Fundação Vanzolini

Entenda como a otimização de processos é fundamental na Gestão da Qualidade Total (TQM) e como ela pode transformar suas operações.

No competitivo mundo dos negócios de hoje, ter operações eficientes e de qualidade é crucial para o sucesso de qualquer empresa. A Gestão da Qualidade Total (TQM) é uma abordagem importante, que foca em melhorar continuamente e otimizar processos em todas as partes de uma organização. 

Neste artigo, vamos explorar como a TQM pode ajudar a melhorar as operações de uma empresa. Vamos falar sobre a importância de cursos de gestão de operações, dar dicas úteis para melhorar processos operacionais e explicar como os KPIs operacionais são importantes para medir o sucesso. Com a TQM, as empresas podem não apenas atingir seus objetivos atuais, mas também se preparar para o futuro.

A essência da Gestão da Qualidade Total

A TQM é mais do que um conjunto de práticas, é uma filosofia que se concentra na melhoria contínua em todas as áreas de uma organização. No centro da TQM está a otimização de processos, que envolve a avaliação e o aperfeiçoamento contínuo de todas as operações, para alcançar maior eficiência e qualidade. Essa abordagem melhora o desempenho operacional e também aumenta a satisfação do cliente e a competitividade no mercado.

Implementando TQM por meio da otimização de processos

Para implementar efetivamente a TQM, é essencial focar na otimização de processos. Isso envolve a identificação de ineficiências, a eliminação de desperdícios e simplificação de procedimentos. 

Utilizar metodologias como Lean, Six Sigma e Kaizen pode ser extremamente benéfico para esse propósito. Além disso, o treinamento e a capacitação dos funcionários são cruciais, e, para isso, os cursos de gestão de operações oferecidos pela Fundação Vanzolini podem ser um recurso valioso.

O papel dos KPIs na medição da otimização de processos

Os KPIs operacionais são indicadores-chave no processo de otimização. Eles fornecem uma medida quantitativa do desempenho e são essenciais para avaliar a eficácia das estratégias de TQM implementadas. Através de KPIs bem definidos, as organizações podem rastrear o progresso, identificar áreas para melhoria e medir o impacto das mudanças nos processos operacionais.

Melhoria contínua: uma jornada sem fim

A otimização de processos na TQM não é um destino, mas uma jornada contínua de melhorias. Envolve uma avaliação constante e ajustes regulares para se adaptar às mudanças no ambiente de negócios e às novas tecnologias. 

Para obter orientações sobre como aprimorar constantemente os processos operacionais, os profissionais podem se beneficiar das dicas de processos operacionais disponíveis no site da Fundação Vanzolini.

Capacitação em TQM e otimização de processos

Ao liderar com sucesso iniciativas de TQM e otimização de processos, a capacitação é fundamental. Cursos especializados, como os oferecidos pela Fundação Vanzolini em gestão da qualidade e gestão por processos, podem equipar os profissionais com as habilidades e conhecimentos necessários para implementar essas práticas eficientemente.

Integrando tecnologia na otimização de processos

A otimização de processos se beneficia enormemente do uso de tecnologias avançadas. Softwares de gestão de processos e ferramentas analíticas permitem um monitoramento mais preciso e em tempo real, facilitando a identificação rápida de áreas que necessitam de melhorias. A integração de sistemas automatizados, como ERP e CRM, pode simplificar fluxos de trabalho e aumentar a eficiência operacional, alinhando-se aos princípios da TQM.

Cultura organizacional e TQM

Para que a TQM e a otimização de processos sejam bem-sucedidas, é necessária uma mudança na cultura organizacional. Isso implica em promover uma mentalidade de melhoria contínua entre os funcionários e encorajar a inovação. Uma cultura organizacional que valoriza feedbacks, aprendizado contínuo e capacitação em cibersegurança é crucial para sustentar a implementação bem-sucedida.

Desafios na implementação da TQM

Embora a TQM ofereça inúmeros benefícios, sua implementação não está isenta de desafios. Pode haver resistência à mudança, dificuldades na adaptação a novos processos e necessidade de investimento significativo em treinamento e tecnologia. Superar esses obstáculos requer liderança forte, comunicação eficaz e um compromisso firme com os objetivos de longo prazo da organização.

A TQM e a otimização de processos são mais do que práticas operacionais, elas são a base para um desempenho excepcional e sustentável das organizações. Ao adotar essas práticas, as empresas melhoram suas operações diárias e também fortalecem sua posição no mercado. 

A chave para o sucesso contínuo na TQM reside na capacidade de se adaptar, inovar e evoluir constantemente, garantindo, assim, que a empresa não apenas atenda, mas exceda as expectativas dos clientes e stakeholders.

Este conteúdo foi útil para você? Aprenda mais sobre o assunto: a Fundação Vanzolini oferece cursos com especialistas na área, para você ampliar o seu repertório e transformar a sua carreira.

Conheça os cursos de Qualidade da Fundação Vanzolini.

ENTRE EM CONTATO

Líder, conheça as mais efetivas práticas de gestão de riscos de TI e faça da segurança cibernética uma cultura forte entre a sua equipe

O roubo, manipulação e exposição de dados sigilosos são cada vez mais constantes e, para sua empresa não passar por nenhum desses transtornos, uma coisa é fundamental: a gestão de riscos de TI.

Caso seja um líder, saiba que pode influenciar a cultura de segurança, tomar decisões estratégicas e liderar equipes para proteger ativos digitais e mitigar riscos cibernéticos.

Essas estratégias de segurança garantem o sigilo de dados sensíveis, tanto pessoais como corporativos e de propriedade intelectual, e também impedem as más consequências dessas práticas. Neste artigo, saiba quais são as principais ações que devem ser tomadas o quanto antes!

O que é cibersegurança?

A cibersegurança trata da segurança na internet, mais precisamente de normas, práticas e diretrizes que protegem os sistemas, arquivos, programas, aplicativos, dados e demais aspectos relacionados ao digital.

Portanto, a segurança cibernética garante o sigilo e a integridade de todas as informações disponíveis digitalmente, tanto nos celulares quanto nos computadores, duas ferramentas muito presentes no cotidiano dos negócios.

Qual a importância da cibersegurança?

Apenas pela definição, percebeu como a segurança digital é importante? Um possível vazamento de dados pode prejudicar um negócio de forma irreversível, fazendo com que a empresa perca clientes e, acima de tudo, a confiabilidade de todos.

Porém, mais do que saber do que se trata, os líderes precisam criar estratégias e manterem-se sempre atualizados em relação a isso, pois os ataques ficam cada vez mais aprimorados e perigosos.

Não pense que o negócio que lidera não pode ser alvo de hackers, por exemplo, pois até mesmo empresas gigantes do mundo online são prejudicadas. Em 2019, a Netshoes pagou R$ 500 mil em indenização de danos morais, após 2 milhões de clientes terem suas informações pessoais expostas.

Então, se ainda não desenvolveu uma cultura relacionada à cibersegurança, não espere algo assim acontecer.

Exemplos de segurança na prática:

Os termos acima parecem estranhos? Ou então, já ouvir falar, mas não sabe como aplicá-los de forma efetiva? Confira os passos a seguir!

Gestão de riscos de TI: o que a liderança pode fazer?

Criar uma cultura de segurança

Estabelecer uma cultura de cibersegurança diz respeito a incentivar que ela seja uma prioridade no cotidiano da empresa, além de garantir que o funcionamento das atividades do negócio gire em torno da proteção online.

Para alcançar tal cultura, o líder deve proporcionar treinamentos regulares, manter a equipe em contato com profissionais da área, criar normas de acesso à internet, conscientizar os colaboradores das principais regulamentações de segurança cibernética e de sua importância.

E mais, os passos a seguir igualmente colaboram com a implementação da cultura de segurança. Confira! Mas antes, saiba mais sobre crimes cibernéticos para proteger ainda mais a empresa.

Investir em treinamento em segurança cibernética

Senhas seguras, navegação em sites, downloads, compartilhamento de arquivos e tudo o que envolve práticas na internet demandam cuidado e macetes que os especialistas conseguem fornecer. Portanto, investir em treinamento é essencial.

Quanto a isso, é válido salientar a relevância de que esses treinamentos sejam feitos regularmente. Assim, os líderes garantem informações e práticas sempre atualizadas, afinal as normas online de segurança estão em constante mudança.

Estabelecer políticas de segurança claras

Após o treinamento, estabeleça políticas de gestão de riscos de TI, conforme as orientações dos especialistas. Como líder, não faça com que o treinamento seja em vão, portanto:

Dica bônus: Atualmente, saber sobre a Lei Geral de Proteção de Dados tornou-se uma regra básica, então, coloque-a em sua lista de afazeres, para  aprender sobre ela.

Conduza avaliações de risco

A empresa passou por alguma situação de risco ou adversidades com cibersegurança? Então não esqueça de fornecer essas informações ao profissional de TI.

Pedir a ele que identifique e avalie regularmente os riscos que a empresa enfrenta é outra excelente alternativa, que irá garantir a segurança dos dados da sua equipe.

Desse modo, sabe-se quais são os pontos de vulnerabilidade e consegue corrigi-los.

Realizar auditorias de segurança

Com todas as aplicações citadas acima, realizar auditorias de segurança é importante para avaliar se as medidas tomadas estão sendo suficientes. Nos casos em que não estão, é possível reaver melhorias.

As auditorias ainda servem para manter a empresa atualizada sobre as últimas tendências de ameaça, hackers, invasões, entre outros perigos. Nesses casos, o monitoramento das atividades e os relatórios de segurança são essenciais.

Contar com especialistas em segurança

Como vimos até aqui, a gestão de riscos em TI mantém os dados da empresa em segurança e, apesar da contratação de profissionais terceirizados, que tal contar com um especialista em segurança cibernética na equipe?

O trabalho deles pode tornar o dia a dia da empresa muito mais seguro, prático e ágil, pois podem tirar dúvidas e transmitir informações em tempo real.

Quem nunca precisou resolver um probleminha envolvendo a internet, não é mesmo? Caso o negócio já conte com um profissional de TI, é relevante que os líderes se certifiquem de oferecer a eles especializações em cibersegurança.

Uma opção de formação que combina teoria, prática e tecnologias avançadas para capacitar profissionais na área é o curso Cibersegurança com simulação e apoio de Inteligência Artificial, da Fundação Vanzolini.

Após saber a importância da proteção online, o próximo passo que te colocará à frente dos concorrentes é investir em conhecimento e certificações dessa área. Preparado?

Este conteúdo foi útil para você? Aprenda mais sobre o assunto: a Fundação Vanzolini oferece cursos com especialistas na área, para você ampliar o seu repertório e transformar a sua carreira.

Analista em Segurança Cibernética

Formação em Cibersegurança

Cibersegurança com simulação e apoio de Inteligência Artificial

ENTRE EM CONTATO

Fontes:

https://www.jota.info/tributos-e-empresas/mercado/vazamentos-de-dados-no-brasil-28012022

https://www.sap.com/brazil/products/financial-management/what-is-cybersecurity.html#:~:text=A%20ciberseguran%C3%A7a%20%C3%A9%20a%20pr%C3%A1tica,e%20dados%20de%20amea%C3%A7as%20cibern%C3%A9ticas.

https://www.kaspersky.com.br/resource-center/definitions/what-is-cyber-security

https://www.kaspersky.com.br/resource-center

https://www.kaspersky.com.br/resource-center/threats/cybercrime

Vanzolini Play na gestão: como a plataforma de cursos on-line pode se integrar de forma eficaz com diversas metodologias de gestão, além de ajudar você a crescer na carreira de gestor.

Se você é responsável pelo gerenciamento de um projeto ou uma equipe, precisa saber como funciona e quais são as vantagens da Vanzolini Play na gestão.

Mas, afinal, o que é Vanzolini Play?

Trata-se de uma plataforma de cursos on-line com assinatura anual, isto é, um streaming de aprendizagem, no qual o aluno tem acesso aos diversos cursos disponíveis no site.

Não precisa escolher apenas um curso! Basta realizar a assinatura e, assim como em qualquer streaming, ter acesso a todo o conteúdo ofertado.

Então, se alguma vez ficou em dúvida sobre qual curso investir, e por isso não fez nenhum, esta é uma oportunidade bem interessante. Continue para saber mais!

Vanzolini Play na Gestão: como ela auxilia?

A Vanzolini Play na gestão é uma peça-chave, por possuir as principais certificações de metodologias de gerenciamento de projetos e de pessoas.

O mercado de gestão precisa estar  em constante desenvolvimento para poder caminhar com as demais evoluções do setor empresarial e tecnológico.

Portanto, é importante que os profissionais estejam igualmente atualizados, caso contrário, há grandes chances de ficarem para trás em suas carreiras.

Dessa forma, a plataforma irá auxiliá-los, dando todas as ferramentas, ou seja, os conhecimentos práticos e teóricos imprescindíveis em relação às metodologias de gestão.

Saiba como isso funciona na prática:

Quais as áreas dos cursos?

A gama de cursos é grande e envolve a área de Inovação, Novas Tecnologias para Negócios, Gestão de Pessoas e Soft Skills, Operações e Processos e Gestão de Projetos.

Confira algumas (das muitas) opções disponíveis:

Como funciona a Vanzolini Play?

O funcionamento é simples e funcional, além de prático e com muitas vantagens. A plataforma Vanzolini Play foi desenvolvida para suprir as necessidades de profissionais ocupados, porém, apesar de não disporem de muito tempo, visam crescer na carreira o quanto antes.

Pensando nisso, as aulas disponíveis são todas gravadas e o aluno as assiste onde quiser, nas datas e horários que melhor se encaixarem no seu dia a dia.

Afinal, com a rotina de trabalho, casa, família e demais compromissos, sabemos como é difícil comprometer-se toda semana em horários fixos. Além disso, estudar no conforto de casa poupa seu tempo, e você pode usá-lo para descansar após um dia cheio.

E mais:

Metodologia de gamificação: De colaborador à CEO

A metodologia de muitos dos cursos se faz por meio da gamificação. Basicamente, em vez de apenas estudar os conteúdos, a plataforma possui uma dinâmica que coloca o aluno em uma jornada semelhante à carreira profissional real, na empresa fictícia chamada de “PlayCorp”.

Nela, o aluno começa como colaborador e evolui de acordo com o desempenho nas atividades propostas, que, quando bem efetuadas, permitem as promoções de cargo. Desse modo, começa como auxiliar, passa para analista júnior, pleno, sênior, supervisor, coordenador, gerente, diretor, até chegar ao cargo de CEO.

Essa prática mantém o estudante engajado e melhora as atividades profissionais, na prática, agregando conhecimento antes mesmo da conclusão do curso. Até porque, a teoria é importante, mas a prática é essencial.

Veja mais: A Vanzolini Play e o lifelong learning

Quais são as vantagens de um streaming de aprendizagem?

Atualização de conhecimentos

A plataforma serve para profissionais que desejam acompanhar as mudanças e avanços em suas indústrias – ou setores – e procuram por cursos on-line que ofereçam conteúdos atualizados.

Na hora de escolher um curso, esteja atento à grade curricular. Ela precisa abordar temáticas relevantes e atuais, pois, caso contrário, não valerá a pena investir seu tempo e dinheiro nele.

Nesse caso, não se preocupe, a Vanzolini garante a total relevância das aulas, bem como a vasta experiência dos professores.

Explorar novas áreas

Alguns indivíduos buscam cursos on-line para explorar novas áreas de interesse, adquirindo conhecimentos em um campo diferente do que estão acostumados. Além disso, também pretendem expandir as áreas correlatas da sua atuação, melhorando a atuação profissional.

Flexibilidade de horários

Cursos on-line oferecem a conveniência de serem acessados a qualquer hora e de qualquer lugar, permitindo que as pessoas ajustem seus estudos conforme suas rotinas diárias.

Comprovação de habilidades

Os certificados emitidos, após a conclusão dos cursos, servem como comprovantes formais das habilidades e conhecimentos adquiridos, podendo ser incluídos em currículos e perfis profissionais.

Custos mais baixos

Em geral, cursos on-line costumam ser mais acessíveis financeiramente do que cursos presenciais, tornando-os uma opção atraente para pessoas que buscam qualidade a um preço mais baixo.

Porém, a vantagem na Vanzolini Play é o acesso liberado aos vários cursos disponíveis, o que torna o custo x benefício ainda melhor.

Variedade de opções

Há uma ampla variedade de cursos on-line disponíveis, em diversos temas e níveis de dificuldade, permitindo que as pessoas escolham aqueles que melhor atendam às suas necessidades.

Autodidatismo

Pessoas que gostam de aprender de forma autônoma e que têm disciplina para estudar por conta própria encontram nos cursos on-line uma excelente oportunidade para se capacitar.

Validação de conhecimentos

Para algumas áreas profissionais ou setores específicos, a obtenção de certificados é uma exigência ou um critério para promoção, ou reconhecimento, como os profissionais de Lean Seis Sigma.

A Vanzolini Play na gestão pode fazer parte do seu crescimento profissional, não importando qual for o objetivo, desde se recolocar no mercado de trabalho, subir de cargo, mudar de área ou melhorar o desempenho.

Para ter acesso aos mais de 30 cursos que a plataforma de streaming da Fundação Vanzolini oferece, assine a VANZOLINI PLAY e comece sua jornada.

ENTRE EM CONTATO

Fontes:

https://vanzolini.org.br/blog/educacao/vanzolini-play-novo-jeito-de-estudar/

https://vanzolini.org.br/blog/educacao/plataforma-vanzolini-play/

Etiquetas pretas, anunciando promoções da Black Friday, começam a pipocar por aí e a data – uma das mais importantes do varejo – é esperada com ansiedade e expectativa por consumidores e marcas.

No entanto, para que a Black Friday seja, de fato, um sucesso para o negócio, é preciso que haja, além da estratégia de venda, um olhar atento para a gestão de pessoas e estoque. Isso porque, toda a logística de produtos e de talentos precisa estar alinhada para atender à demanda e oferecer uma entrega satisfatória.

Outro ponto importante é o pós-venda na Black Friday. Como os dados coletados vão contribuir para o negócio? Como estender as estratégias da data para longo prazo?

A Black Friday é muito mais do que um dia, então, para saber como ela impacta na gestão empresarial e quais iniciativas são importantes, acompanhe este artigo que preparamos!

O que é e como surgiu a Black Friday?

Para começar, vamos saber como surgiu a Black Friday. A data tem sua origem nos Estados Unidos e, por lá, acontece na sexta-feira seguinte a um dos feriados mais importantes dos norte-americanos: o Dia de Ação de Graças, que ocorre sempre na última quinta-feira do mês de novembro.

No Brasil, a Black Friday começou a acontecer em 2010 e, na época, um dos pioneiros foi o site Busca Descontos, que colocou em sua plataforma diversos e-commerces com descontos jamais vistos por aqui.

Desde então, logo no começo do mês de novembro, já é possível se deparar com produtos e serviços com preços especiais nas etiquetas pretas de lojas físicas e virtuais.

Este ano, o dia da Black Friday é 24 de novembro e a expectativa é alta. A Neotrust, empresa especializada em análise de dados de e-commerce, diz que o cenário para a Black Friday de 2023, no Brasil, é positivo e projeta um aumento de 12,6% nas vendas em comparação com o ano anterior.

Ainda de acordo com a Neotrust, em 2023, o ticket médio deve chegar a R$ 473, 00, valor que representa uma aproximação do maior patamar histórico já registrado (R$ 475,00, no segundo trimestre de 2021).

Portanto, com indicadores que mostram que os consumidores estão dispostos a investir mais em suas compras durante a Black Friday, é preciso estar atento à gestão do negócio, para não perder a oportunidade.

Veja, a seguir, os principais pontos para ficar de olho e se preparar melhor:

Black Friday e planejamento estratégico

Para aproveitar a Black Friday e todas as oportunidades que ela pode render para a empresa, é importante pensar em todo o processo com antecedência – e não somente no dia –  e ter um planejamento estratégico.

Para isso, é fundamental definir objetivos claros, como metas de vendas, conquista de novos clientes, lançamento de produtos ou até mesmo a melhoria da reputação da marca.

Uma maneira de realizar o planejamento de forma mais fidedigna e eficiente é ter conhecimento e domínio de ferramentas de gestão de projetos.

Além disso, estar ciente sobre como ocorrem as operações e saber gerir processos é importante para que o planejamento estratégico integre toda cadeia produtiva.

Black Friday e gerenciamento de estoque

Como falamos acima, é preciso um planejamento de toda a cadeia produtiva para aproveitar ao máximo a Black Friday. Por isso, fazer o gerenciamento do estoque e da logística é outra medida fundamental.

Este talvez seja um dos maiores desafios da Black Friday: garantir que haja produtos suficientes para atender à demanda, sem, no entanto, ter sobra e superestocagem, levando a prejuízos após o período.

Assim, fazer o controle do estoque com o registro de dados, movimentação e fluxo de vendas são ações fundamentais para uma reposição inteligente.

Para isso, o conhecimento em cadeia de suprimento, logística e gestão por indicadores e desempenho é um diferencial significativo, que impacta diretamente nos resultados.

Black Friday e Análise de Dados

Olha quem aparece aqui para reforçar o que dissemos logo antes: os dados, indicadores preciosos no mundo atual e digital. Antes, durante e depois da Black Friday, os dados são fortes aliados.

Então, é fundamental contar com profissionais e ferramentas que saibam analisar e interpretar dados da Black Friday, para, assim, poder entender o desempenho das vendas e identificar oportunidades de melhoria.

Black Friday e gestão de equipes

Para uma Black Friday de sucesso, os talentos são imprescindíveis. Não somente nesta época, é claro, mas para que uma marca tenha competitividade e bom resultado, ela precisa contar com profissionais qualificados e com uma gestão de equipe humana, atenta, eficiente e disponível.

Entre as atividades que se destacam na gestão de pessoas na Black Friday, podemos destacar:

Vale destacar que o papel da liderança em situações extraordinárias, como é o caso da Black Friday, ganha ainda mais relevância e se torna essencial para um time integrado e engajado.

Black Friday e estratégias de longo prazo

Por fim, para que a Black Friday seja mais do que um dia de promoções, pensar em estratégias de longo prazo é extrair ao máximo das oportunidades da data.

Uma maneira de traçar um planejamento estendido é olhar para o pós Black Friday e analisar dados, desempenho e métricas. Ver o que deu certo e o que não teve uma performance tão boa. Tudo isso pode ser feito com o auxílio da tecnologia de gestão de processos e resultados.

Outro ponto importante é reunir a equipe para discutir as impressões, trocar experiências e identificar possibilidades de melhoria para outras campanhas ou para o próximo ano de Black Friday. Juntos, a vivência ganha mais força e sentido.

Portanto, com a bagagem de gestão empresarial bem completa, a Black Friday tende a render não só lucros, como novos aprendizados, mais engajamento e mais competitividade.

Fundação Vanzolini: cursos de formação para gestão empresarial

Para conquistar os conhecimentos necessários e desenvolver as habilidades fundamentais para uma gestão empresarial eficiente, sustentável e de impacto positivo, conte com os cursos de formação da Fundação Vanzolini.

Com excelência, há 50 anos oferece cursos nas áreas de liderança, gestão de pessoas e projetos, além de formações específicas voltadas às ferramentas e tecnologias mais modernas de gestão de qualidade e processos.

Então, se você deseja alcançar novos patamares na carreira e fazer a diferença no mercado de trabalho e nos negócios, acesse o nosso site e confira nossa grade. A Fundação Vanzolini oferece cursos com especialistas na área de gestão para você ampliar o seu repertório e transformar a sua carreira.

Conheça os cursos da Fundação Vanzolini.

ENTRE EM CONTATO

Fontes:

ecommercebrasil

sebrae

rhpravoce

A modernidade traz soluções muito eficientes para o armazenamento e transporte de mercadorias, por isso é vital conhecer o que há de mais avançado nas tecnologias para logística. 

 

O setor logístico é um dos principais alicerces das empresas, pois trata não somente do devido estoque dos mais variados produtos, mas também da entrega até o cliente. Usar tecnologias para a logística é imprescindível.

Considerando a tamanha relevância dessas operações, o empreendedor que quiser ter êxito em suas relações comerciais deverá investir nesse tipo de tecnologia.

Neste artigo, apresentamos algumas das ferramentas mais modernas para o atual ramo da logística, para que você fique por dentro das novidades. Continue na leitura!

 

As principais tendências tecnológicas em logística

Dentre as principais tecnologias para logística, destacamos o protagonismo dos softwares para gerenciamento de recursos, estoque e transporte. Substituir atividades manuais por automatizadas significa ter um pé no futuro.

Diversas funções que no passado demandavam o trabalho de vários colaboradores hoje já podem ser delegadas a sistemas informatizados, que cuidam de armazenar todas as informações precisamente.

Além da imensa vantagem de se obter um sistema todo parametrizado para executar tarefas, pode-se contar com a segurança de ter todos os dados devidamente catalogados e registrados.

Confira algumas das principais tendências das tecnologias para logística em 2023:

 

Telemetria Veicular

Entende-se a telemetria como um sistema de gestão remoto. Quando se tem uma frota, é necessário controlar precisamente todos os custos envolvidos nas viagens e manutenções para conseguir manter as contas no positivo.

O papel desse tipo de tecnologia é enviar informações atualizadas a respeito da utilização do veículo, apontando excessos de velocidade, tempos de frenagem inadequados, consumo de combustível, entre muitos outros.

Tendo esses dados em mãos, é possível adequar-se para poder extrair o máximo do potencial do veículo, trabalhando nos conceitos ideais de sua fabricação e evitando desperdícios.

 

TMS

A sigla, em inglês, pode ser traduzida como sistema de gerenciamento de transporte. Trata-se de um controle integrado da gestão operacional do transporte, de modo geral.

O sistema possibilita um acompanhamento da sequência de todas as etapas envolvidas, incluindo a opção de trabalhar diretamente com os devidos custos e até a emissão de documentos como manifestos de carga.

 

WMS

Ferramenta essencial para se ter um melhor controle do estoque armazenado, o sistema de gestão de armazéns permite gerenciar toda a utilização do espaço em centros de distribuição (CD).

A plataforma compreende desde as funções mais técnicas e simples, como impressão de endereçamentos e etiquetas, até aquelas mais organizacionais como inventário e paletização.

 

ERP

O software de planejamento de recursos empresariais permite integração entre vários setores, tornando disponível sua utilidade em áreas diferentes, como área comercial, financeira, de faturamento, industrial, entre outras.

Desse modo, o setor logístico participa ativamente do processo, lidando com dados importantes para a operação, em ligação direta com o departamento comercial.

Assim que um pedido for lançado, os profissionais responsáveis serão informados e darão prosseguimento na separação e entrega da mercadoria, buscando sempre o menor custo possível.

 

Como as Novas Tecnologias Estão Impactando a Logística

De acordo com um levantamento realizado pela empresa Kantar, o setor de Business Intelligence com a logística teve um crescimento de 30% em 2021, em plena pandemia de COVID-19.

Esse crescimento é o maior entre os países da América Latina e está relacionado diretamente ao progressivo investimento nas novas tecnologias para logística ocorrido nos últimos tempos.

A consequência de se implementar sistemas de gerenciamento nas empresas tem sido o aumento considerável de um setor que é um dos motores da economia do país.

O trabalho estratégico de tentar prever todas as situações e elaborar estratégias para contorná-las é nobre, e investir em tecnologia para torná-lo ainda mais assertivo significa também valorizar os profissionais da área.

Além do notável desenvolvimento recente no ramo da logística, há uma projeção de circulação de mais de 90 bilhões de toneladas de produtos em 2023, segundo pesquisa da Transparency Market Research.

 

Aumento de produtividade com novas tecnologias para logística

Sem sombra de dúvida, há um aumento considerável na produtividade logística oriunda da inovação tecnológica. O mencionado crescimento do setor é um reflexo disso.

No período da pandemia, o aumento da demanda de entregas foi uma das consequências da quarentena, que impediu as pessoas de saírem de casa por um tempo.

Atender a essa demanda foi possível graças ao notável desenvolvimento do e-commerce, que ganhou muita força no contexto pandêmico mundial.

Sem investimento nas tecnologias para logística seria impossível, do ponto de vista operacional, dar conta de entregar tantos pedidos.

Aumentou-se a demanda e subiu-se o investimento em tecnologia, o que ocasionou uma explosiva alta na produtividade geral do setor no país.

 

Como aplicar as tecnologias para logística no meu negócio?

As tecnologias para logística podem ser implementadas nas empresas com o uso de softwares específicos, desenvolvidos pelos mais variados fornecedores, atualmente.

Adotar um programa abrangente, que contemple mais de um departamento de atividade, como é o caso dos sistemas ERP (Enterprise Resource Planning), é fundamental.

Esse tipo de sistema gerenciará toda uma cadeia de tarefas, processando e exibindo dados ao longo da operação, o que é muito útil na tomada de decisões.

É necessário um amadurecimento por parte da direção da empresa para entender que os gastos com inovação tecnológica são ótimos investimentos, pois gerarão muito retorno.

Havendo tal investimento, a marca contará com poderosas ferramentas à disposição para otimizar processos de armazenamento e procedimentos de gestão de frota.

Diversas atividades de repetição podem ser seguramente entregues à tecnologia e poupar trabalho humano com burocracias que são altamente consumidoras de tempo.

 

O que podemos concluir sobre tecnologia e logística?

Observamos que a tecnologia é um meio extremamente benéfico para a logística, tendo em vista toda a otimização causada por sua complexidade lógica.

Os variados softwares de gerenciamento logístico, seja de armazéns ou do próprio transporte, estão munidos de um vasto aparato para suprir as necessidades do ramo.

Seguramente, o melhor caminho é modernizar os processos para garantir o objetivo principal da área: entregar mercadorias da melhor forma possível, no menor tempo e utilizando o mínimo de recursos financeiros.

 

Este conteúdo foi útil para você? A Fundação Vanzolini oferece cursos com especialistas na área para você ampliar o seu repertório sobre o assunto e transformar a sua carreira.

 

Conheça os cursos de Logística da Fundação Vanzolini.

 

ENTRE EM CONTATO

Integrar a Língua Brasileira de Sinais em videoaulas é reduzir barreiras de comunicação e uma das formas de garantir educação para todas e todos

 

Uma aceleração de anos em meses. No mundo pós-pandemia, o Ensino a Distância (EaD), que já vinha crescendo, se transformou impactado pela velocidade dos avanços tecnológicos e de necessidade, e se tornou uma importante alternativa para a democratização do aprendizado. Segundo uma pesquisa de consumo feita pelo Google, o interesse da população brasileira por um curso a distância saltou de 40% em 2020 para 78% em 2021.

 

Educação e Inclusão

Estudar em um ambiente digital traz autonomia, flexibilidade, alcance e uma responsabilidade pela busca por acessibilidade.

Se levarmos em conta a comunidade surda, por exemplo, estamos falando de um universo que corresponde a 2,3 milhões de pessoas com surdez profunda ou que não escutam, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E como garantir que essa população tenha acesso à educação de qualidade no ensino a distância e até mesmo que possa se integrar à lógica da aprendizagem constante – ou lifelong learning, como é mais conhecida em inglês –, cada vez mais exigida pelo mercado?

“A acessibilidade no formato EaD permite que tenhamos um processo com mais equidade no acesso e nas oportunidades da oferta de conteúdos para permitir que todos possam usufruir do conhecimento, ingrediente fundamental para a formação e consequente melhoria da qualidade de vida de qualquer indivíduo.”, afirma Stavros Xanthopoylos, executivo sênior da área de Gestão de Tecnologias em Educação da Fundação Vanzolini.

E quando falamos sobre acessibilidade, é importante chamar a atenção para o fato de que, muitas vezes, o uso de legendas em português não é o bastante. Segundo a Federação Mundial dos Surdos, 80% da comunidade surda mundial têm baixa escolaridade e problemas de alfabetização na língua oral de seu país, e no Brasil o cenário não é diferente.

Para muitos, a Língua Brasileira de Sinais (Libras) é a sua principal forma de comunicação e expressão. É por meio da legenda e dos intérpretes de Libras que a acessibilidade se dá de forma efetiva para o grupo. Ou seja, investindo no modelo bilíngue.

“Os intérpretes são capazes de entender com precisão e fidelidade o que é dito em Português para traduzir para Libras e vice-versa, garantindo a comunicação fluida e efetiva entre as pessoas surdas e ouvintes”, explica Karina Zonzini, especialista em Educação Inclusiva. “Com a presença do intérprete, as pessoas podem compreender o conteúdo dos vídeos, ter acesso à informação e se comunicar de forma mais eficiente. Além disso, é uma maneira de assegurar que todos e todas tenham os mesmos direitos e oportunidades de acesso à informação e à educação”, completa, ao falar sobre a importância da língua de sinais.

 

Experiência que transforma

A Fundação Vanzolini, por meio da área de Gestão de Tecnologias em Educação, entre outras atuações, trabalha na elaboração de produtos para o Ensino a Distância. Começou a desenhar seus primeiros projetos e a incentivar que seus clientes estivessem atentos ao formato em um momento em que o mercado ainda não enxergava o mesmo potencial.

“A Vanzolini sempre esteve atenta às demandas e necessidades de acesso à educação, seja esta formativa ou continuada. Nós, como especialistas na área de tecnologia educacional, sempre soubemos o potencial do uso da EaD. Nossa vanguarda e a antecipação permitiram que todas as atuações da Fundação tivessem o seu foco no acesso ao conhecimento, seja em sua distribuição ou no formato, pois desta forma ele pode ter valor a quem necessita dele.

Assim, dentro de nossa atuação em projetos de EaD, sempre buscamos propor e desenvolver soluções efetivas em rede, conteúdos com acessibilidade integrados, por meio das nossas competências tecnológicas em infraestrutura, sistemas e operações de transmissão, além das acadêmico pedagógicas. Nossa missão incluiu sempre promover essa cultura do poder de democratização do conhecimento que a EaD traz”, complementa Xanthopoylos.

Atualmente, em alguns de seus clientes, a Fundação cuida de várias das etapas de produção dos conteúdos audiovisuais para as aulas gravadas e ao vivo, e tem um olhar para a acessibilidade.

Há mais de cinco anos, Karina Zonzini atua como intérprete de Libras em projetos da área com participação em videoaulas para o Detran/SP, conteúdos formativos para o Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (Cate), para a Secretaria Estadual da Educação de São Paulo (Seduc/SP), entre outras iniciativas.

 

Centro de Mídias de São Paulo

A expertise da Fundação no EaD, considerando escala, impacto e acessibilidade, pode ser identificada em projetos como o do Centro de Mídias de São Paulo (CMSP), ligado à Secretaria Estadual da Educação, que viabilizou o ensino remoto para cerca de 5 milhões de estudantes das redes estadual e municipais de ensino durante o período da pandemia de Covid-19.

“No começo, trabalhávamos como intérpretes em duas ou três aulas diárias, mas, quando nos demos conta, estávamos com mais de vinte aulas todos os dias, compondo uma grande equipe”, relembra Karina.

Ela é responsável pela coordenação do time de intérpretes de Libras do projeto, que chegou a contar com trinta profissionais, garantindo a acessibilidade a todos os conteúdos produzidos.

Atualmente, o CMSP segue como um grande repositório de conteúdo, que pode ser acessado por alunos do Ensino Fundamental ao Médio. Também traz uma programação ao vivo de formação continuada para os professores da rede pública. Todos os materiais têm o olhar dedicado à acessibilidade.

“É proporcionar acesso, pertencimento, oferecer educação de qualidade, dar dignidade e, acima de tudo, tornar a sociedade mais justa e igualitária, beneficiando a todos”, explica Karina sobre a importância dos vídeos acessíveis, em especial no contexto da Educação.

“A Fundação Vanzolini faz parte de um marco importante com sua atuação no maior sistema público de ensino do mundo, não só no ensino, mas também na capacitação e formação continuada dos professores do sistema.

Nosso desejo é replicar esse projeto em outros sistemas públicos de ensino com a certeza que a competência construída e a experiência adquirida em mais de duas décadas de atuação poderá propiciar ambiente de maior efetividade e melhoria da qualidade da aprendizagem e da capacitação dos professores. A Vanzolini orgulha-se de fazer parte desses projetos”, conclui Xanthopoylos.

Conheça os produtos oferecidos pela área de Gestão de Tecnologias em Educação da Fundação Vanzolini.

A Educação Corporativa é uma estratégia que vem ganhando destaque entre as principais técnicas de crescimento para empresas. Consiste basicamente no ensino de habilidades e comportamentos específicos, por parte da empresa, aos funcionários.

Com isso, focar na trilha de aprendizado dos colaboradores, a longo prazo, refletirá no desenvolvimento da empresa como um todo e em sua maturidade no mercado.

Existem muitos modelos para a aplicação da Educação Corporativa, como o microlearning. Continue a leitura para saber mais.

 

O que é microlearning?

Palavra de origem inglesa, microlearning é traduzida para o português como microaprendizagem. É uma metodologia de aprendizado e desenvolvimento ágil, que busca conhecimento contínuo, planejado e segmentado, por meio de conteúdos em formatos de curta duração e alto foco no tema escolhido.

O microlearning é uma abordagem de aprendizado que oferece pequenas e breves doses de conteúdo. Tópicos complexos são divididos em módulos ou pequenas lições facilmente compreensíveis.

Cada unidade de microlearning normalmente aborda um objetivo de aprendizado específico e é projetada para ser consumida em um curto período de tempo.

O microlearning tem três pilares como base:

Foco – Entregar o conteúdo exato sobre o assunto selecionado;

Duração – Explicado de forma objetiva, consumindo o menor tempo;

Formato – Multiplataforma para se encaixar na rotina do usuário.

Baseando-se nesses pilares, o microlearning pode ser apresentado de diversas maneiras: por meio de vídeos, cursos com curta duração, podcasts, palestras e webinars, workshops online e muitas outras abordagens.

 

Benefícios do microlearning

Assim como os métodos tradicionais de ensino, também conhecidos como macrolearning, que possuem os benefícios de uma formação completa, com conteúdo amplo, o microlearning traz pontos positivos, tanto para as empresas quanto para os funcionários.

Por isso, o microlearning não foi criado para substituir o macrolearning, e sim para serem complementares.

Elencamos, a seguir, algumas das vantagens proporcionadas pelo microlearning, para lhe mostrar porque você deve implementá-lo em sua estratégia de Educação Corporativa.

 

Aprendizado Ágil

Conforme citamos anteriormente, o microlearning tem como principal característica o foco em determinado conteúdo, apresentado em formato de curta duração.

Com isso, o profissional ganha agilidade na aplicação dos conceitos aprendidos em seu dia a dia. Sem precisar esperar por longas etapas até a prática, ele consegue obter e perceber mais rapidamente os benefícios do que foi estudado.

 

Flexibilidade

A duração dos treinamentos também proporciona flexibilidade para encaixá-los na rotina do colaborador. É possível determinar pequenos momentos durante a carga horária de trabalho que sejam dedicados ao estudo, assim o desenvolvimento dos funcionários é feito sem comprometer suas demandas e o fluxo de trabalho da organização.

 

Redução de Custos

O investimento na aquisição de cada treinamento acaba sendo menor em comparação aos métodos tradicionais, possibilitando uma redução dos custos e ou a variedade de treinamentos proporcionados pela empresa.

Além disso, algumas organizações optam pelo desenvolvimento interno dos conteúdos, por isso ao utilizarem a objetividade e o dinamismo do método microlearning, acabam tendo uma economia de custos operacionais.

 

Impacto e Cultura

Ao identificar os resultados da aplicação dos conhecimentos aos processos do trabalho, o colaborador entende que o tempo gasto naquela atividade foi positivo.

Então, sente-se inspirado a buscar e a adquirir cada vez mais conhecimento. Quando esse engajamento é maximizado à maioria dos funcionários, cria-se uma nova cultura organizacional, onde o incentivo ao desenvolvimento profissional acarreta no crescimento da empresa.

 

Como aplicar o microlearning na sua empresa

São diversas as formas de inserir o microlearning à cultura de uma organização. Desde processos de onboarding para novos funcionários até mudanças no posicionamento da marca ou atualização de processos internos.

Vale destacar que, independentemente do momento escolhido, é importante adequar o formato e personalizar o foco do tema geral de acordo com o público que consumirá aquele conteúdo.

 

Microlearning na Vanzolini Play

Vanzolini Play é a nova plataforma de streaming da Fundação Vanzolini, que reúne mais de 30 cursos sobre Inovação, Novas Tecnologias para Negócios, Gestão de Pessoas e Soft Skills, Operações e Processos e Gestão de Projetos.

Os cursos oferecidos na Vanzolini Play estão divididos nas modalidades microlearning (cursos de 2 horas), introdução (cursos de 4 a 8 horas) e formação (cursos de 12 a 20 horas). Os assinantes têm acesso a todo o conteúdo para priorizar o que desejam aprender primeiro, estudando no seu tempo.

Ficou interessado(a)? Para saber mais sobre a plataforma de streaming da Fundação Vanzolini, clique em Vanzolini Play e comece a sua jornada.

 

ENTRE EM CONTATO

Fundação Vanzolini fará mediação da conversa sobre gestão escolar de sucesso no maior evento da América Latina nos segmentos de educação e tecnologia

 

Como construir uma gestão escolar de sucesso em tempos de transformações constantes? Parte da resposta passa por ouvir as demandas de estudantes, familiares e da própria comunidade escolar, para alinhar as melhores práticas de ensino às expectativas de um cenário em que a tecnologia se faz cada vez mais presente.

Se você é um gestor pedagógico e quer estar alinhado às melhores práticas e soluções do mercado, para lidar com os desafios da área, não perca a participação da Fundação Vanzolini na programação de palestras da Ahead by Bett, da Bett Brasil, maior evento de educação e tecnologia na América Latina, que vai acontecer de 9 a 12 de maio, no Transamerica Expo Center.

 

Participação da Fundação Vanzolini na Bett Brasil 2023

No dia 11 de maio, às 11h, Daniel Magnavita, o gestor de projetos da área de Gestão de Tecnologias em Educação (GTE), da Fundação Vanzolini, fará a mediação de uma conversa sobre ‘gestão escolar de sucesso’, que contará com a presença de Caio Lo Bianco, CEO do LIV (Laboratório Inteligência de Vida) e Marcia Maria Rosa, gerente educacional da Rede Integrada de Educação Básica – Marista Brasil.

“Estamos retomando uma trajetória de garantia de direitos no campo da educação nos diferentes níveis das gestões escolares pública e privada. As diferenças regionais e socioeconômicas precisam ser mapeadas e discutidas constantemente entre a comunidade escolar, as famílias e os órgãos reguladores”, comenta Magnavita sobre a importância do diálogo para a construção de uma educação equânime.

Ele também destaca que o gestor que quer fazer a diferença precisa ouvir as demandas dos jovens e utilizá-las como apoio na tomada de decisões que buscam, de fato, atender às expectativas formativas. Estes serão pontos de provação para a palestra. O painel expositivo acontecerá de forma presencial durante o evento. O público poderá interagir com os participantes, enviando perguntas e comentários.

Participe da Bett Brasil 2023

Com a transformação digital, a cultura das organizações também sofreu mudanças, incorporando o que chamamos de Data Driven. Em um contexto histórico, a pandemia foi um divisor de águas quando se trata de dados.

Por meio de uma cultura de dados, empresas podem identificar e aplicar estratégias, além de oferecer uma experiência positiva com grandes chances de fidelização do cliente.

Data Driven é um conceito que pode ser definido como uma estratégia, um recurso, uma ferramenta e até mesmo um comportamento.

Muitas definições servem para retratar o quanto os dados são importantes para estabelecer estratégias de gestão, uma vez que são eles que mensuram o desempenho e direcionam a tomada de decisão.

Assim, trata-se de uma extensão da ciência de dados, feita por meio de ferramentas de Big Data, Inteligência Artificial e Machine Learning.

 

As vantagens de uma cultura baseada em dados

Por ser um fator decisivo para a aposta ou desistência em novas áreas de negócio e até mesmo uma reformulação de determinado produto ou segmento, a cultura Data Driven municia empreendedores e gestores com dados consistentes e reais, que são coletados e analisados de acordo com as metas traçadas no negócio.

Para 80% das organizações entrevistadas em uma pesquisa promovida pela Ernst & Young, os dados devem fazer parte de toda a rotina corporativa, em diferentes setores. Aliados ao profundo conhecimento sobre as necessidades do cliente, os dados são hoje fundamentais para a conquista de resultados.

Entre as vantagens de ter uma cultura baseada em dados, podemos elencar:

– As decisões tomadas são mais confiáveis;

– A empresa possui maior capacidade de predição;

– É possível segmentar as estratégias por consumidor;

– Melhoria da experiência de compra;

– Os processos são otimizados: integração, agilidade e precisão.

Dessa forma, dados são a nova linguagem das corporações, que dispõem de mecanismos para captação, organização, armazenamento e veiculação. Entretanto, o acúmulo e armazenamento de dados não servem de nada se não soubermos utilizá-los como informação e conhecimento.

 

A evolução da carreira em dados

No artigo sobre carreira em dados, vemos que o perfil do profissional de dados atualmente é completamente diferente do que foi em um passado recente, pois as entregas mudaram.

Segundo o Olhar Digital, o mercado para quem atua com Data Analytics deve crescer 19% até 2024, sendo esta uma profissão de quem é capaz de processar e interpretar os dados.

Já a profissão de Cientista de Dados, também chamada de Data Science, terá uma crescente demanda por profissionais até 2025, sendo considerada uma das profissões do futuro, de acordo com o relatório 2020 do Fórum Econômico Mundial.

Por sua vez, a formação em Engenharia de Dados capacita o profissional a construir programas ou sistemas que possam obter os dados e transformá-los em informações relevantes. A seguir, mostramos alguns casos de sucesso.

 

Data Driven: incorporação e cases de sucesso

A incorporação da cultura de dados não acontece do dia para a noite. É preciso estímulo de gestores, além de investimentos em treinamento e desenvolvimento de pessoas.

Para que o Data Driven seja implementado com sucesso, todos os profissionais precisam entender a importância da nova postura , incorporando o uso de dados em processos nos mais variados setores, como recursos humanos, planejamento e marketing, por exemplo.

O uso de dados na gestão da empresa auxilia em diversos fatores, tornando os processos mais integrados, otimizados e ágeis. Além disso, auxilia em um posicionamento mais proativo, ajudando os gestores a preverem problemas e planejarem ações estratégicas. Confira alguns casos de sucesso:

 

Sony Music Brasil 

A cultura de dados implementada pela Sony Brasil inovou a tomada de decisões e acelerou seu faturamento. Ferramentas impactaram na seleção de talentos, na escolha das faixas e em que momento investir, identificação de picos de crescimento de artistas, entre outros processos encabeçados pela Tableau.

O projeto contou com três fases: mapeamento dos Key Performance Indicators (KPI’s), construção dos painéis e, finalmente, a implementação da cultura de dados.

“Criamos uma cultura de dados adaptada ao negócio da música e painéis – amplamente visuais – que guiam nossos tomadores de decisões com insights práticos e que contemplam os principais KPIs do mercado”, comentou Mariana Abreu, Head de Business Intelligence (BI) da Sony Brasil, para o site da Tableau, que capacita as maiores organizações do mundo a ver e entender seus dados, inspirando inovações e aumentando seu impacto na sociedade.

Dessa forma, o empoderamento da área de BI resultou no ganho expressivo de market share, isto é, a participação de mercado.

 

 TV Globo 

Uma das maiores emissoras de televisão do mundo, a Globo tem uma audiência diária de aproximadamente 100 milhões de pessoas, contando com um time de aproximadamente 17 mil colaboradores.

Para melhorar seus processos e unificar informações, a empresa iniciou uma transformação digital com a revisão de todas as atividades, para verificar quais realmente agregam valor ao negócio.

Percebeu-se então que existia uso demasiado de e-mails e planilhas, contudo, esses dados não estavam centralizados, o que atrapalhava o controle e a visibilidade do que estava sendo entregue.

Customizando ferramentas disponíveis dentro do Office 365, montadas como um Lego, a Globo utilizou soluções da Microsoft que trouxeram mais flexibilidade e maior automação nos processos.

De acordo com a Lean Solutions, com a mudança, processos que antes levavam cerca de 50 dias, hoje podem ser realizados em até 8 dias.

 

 Verizon

A Verizon é uma empresa que oferece conectividade residencial, por meio de banda larga, telefonia fixa e TV a cabo. Segundo a Tableau, o gerenciamento de todos esses dados fica a cargo da equipe do Centro de Excelência em Análise.

A equipe usava a ciência de dados e a análise avançada nas funções de canais digitais, call centers, agendamentos de suporte técnico, marketing e finanças para otimizar as operações e melhorar a experiência do cliente.

Com as ferramentas da Tableau, a Verizon reduziu em 43% o volume de chamadas de suporte e em 62% os agendamentos de visitas técnicas para determinados grupos de clientes.

Para isso, criou mais de 1.500 painéis, que processam bilhões de linhas de dados do Hadoop, do Teradata. Dessa forma, a empresa cortou pela metade o tempo de análise do atendimento ao cliente, entre outros avanços, melhorando a experiência do cliente.

 

Esse conteúdo foi útil para você? Quer se preparar para atuar no interior da cultura data driven? Conheça os cursos da Fundação Vanzolini para entrar nesse mercado e alavancar sua carreira:

Business Intelligence aplicado à Logística
Data Analytics
Engenharia de Dados
Indústria 4.0: Conceito, Método e Aplicação Prática

 

ENTRE EM CONTATO

 

Fontes:

a10br

Hubify

Linkana

Lean Solutions

Tableau

Uma gestão de projetos ágeis utiliza do método agile para obter maior flexibilidade, rapidez e qualidade. No e-commerce, não seria diferente! (mais…)