Get 10% extra OFF on Porto Summer Sale - Use PORTOSUMMER coupon - Shop Now!

Alta performance com Business Intelligence na Logística

Alta performance com Business Intelligence na Logística

Quem trabalha com logística e cadeia de suprimentos sentiu como este setor foi impactado pela pandemia e o pelo aumento generalizado da inflação.

Certamente você já ouviu falar ou usa a Business Intelligence (BI) no seu dia a dia para ter mais controle de suas operações e base na tomada de decisões. Preparamos um texto sobre o tema para que você tenha a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o assunto.

Diante do grande volume de variáveis existentes em uma operação logística, é muito difícil para o gestor da empresa tomar uma decisão apoiada apenas na sua experiência e em seu instinto. Para a tomada de decisão mais assertiva e rápida, o gestor precisa de indicadores atualizados que auxiliem a sua análise.

As ferramentas de BI facilitam a visualização e a análise, de maneira organizada, atualizada e em tempo real, de todas as informações da cadeia de fornecimento. Desta forma, o gestor de logística consegue rapidamente relatórios gerenciais para apoiar a decisão sobre o melhor caminho a ser seguido.

Veja a seguir como a BI pode ser aplicada, de forma vantajosa, em algumas áreas da empresa.

1. Monitoramento das entregas

Ao coletar grande quantidade de dados sobre todas as etapas do processo de uma empresa, a BI permite ao gestor de logística o monitoramento completo da sua operação. Desta forma, é possível encontrar falhas e agir sobre elas de maneira rápida e assertiva.

É possível acompanhar cada etapa, desde a roteirização da frota até a entrega do produto ao cliente e retorno do veículo a sede da empresa. Assim, o gestor de logística consegue saber se a rota foi cumprida adequadamente, se a entrega foi realizada no prazo e com documentação devidamente assinada. Além disso, consegue mapear problemas na rota, como quebra de um veículo, perda de janela de atendimento, erros nas rotas, entre outros fatores.

Isso permite que o gestor de logística fique ciente dos problemas – quando surgem – de maneira imediata, podendo assim agir com maior rapidez para a solução, o que evita maiores impactos negativos para a empresa.

O monitoramento através do sistema de BI também permite dar um feedback mais rápido e preciso aos clientes a respeito de uma entrega ou serviço, aumentando o nível de satisfação com a empresa. Para isso, é preciso que os dados estejam corretos e possam ser acessados rapidamente pelo setor.

2. Melhoria de processos

As informações coletadas e disponibilizadas por um sistema de BI permitem uma avaliação do estado atual dos processos da empresa. Ter indicadores objetivos permite compreender onde estão os gargalos operacionais e, assim, é possível elaborar planos de ação para eliminá-los e melhor os processos, visando o aumento da produtividade e a redução de custos.

O monitoramento constante dos processos, com dados em tempo real, permite ao gestor garantir que esses processos ocorram conforme o planejado, mantendo-os dentro do padrão estabelecido e reduzindo desvios.

3.  Armazém e estoques inteligentes

Os dados da BI permitem avaliar as flutuações de demandas conforme o período do ano, os tempos médios de entrega, a preparação de produtos e também a chegada de mercadorias.

O gestor de logística pode verificar a disponibilidade de frota para entrega ou de parceiros para fretamento. Também é possível ter informações sobre os pedidos já realizados que precisam ser entregues, status de estoque atual e pedidos que estão a caminho. Ou seja, é possível avaliar toda a sua cadeia logística através de dados.

Desta forma, poderá realizar uma melhor gestão do seu armazém, posicionar os produtos de maior saída em locais de mais fácil acesso, entender melhor a sua demanda para planejar o estoque do período seguinte, bem como a área de galpão e frota necessárias para atender a demanda.

Assim, otimiza-se custos de armazenagem e movimentação de carga, bem como evitar que a empresa tenha problemas em atender aos clientes devido à falta de estoque ou fique com capital imobilizado em um estoque superdimensionado.

Para encerrar nossa conversa de hoje, podemos dizer que, com base em dados estruturados e atualizados, a empresa consegue planejar e manejar todas as variáveis (previstas e imprevistas) em sua operação logística. Permitindo maior controle sobre ela, desde o primeiro processo até a entrega final.

Gostou do conteúdo? Quer saber mais sobre o assunto? A Vanzolini oferece o curso “Business Intelligence aplicado à Logística”, com 16 horas de duração e aulas EaD ao vivo, para você se aprofundar sobre o assunto! Clique no link para informações e até a próxima!

» Para saber mais sobre os cursos e tirar dúvidas, acesse o site da Fundação Vanzolini.

» Para receber mensalmente o boletim Educação Vanzolini com conteúdo sobre carreira e mercado, inscreva-se aqui.

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


chat icone

Posso
ajudar?

You've just added this product to the cart:

×