Get 10% extra OFF on Porto Summer Sale - Use PORTOSUMMER coupon - Shop Now!

Método ABC em Logística Transporte Rodoviário de cargas

Método ABC em Logística Transporte Rodoviário de cargas

APRESENTAÇÃO

O segmento de transporte rodoviário de cargas no Brasil enfrenta um cenário de acirrada competição e de dificuldades econômicas. Devido à alta competitividade, o valor do serviço prestado pode ser um grande diferencial, sendo muitas vezes, o principal fator para a decisão de contratação de uma empresa. Em situações adversas como a atual, as companhias utilizam estratégias para melhorar a qualidade dos seus serviços, diminuir seus custos e aumentar não apenas a satisfação dos clientes como também seus lucros.

As estratégias de curto prazo como reduções de despesas com mão de obra, viagens e investimentos não têm sido suficientes. Assim, conhecer os custos das atividades e determinar o grau em que cada uma delas contribui para os custos de seus processos e serviços é fundamental para a tomada de decisão. Este trabalho originou-se pela necessidade de se identificar um método adequado para este custeio, que fosse capaz de realizar as apropriações de custos indiretos/fixos de forma acurada, reduzindo as distorções dos rateios e possibilitando a adoção de estratégias eficientes para tornar as empresas mais competitivas.

METODOLOGIA DE CUSTEIO POR ATIVIDADE ABC

O transporte rodoviário de líquidos a granel compreende a movimentação de produtos químicos e petroquímicos, combustíveis, óleos lubrificantes, óleos alimentícios, água, leite, vinho entre outros, exigindo utilização de equipamentos ou veículos com características específicas que mudam de acordo com os produtos e/ou tipos de operações que estão sendo contratadas, além das variáveis básicas como origem, destino e volume de viagens.

Deste modo, os custos no transporte rodoviário podem ser classificados em fixos e variáveis. Para os transportadores, normalmente essa classificação é feita em relação à distância percorrida (Km).

Custos fixos – todos os custos que ocorrem de maneira independente ao deslocamento do caminhão.
Custos variáveis – os custos que mudam de acordo com a distância percorrida.

Utilizando esta lógica, os custos variáveis são facilmente apropriados às movimentações, porém os custos fixos se tornam dependentes de rateios, quando se utilizam critérios arbitrários ou até mesmo pouco representativos, como por exemplo: % de participação da receita operacional, % de participação da quilometragem, entre outros. Esta arbitrariedade pode provocar distorções nos custos e consequentemente nas análises de rentabilidade de cada serviço (frete).

A metodologia de Custeio por Atividades ABC (Activity Based Costing) faz o rastreamento de custos das atividades realizadas por uma empresa e verifica como essas atividades estão relacionadas para a geração de receitas e o consumo de recursos. Sua principal função é reduzir sensivelmente as distorções provocadas pelo rateio arbitrário dos custos indiretos.

A metodologia observa separadamente todas as atividades de uma empresa ou processo específico, para identificar individualmente os custos envolvidos em cada etapa. Com estas informações é possível aprimorar as etapas com ineficiências. Devido a sua análise individual, a metodologia permite:

– Rateamento e divisão adequada dos custos;
– Descobrir os produtos ou etapas que envolvem os maiores custos de produção;
– Considerar não apenas serviços e produtos como consumidores de recursos, mas atividades que levam à obtenção desses produtos ou serviços.

ESTUDO DE CASO DIDÁTICO

Para desenvolver um modelo de custos para o transporte rodoviário de granéis líquidos, utilizando o método de Custeio por Atividades (Activity Based Costing – ABC) foi utilizado um estudo de caso didático, aplicado às distintas modalidades de prestação de serviços de transporte.

Foram considerados como objetos de custo as prestações de serviços de transporte, sendo as atividades representadas pelas operações de carga, descarga e deslocamentos entre origens e destinos. A aplicação do modelo de custeio por atividades–ABC seguiu as etapas de:

  • Identificação das atividades relevantes;
  • Identificação dos recursos;
  • Classificação de custo;
  • Definição de direcionadores;
  • Levantamento dos custos relativos aos recursos identificados.

A partir da identificação e levantamento dos parâmetros necessários e, dos custos envolvidos, foram calculados os custos por unidade de cada recurso e, utilizando os direcionadores, estes custos foram atribuídos às atividades, detalhando o quanto cada atividade consome de recurso e o quanto isso influencia os custos finais dos dois tipos de prestações de serviços estudadas.

RESULTADO E CONCLUSÕES

A seguir, mostramos o resultado diagramado da aplicação do modelo de custeio por atividades–ABC no estudo de caso.

Com a aplicação da metodologia de Custeio por Atividades-ABC, encontrou-se o custo para cada tipo de prestação de serviço do estudo de caso. Esses custos foram comparados com os valores dos custos dos fretes calculados pela utilização do método de Custeio por Absorção, que é uma das metodologias comumente usadas por este segmento, e apresentaram-se variações relevantes na distribuição do custo fixo entre os dois métodos.

Observa-se que, por meio da metodologia de Custeio por Atividades-ABC obtém-se, detalhadamente, o quanto cada prestação de serviço utiliza de cada atividade e, como os recursos são consumidos por elas; isto possibilita uma análise mais aprofundada dos gastos e, a partir desta análise, pode-se propor mudanças nos processos, a fim de reduzir custos e melhorar a eficácia dos serviços prestados.

Assim, espera-se que este estudo de caso didático possa auxiliar os gestores, das empresas de transporte rodoviário de granéis líquidos, no entendimento de conceitos e na percepção da utilidade e importância desta metodologia de custeio.

 

Quer aprimorar o seu conhecimento e dar aquele salto na sua carreira profissional?
Clique aqui e saiba como!
Fundação Vanzolini – Mais de 50 anos Proporcionando Educação de Alto Nível!
Local: Av. Paulista, 967 – 3º andar – Bela Vista, São Paulo – SP
Telefone: (11) 3145-3700

 

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


chat icone

Posso
ajudar?