para alguns pontos importantes no momento de decidir qual MBA é o melhor para seu momento profissional.

Ao decidir por fazer um MBA online, lembre-se de verificar:

Requisitos e a quem se destina um MBA online

De maneira geral, o MBA online é uma pós-graduação voltada aos executivos com experiência profissional superior a cinco anos, vivências em gestão e formações variadas, vindos de áreas e setores econômicos diversos.

Nesse sentido, o MBA online requer uma certa bagagem anterior e uma jornada já percorrida pelos alunos. Indicado para aqueles que buscam o aprimoramento por meio da formação executiva, desejam uma capacitação direcionada para encarar os desafios organizacionais e queiram assumir posições de destaque no mercado de trabalho.

Para ingressar em um MBA, as instituições realizam um processo seletivo, com alguns pré-requisitos e análise curricular.

É o momento de fazer um MBA?

Depois de acompanhar a leitura deste artigo, você ainda pode se perguntar: mas será que é o momento de fazer um MBA online?

Para saber se está na sua hora de ingressar em um MBA, considere estas questões:

Se você disse sim, então, dê o próximo passo em sua carreira com um MBA online da Fundação Vanzolini.

MBA em Gestão Ágil, Inovação e Liderança

Para os profissionais que estão em busca de um MBA online, conduzido por professores experientes no mercado, para crescer na carreira e assumir posições de destaque, a Fundação Vanzolini oferece o curso de MBA em Gestão Ágil, Inovação e Liderança.

Durante a formação, os participantes terão a chance de aprimorar suas habilidades de liderança, ter domínio de ferramentas práticas e conhecimentos em áreas essenciais, como métodos ágeis, gestão de produtos digitais, gestão da inovação e transformação digital, além de liderança e desenvolvimento de equipes.

Com todo o conteúdo do curso, o profissional certamente irá colher os benefícios de se investir em um MBA online.

Conheça o coordenador do MBA em Gestão Ágil, Inovação e Liderança:

Importante destacar, ainda, que o MBA da Vanzolini conta com aulas ao vivo – com turmas de, no máximo, 50 alunos em sala -, garantindo mais qualidade no ensino do que em situações em que existem 500 pessoas ou mais em uma sala de aula ao vivo. Ou seja, o curso da Fundação Vanzolini oferece a praticidade da modalidade online, mas com uma qualidade superior.

Então, não perca mais tempo e aproveite a tendência do aprendizado digital. Entre em contato com a gente, faça seu MBA online e dê um salto na carreira.

ENTRE EM CONTATO

Até o próximo :)

Fontes:

jornalggn.com.br/noticia/79-dos-brasileiros-consumiram-produtos-digitais-em-2023/

agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2023-04/brasileiro-prefere-cursos-online-para-qualificacao-ao-mercado

valor.globo.com/patrocinado/dino/noticia/2023/04/19/ia-e-cursos-online-revolucionam-a-educacao-global.ghtml

forbes.com.br/carreira/2023/02/e-hora-de-fazer-um-mba-tudo-o-que-voce-precisa-saber-para-decidir/

exame.com/invest/academy/mba-veja-5-vantagens-curso/

O que são cursos personalizados para empresas? Conheça as vantagens dos programas de treinamento exclusivos!

Os cursos personalizados para empresas, ou Cursos In Company, são programas de treinamento voltados para as necessidades de uma empresa em específico. Em resumo, são capacitações personalizadas conforme as demandas de uma organização, do conteúdo a questões de datas, horas, locais e formatos.

Essa metodologia pode fazer parte da estratégia de uma instituição, principalmente as que passam por processos de fusão e aquisição, justamente por ter um viés mais exclusivo, uma característica relevante em ambas situações.

Isso porque, tudo o que se conhecia e se fazia naquela empresa até então, passará por transformações significativas em todos os âmbitos. Pensando nisso, os treinamentos específicos preenchem todas as lacunas de aprendizado dos funcionários, e fazem com que eles estejam aptos para seguir com suas atividades após as mudanças.

Então, se a sua missão é fazer com que a sua empresa seja notada, conheça as vantagens e o funcionamento dos cursos In Company, pois a exclusividade a colocará em posição de destaque.

Qual é a função dos Treinamentos In Company? Dois principais casos

Ao almejar o crescimento organizacional, as partes interessadas devem encará-lo a partir de diversas frentes, afinal, uma empresa dispõe de inúmeros setores e campos de ação, sejam eles administrativos, operacionais, entre outras vertentes.

Não há como reestruturar as funções administrativas de uma companhia, por exemplo, sem avaliar o financeiro, e assim por diante.

Além disso, deve-se considerar o fato de que cada empresa possui suas particularidades e, por isso, os cursos In Company representam uma ferramenta valiosa para impulsionar o crescimento organizacional em diversas frentes.

Em relação à prática, as principais funções são:

Para empresas que estejam implementando novos projetos e ou novas áreas

A implementação de novos projetos sempre será um risco à empresa. No entanto, quanto mais planejamento, menores serão as consequências negativas. Para uma instituição comprometida com o sucesso, o preparo é parte fundamental de qualquer processo.

Nesses casos, quando ocorrem períodos de fusão ou aquisição, as empresas enfrentam desafios significativos, incluindo integração de equipes, alinhamento de processos e culturas organizacionais.

Resumindo, como esperar que uma mudança dê certo, sem nos prepararmos para elas? É aí que os Cursos In Company entram em ação, por mais clichê que pareça.

Eles fornecem treinamento personalizado, que aborda, especificamente essas questões, e também pode incluir:

Para conhecer mais vantagens, leia: Cursos “In Company”: uma poderosa estratégia de treinamento

Para reciclagem de funcionários, educação continuada e treinamentos atrelados às metas e objetivos da empresa

Em um mundo corporativo ideal, todos os funcionários são devidamente e altamente capacitados a exercerem suas funções. Pensando no mercado de trabalho, recomenda-se, além da capacitação, a atualização regular das habilidades dos colaboradores.

Imagine se os cursos das faculdades de Publicidade e Propaganda não tivessem aderido ao foco em Marketing Digital? Com certeza, não formaria profissionais aptos para ingressarem no modelo de mercado atual.

Desse modo, cursos personalizados para empresas oferecem uma oportunidade eficaz para reciclagem e atualização de competências, abordando:

Os cursos In Company, diferentemente de outros treinamentos, se alinham às metas e aos objetivos da empresa, e não se baseiam em premissas generalistas, permitindo uma estratégia ainda mais eficaz e exclusiva.

Para saber mais: Cursos In Company: o impacto do investimento em treinamento

Cursos personalizados para empresas: qual é a importância dos Treinamentos In Company?

Assim como mencionamos, abordagens personalizadas são maneiras mais eficientes e certeiras para lidar com as demandas específicas de uma empresa. Os treinamentos genéricos, apesar de terem seu valor, não são os mais recomendados para certas situações.

Para empresas que estão passando por processos de fusão, aquisição e incorporação, por exemplo, a personalização da qualificação é fundamental para garantir o sucesso das novas demandas.

Conhecer o terreno, por assim dizer, significa saber o que exatamente se espera dele e como fazer para que ele seja fértil. Em uma fusão ou aquisição, os riscos são grandes, mas lembre-se: as possibilidades de crescimento devem ser maiores do que as ameaças. 

E como isso funciona na prática?

Flexibilidade

O nome já diz tudo! Cursos personalizados para empresas. Portanto, oferecem flexibilidade, permitindo que as empresas personalizem o conteúdo, a duração e o formato do treinamento de acordo com suas necessidades específicas.

Os cursos da Fundação Vanzolini são negociáveis em questões de datas e locais específicos. Além disso, adquirindo o curso, existe a possibilidade de customização para um formato de palestra, apresentação ou qualquer que seja a necessidade da empresa.

Tratando-se de estudos, para serem realmente eficientes, há de se pensar em como fazê-lo. Afinal, existem diversas formas de aprendizado, e o ponto positivo dos cursos In Company é justamente poder escolher o mais adequado à equipe.

Relevância e eficácia

Como consequência da flexibilização, vem a garantia de que o treinamento seja altamente relevante e direcionado para os desafios enfrentados pela corporação.

Quanto maior for a individualização dos treinamentos, voltados para atender às necessidades da empresa e dos funcionários, mais os treinamentos serão relevantes, e assim, eficazes.

Podemos entender a aquisição e a fusão como uma roupagem nova para a organização. E, entre vestir uma “roupa” feita para todos os tamanhos ou, uma roupa sob medida, a segunda opção será sempre a mais adequada.

Por esse motivo, os cursos para empresas In Company são uma solução abrangente e adaptável para empresas que buscam impulsionar o crescimento organizacional, seja durante períodos de mudança, como fusões e aquisições.

Ou, então, serve para simplesmente para garantir que seus funcionários estejam equipados com as habilidades e conhecimentos necessários para enfrentar os desafios do mundo dos negócios – em constante evolução.

Veja aqui como a Fundação Vanzolini pode ajudar a sua empresa!

ENTRE EM CONTATO

Obtenha os conhecimentos da metodologia Seis Sigma com a certificação Green Belt e dispare na frente de concorrentes, com uma das capacitações mais procuradas na gestão de projetos

A metodologia Seis Sigma diz respeito a uma abordagem estruturada para melhoria de processos, e entre os benefícios, destaca-se sua eficácia em reduzir variações, eliminar defeitos e maximizar a eficiência operacional.

Em uma empresa, a metodologia representa a resolução dos problemas que contribuem para a falta de eficiência de certas atividades e da qualidade da instituição em geral. 

Para aplicar um método tão completo e benéfico, existem as certificações necessárias. O curso Green Belt Lean Seis Sigma, por exemplo, é uma oportunidade para os profissionais se tornarem especialistas na aplicação dessa metodologia, por meio de uma abordagem sistemática e altamente eficaz, para melhorar os processos e a qualidade em uma organização.

Para ter uma visão geral do curso e como ele capacita os profissionais a implementarem o Seis Sigma, fique até o final!

Quais são os fundamentos do Seis Sigma?

O curso começa geralmente com uma introdução aos princípios fundamentais do Seis Sigma, incluindo a metodologia DMAIC (Definir, Mensurar, Analisar, Incrementar e Controlar), e a importância da redução da variabilidade nos processos.

Sem dúvida, a sigla DMAIC representa bem os fundamentos da metodologia, por ser a principal sistematização do Green Belt.

Abaixo, confira sua definição:

Definir

Etapa na qual se define quais são as defasagens, as dificuldades e as lacunas a serem preenchidas no sistema organizacional da empresa. Portanto, é uma fase diagnóstica, o momento em que se detectam as problemáticas que serão solucionadas nas fases seguintes.

Os responsáveis pela definição devem se atentar à detecção de forma crítica e detalhada, pois se trata do ponto de partida para estabelecer metas alcançáveis, que impulsionarão as melhorias e a evolução desejada.

Mensurar

Após a definição dos problemas, há a medição deles. Afinal, as providências tomadas devem ser estabelecidas conforme a magnitude das brechas. Nessa etapa, os responsáveis coletam dados quantitativos e qualitativos para medir a qualidade das atividades da empresa.

Não se deve subestimar a mensuração, uma vez que ela entrega uma visão abrangente dos problemas e como eles afetam o funcionamento institucional. Por outro lado, a medição ainda demonstra quais são os acertos, esses, que podem ser mantidos após a análise.

Analisar

Na etapa de análise, o profissional Green Belt se responsabiliza por identificar as causas dos problemas das fases anteriores. Assim como todo problema tem uma solução, eles também têm uma causa, sendo indispensável conhecê-la para encontrar as possíveis resoluções.

Na análise, deve-se responder às questões como: os motivos dos erros e quais são as ações, atividades, estratégias e métodos cujo desempenho está prejudicando o andamento da empresa.

O responsável deve, obrigatoriamente, realizar uma investigação minuciosa para não deixar passar nenhum problema, pois eles atrapalham o andamento do projeto.

Incrementar

Agora, é o momento de colocar em prática as ações que irão solucionar os problemas identificados nas fases anteriores. Tudo o que foi visto como empecilho, adversidade, impedimento, falha, complicações, etc., é ajustado e melhorado. Em resumo, trata-se da fase das soluções práticas.

Controlar

Por último, realiza-se o controle das práticas concebidas na fase de incremento. O controle permite verificar se as medidas foram eficazes, portanto, serve como um termômetro do sucesso do projeto.

Essa verificação não deve ser dispensada, pois em um cenário no qual as soluções não estão sendo eficientes, a equipe pode contorná-las em vez de perceberem os danos somente quando eles forem irreparáveis.

A DMAIC, a principal metodologia Seis Sigma, foi criada com o intuito de percorrer cada processo do projeto, sendo muito bem estruturada e, por isso, eficiente.

Do que se trata a certificação Green Belt? 

A certificação Green Belt é uma das mais procuradas da metodologia porque está no topo da pirâmide belt, no primeiro nível no qual o profissional pode liderar a gestão de projetos.

Após o White e o Green Belt, os conhecimentos são mais avançados, justamente porque a pessoa não somente participa, mas gerencia o projeto. Então, a certificação oferece o conhecimento necessário para implementá-lo e melhorá-lo exponencialmente.

Com certeza, o curso em questão cresce a carteira profissional de quem o realiza, além de abrir muitas portas profissionais. Pois, com esses conhecimentos avançados, principalmente devido à capacidade de análise de estatísticas e extração dos dados sobre os problemas enfrentados, podem-se obter as possíveis soluções.

Sendo assim, o profissional Green Belt consegue:

Como o processo de certificação funciona?

Na Vanzolini, os professores da certificação Green Belt são especialistas com vasta experiência no mercado, todos com atuações reais e, é claro, de sucesso. Para se ter uma noção da qualidade, confira o conteúdo programático:

Para saber mais, leia: Por que a Fundação Vanzolini é uma autoridade em Green Belt?

A partir de todos esses conhecimentos, os participantes desenvolvem habilidades para implementar a metodologia Seis Sigma de forma eficaz e completa, capaz de agregar valor ao produto ou serviço oferecido pela empresa.

Seja você o profissional responsável por alavancar um projeto e incremente seu currículo com certificação e cases de sucesso por meio do Green Belt. 

Este conteúdo foi útil para você? Aprenda mais sobre o assunto: a Fundação Vanzolini oferece cursos com especialistas na área para você ampliar o seu repertório e transformar a sua carreira.

Leia mais aqui:

Green Belt e a gestão de mudanças organizacionais

Por que a Fundação Vanzolini é uma autoridade em Green Belt?

Certificações Seis Sigma, do White ao Master Black Belt

Green Belt Lean Seis Sigma

ENTRE EM CONTATO