Fundação Vanzolini

O Avança Saúde foi lançado pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo para impulsionar as condições de saúde da população por meio da ampliação do acesso e modernização tecnológica. Na atenção básica, o projeto prevê a construção de novas Unidades Básicas de Saúde (UBS), a reforma de UBS já existentes, a implantação de novos sistemas de informação e a certificação das UBS. 

No entanto, em 2020, a pandemia causada pelo coronavírus obrigou o sistema de saúde a se adaptar e reorganizar estruturalmente de maneira abrupta, como é de conhecimento geral. Após a pandemia, voltar a seguir um plano que foque na melhoria contínua do atendimento do munícipe foi um desafio enfrentado por muitas secretarias de Saúde, como foi o caso da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo.

Neste contexto, em 2023, a Secretaria Municipal de Saúde contou com a Organização Nacional de Acreditação (ONA) e com a Fundação Vanzolini, instituições que têm a melhoria contínua da qualidade e segurança dos serviços de saúde no Brasil como uma das premissas, para acreditar as Unidades Básicas de Saúde de São Paulo. 

Intitulado Projeto SMS, a licitação conquistada pela Vanzolini prevê a avaliação seguindo a metodologia da ONA das 465 UBSs do Município até o final do primeiro semestre de 2024. Iniciado em abril do último ano, a expertise da Fundação Vanzolini em integrar o olhar sistêmico e multidisciplinar da Engenharia de Produção foi fundamental para o desenvolvimento, execução das visitas de avaliação em tempo recorde para atender à solicitação, sem comprometer a qualidade e a imparcialidade na entrega. 

“O projeto representou um desafio significativo para todos os envolvidos devido ao elevado número de UBSs, ao prazo curto e, principalmente, à falta de certificações de qualidade e segurança na Atenção Básica no País”,  pontuou Ana Maria Saut, coordenadora do projeto e gestora técnica da ONA na Unidade de Certificação da Fundação Vanzolini, sobre o desafio que a equipe de avaliadores enfrentou para se adequar, rapidamente, à versão de 2022 do Manual da ONA que estabeleceu, pela primeira vez, a norma para avaliação dos serviços de Atenção Primária à Saúde. 

Para Angelina Francisco, avaliadora líder e responsável técnica do projeto, “o resultado deste projeto está no benefício que essas transformações trazem para os profissionais e pacientes. Ao garantir um processo seguro na assistência, não apenas a UBS como instituição é fortalecida, mas também a comunidade que confia nela para cuidar de sua saúde. O compromisso em priorizar a segurança e o bem-estar dos pacientes certamente fará diferença na vida de muitas pessoas”.

O que é a acreditação ONA?

“A ONA é responsável pelo desenvolvimento e administração dos padrões brasileiros de qualidade e segurança em saúde. Desde 1999, temos nos dedicado a incentivar as instituições de saúde a adotarem práticas de gestão e assistenciais que visem à melhoria contínua no cuidado ao paciente” destacou o doutor Fábio Leite Gastal, presidente da ONA, sobre o processo voluntário de avaliação que desenvolve padrões e critérios de qualidade que são utilizados para avaliar instituições de saúde, como hospitais, clínicas e laboratórios, em diferentes níveis de complexidade. 

A acreditação ONA é uma forma de garantir aos pacientes que as instituições de saúde avaliadas seguem padrões de qualidade e segurança estabelecidos, o que pode ajudar na tomada de decisão sobre onde buscar tratamento. Através da acreditação, por exemplo, os pacientes podem sentir o impacto de um acolhimento humanizado, seguro e provido das informações necessárias para garantir que recebam o direcionamento correto. Isso se evidencia quando os profissionais realizam a higienização das mãos a cada atendimento, seguem o padrão estabelecido para a limpeza do leito, conferem a identificação do paciente com ele próprio e verificam a lateralidade antes de qualquer procedimento, entre outras práticas.

A ONA prevê três níveis de acreditação:

Nível 1Acreditado: Avalia o cumprimento de requisitos de qualidade e segurança;

Nível 2 – Acreditado Pleno: Além de atender aos requisitos do nível 1, inclui critérios de gestão integrada, com processos ocorrendo de maneira fluida e plena comunicação entre as atividades;

Nível 3 – Acreditado com Excelência: O mais alto nível de acreditação, demonstrando um alto grau de maturidade organizacional, gestão de riscos e foco na qualidade e segurança do paciente.

“Além de sermos uma referência nacional, os padrões ONA são reconhecidos internacionalmente. Somos membros da International Society for Quality in Health Care (ISQua), atuando ao lado de instituições que promovem a qualidade da saúde em países do mundo inteiro”, pontuou Gastal, que reforçou que, atualmente, 70% das organizações acreditadas no país adotam os padrões ONA. 

O caminho da acreditação 

O Projeto SMS exigiu que um novo sistema de gestão fosse implantado para atender todas as necessidades previstas, conforme explica Ana: “tivemos que desenvolver estratégias, processos e sistemas específicos. Antes, as avaliações eram planejadas pontualmente, mas este projeto exigiu que pensássemos em uma abordagem de larga escala e na criação de uma plataforma para comunicação com a Secretaria e Organizações Sociais”.

Inicialmente, as unidades passaram por uma visita de diagnóstico organizacional, com o intuito de identificar os pontos para melhoria para atender aos requisitos do Manual da ONA. Com base nos resultados do diagnóstico, as unidades planejaram e implementaram ações de melhoria, organizando-se para atender aos requisitos necessários para o nível 1 de acreditação ONA. Esta etapa foi concluída com uma Autoavaliação, em que as equipes das Unidades refletiram e analisaram os resultados das ações realizadas. 

Em seguida, as Unidades passaram pela visita de acreditação, que tinha como objetivo verificar a conformidade das mesmas aos requisitos do Manual da ONA. Durante esta fase, a Unidade aguardou a conclusão do relatório pela equipe de avaliadores, seguida pela análise do Comitê de Certificação na Fundação Vanzolini e pela análise técnica e homologação pela ONA. “Quando necessário, após a visita de acreditação, as Unidades tiveram um prazo de 90 dias para melhorar os processos e foram submetidas a uma nova avaliação, também chamada de revisita”, pontuou Saut. 

Após a aprovação da UBS, o certificado de ”Acreditado” foi emitido, com validade de dois anos. Durante este período, são realizadas duas visitas de manutenção ordinária: uma primeira após oito meses e outra após 16 meses da homologação do resultado da visita de acreditação. Ao término da validade do certificado, é necessária uma nova avaliação, denominada Recertificação, para manter a condição de “Acreditado”.

“As primeiras visitas de acreditação foram realizadas em agosto de 2023 e, em maio de 2024, iniciamos as visitas de manutenção ordinária. Desde o processo inicial de avaliação de diagnóstico organizacional até a autoavaliação e a acreditação, temos sido capazes de observar uma notável evolução nos processos e no sistema de gestão da qualidade e segurança”, finalizou Ana sobre o projeto que, até a primeira quinzena de maio de 2024, já havia realizado mais de 440 visitas de diagnóstico organizacional e ultrapassado a marca de 200 unidades com acreditação homologada pela ONA.

A acreditação ONA em saúde é um marco no aprimoramento da qualidade em serviços de saúde. Este artigo explora como essa acreditação pode transformar a gestão de riscos em instituições de saúde.

No cenário atual, marcado por avanços tecnológicos rápidos e expectativas crescentes dos pacientes, a qualidade e a segurança nos serviços de saúde tornaram-se pilares fundamentais no atendimento ao público.

A necessidade de padrões elevados de cuidado é mais do que uma mera convenção, é uma demanda urgente do setor. Nesse contexto, a Acreditação ONA (Organização Nacional de Acreditação), reconhecida nacional e internacionalmente, se destaca como um fator crucial no aprimoramento dos serviços de saúde no Brasil.

Longe de ser apenas um selo de qualidade ou um reconhecimento superficial, a Acreditação ONA representa um caminho robusto e estruturado para a eficaz gestão de riscos nas instituições de saúde.

Ao adotar as diretrizes necessárias, as organizações de saúde embarcam em uma jornada de melhoria contínua, que vai desde aprimorar processos internos até alcançar uma excelência operacional, beneficiando tanto pacientes quanto profissionais da área.

O que é a Acreditação ONA?

A Acreditação ONA em saúde é uma acreditação que atesta a qualidade e a segurança dos serviços prestados por organizações de saúde. Por meio de um conjunto rigoroso de diretrizes, avalia se as instituições atendem aos padrões estabelecidos em termos de estrutura, processos e resultados.

Por isso, conhecer as diretrizes ONA para hospitais é fundamental para qualquer instituição que deseja obter essa Acreditação.

A importância da certificação vai além do reconhecimento. Ela implica em um compromisso contínuo com a melhoria da qualidade e a segurança dos pacientes. Por isso, a certificação se tornou um diferencial competitivo no mercado, além de ser um indicativo de confiabilidade para pacientes e profissionais da área.

A gestão de riscos na saúde e a ONA

Uma das principais contribuições da Acreditação ONA em saúde é no âmbito da gestão de riscos. Instituições certificadas são obrigadas a seguir protocolos rigorosos, que minimizam os riscos associados aos cuidados de saúde.

Esses protocolos abrangem desde a prevenção de infecções hospitalares até a garantia de procedimentos cirúrgicos seguros.

A gestão de riscos eficaz é vital para qualquer instituição de saúde, não apenas para garantir a segurança do paciente, mas também para otimizar recursos e melhorar a eficiência operacional.

Na metodologia, a instituição define uma ferramenta para identificação dos riscos, definição de medidas preventivas e corretivas e o gerenciamento dos riscos, e tem a participação de toda a equipe envolvida. Esse monitoramento contínuo dos riscos fortalece a segurança da assistência.

Atualização de padrões e práticas com a ONA

Manter-se atualizado com os padrões e práticas mais recentes é essencial no setor de saúde. A Acreditação ONA em saúde exige uma atualização constante dos procedimentos, garantindo que as instituições estejam sempre alinhadas com as melhores práticas do mercado.

Isso inclui a atualização de padrões ONA, que são revisados periodicamente para refletir as mudanças no cenário da saúde.

Essas atualizações não são apenas sobre novas tecnologias ou tratamentos, elas também abordam métodos mais eficientes de gestão e operação.

Isso significa que as instituições com certificação ONA em saúde estão sempre na vanguarda, oferecendo um atendimento de qualidade e um ambiente seguro e eficiente para pacientes e colaboradores.

O impacto da certificação ONA em diferentes setores da saúde

A Acreditação ONA em saúde tem um impacto significativo nos hospitais e em uma variedade de outras instituições de saúde, como clínicas, laboratórios, centros de diagnóstico e atenção básica. Em cada um desses contextos, a certificação ajuda a estabelecer padrões elevados de atendimento e operação.

As diretrizes oferecem um caminho claro para a excelência operacional. Desde a gestão de recursos até a satisfação do paciente, a Acreditação ONA em saúde serve como um guia abrangente para alcançar e manter a excelência.

Benefícios da Acreditação ONA para pacientes e profissionais

Os benefícios da Acreditação ONA em saúde se estendem para além das instituições que a recebem. Os pacientes são os mais beneficiados, pois a certificação assegura que eles receberão cuidados de alta qualidade em um ambiente seguro.

Para os profissionais de saúde, trabalhar em uma instituição certificada significa fazer parte de uma equipe comprometida com a segurança da assistência, excelência e com o aprimoramento contínuo.

Além disso, a certificação ajuda a construir uma reputação positiva para as instituições de saúde. Ela se torna um diferencial competitivo, atraindo pacientes que buscam os melhores serviços de saúde disponíveis.

Ademais, instituições com certificação podem negociar com as operadoras de planos de saúde um reajuste maior do que aquelas que não têm um certificado, conforme normas da ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Importância da acreditação ONA em saúde

A certificação ONA em saúde é mais do que um conjunto de diretrizes a serem seguidas, ela representa um compromisso com a excelência, com a segurança e a qualidade no atendimento ao paciente, além de ser um diferencial no mercado.

Esse processo de certificação impulsiona as instituições de saúde brasileiras a um patamar internacional de qualidade, colocando-as em uma posição de destaque no cenário global de saúde.

Investir na certificação é investir no futuro da saúde no Brasil. Ela é um passo essencial para as instituições que buscam se destacar e proporcionar segurança na assistência aos seus pacientes.

Ao abraçar as diretrizes e padrões da ONA, as instituições de saúde estão se comprometendo com um caminho de melhoria contínua e de excelência operacional.

Para aprofundar seu conhecimento sobre a Acreditação ONA em saúde e como ela pode beneficiar sua instituição, explore os recursos disponíveis com a Acreditação ONA.

O impacto mundial causado pela pandemia da COVID-19 obrigou a maioria dos setores da sociedade – senão todos – a se adaptar e ou revisar processos e metodologias tidos, até então, como indispensáveis. A adesão, em especial, de sistemas e abordagens on-line foi essencial, inclusive, para a área da saúde. Um exemplo prático pode ser visto na Organização Nacional de Acreditação (ONA), que teve os processos de avaliação de qualidade em saúde adaptados para atender à nova realidade, e que foram explicados em artigo científico publicado no site da International Society for Quality in Health Care (ISQua)

Intitulado The New Methods of Accreditation and External Survey by ONA: The best practices for Virtual Survey (Os Novos Métodos de Acreditação e Pesquisa Externa da ONA: As melhores práticas para Pesquisa Virtual, em tradução livre), o projeto foi escrito por Fabio Leite Gastal, presidente da ONA, Péricles Góes da Cruz, superintendente técnico da ONA, Gilvane Lolato, gerente operacional da ONA, Alexia Mandolesi, Elenara Ribas, Mônica Castro e Flávia Ferreira, gerente de Qualidade da Unidade de Certificação da Fundação Vanzolini. 

Ao longo do processo, 20 organizações de saúde participaram das avaliações remotas, contribuindo com os testes do novo método para manutenção das visitas de acreditação. “Uma mudança disruptiva como esta deve ser muito bem planejada e executada, pois a validação de uma organização de terceira parte sobre a acreditação na saúde envolve vidas, envolve não só a segurança do paciente, como  a sociedade e o bem estar de todos”, comentou a gerente da Qualidade sobre o projeto que desenvolveu um modelo de pesquisa que incluiu, além do processo de avaliação em si, a análise de riscos e a decisão de avaliação virtual.

Um dos principais benefícios da nova metodologia inclui a diminuição do custo, visto que, pelo fato do território brasileiro ser extenso, os custos logísticos são muito caros para o processo de avaliação no local, principalmente quando se trata de serviços de saúde nas pequenas comunidades e nos estados menos favorecidos. 

Leia na íntegra o projeto publicado no site da ISQua, que garante a melhoria contínua da qualidade e segurança dos serviços de saúde no Brasil.

Nos dias 26 e 27 de março, ocorrerá o Congresso Internacional de Saneamento: Concessão, Inovação, Saúde e Investimento, contando com a presença de diversas autoridades nacionais e internacionais. Entre elas estão:

Representantes consulares do Japão, Canadá e Holanda.
Luiz Cavalcante Peixoto Neto, Diretor-Presidente da CASAL – Companhia de Saneamento de Alagoas.
Beni Lew, Professor-Adjunto da Universidade Ariel em Israel e CEO da TechBulls Engineering (India).
Tarcísio de Freitas, representando o Governo do Estado de São Paulo.
Gilberto Kassab, Secretário de Governo e Relações Institucionais do Estado de São Paulo.
Jader Barbalho Filho, Ministro das Cidades.
André Salcedo, Diretor-Presidente da Sabesp.
Dimas Ramalho, Vice-Presidente do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.
Gustavo Guimarães, Vice-Ministro do Ministério do Planejamento.
Denis Mendes de Melo Matias, Gerente Nacional de Desenvolvimento de Parcerias e Serviços Especiais para Governo da Caixa Econômica Federal.

O evento contará com uma série de painéis abordando diversos temas relevantes, tais como legislação, marco regulatório, regulação, drenagem, resíduos sólidos, esgoto, PPP/concessão, mercado financeiro, investimento, reforma tributária, água, microestações, saúde/saneamento e caminhos para a universalização do saneamento. Cada painel contará com especialistas e representantes de instituições renomadas que discutirão os desafios e oportunidades em cada área.

No 11º Painel sobre Tecnologia/Inovação/Startups, teremos a participação de diversas empresas e instituições, incluindo a FINEP, INDRA Brasil, representantes consulares da Holanda e do Canadá, a Fundação Vanzolini, a Agência Brasileira de Desenvolvimento, a University of Illinois e a LandApp. O mediador deste painel será o Prof. João Amato Neto, Presidente da Diretoria Executiva da Fundação Vanzolini. A data desta palestra está marcada para o dia 27 de março.

Para assistir a palestra do dia 27 de março, ao vivo: https://www.youtube.com/watch?v=nu2boeqWdmE

E se tem interesse em participar do congresso, inscreva-se aqui: https://www.institutodeengenharia.org.br/site/events/congresso-internacional-de-saneamento-concessao-inovacao-saude-e-investimentos/

Como a acreditação hospitalar ONA está transformando a qualidade e a segurança dos serviços de saúde.

No universo da saúde, a busca pela excelência é contínua. Nesse contexto, a acreditação hospitalar ONA (Organização Nacional de Acreditação) surge como um elemento crucial para alinhar serviços de saúde às melhores práticas do setor.

Por meio deste processo, hospitais e instituições de saúde no Brasil buscam não apenas melhorar a qualidade e eficiência de seus serviços, mas também garantir maior segurança para os pacientes. Este artigo explora o impacto da acreditação ONA no setor de saúde, destacando sua importância na gestão de saúde e na garantia da segurança do paciente.

O que é a acreditação hospitalar ONA?

A acreditação hospitalar ONA é um processo pelo qual instituições de saúde voluntariamente passam por uma avaliação rigorosa de seus processos e práticas. O objetivo é garantir que os padrões de qualidade e segurança estejam sendo atendidos. Este selo de qualidade é um indicador de que a instituição segue as melhores práticas de mercado em termos de gestão de saúde para a qualidade dos processos e segurança do paciente.

Benefícios da acreditação para a qualidade em serviço de saúde

A acreditação hospitalar ONA traz diversos benefícios para a qualidade em serviço de saúde. Ela impulsiona melhorias contínuas nos processos hospitalares, aumenta a eficiência operacional e eleva a qualidade dos serviços prestados. Instituições acreditadas são percebidas como mais confiáveis pelos pacientes, o que contribui para uma maior satisfação e segurança do paciente.

Acreditação e segurança do paciente

Um dos principais focos da acreditação hospitalar ONA é a segurança do paciente. A acreditação ajuda a estabelecer protocolos rigorosos para prevenção de erros, gerenciamento de riscos e melhoria contínua da segurança do paciente. Isso se traduz em ambientes de saúde mais seguros e em melhores resultados para os pacientes.

Acreditação como ferramenta de gestão

Além de melhorar a qualidade dos serviços de saúde, a acreditação ONA também serve como uma importante ferramenta de gestão. Ela ajuda as instituições de saúde a identificarem áreas de melhoria, otimizarem recursos, melhorarem a comunicação interna e fortalecerem a gestão de equipe.

Processo de acreditação: desafios e recompensas

Obter a acreditação hospitalar ONA não é uma tarefa fácil para organizações de saúde. Exige um comprometimento significativo com a excelência operacional e clínica. No entanto, as recompensas são substanciais, incluindo melhor reputação no mercado, maior confiança dos pacientes e, o mais importante, a elevação da qualidade do atendimento ao paciente.

Impacto a longo prazo da acreditação

A longo prazo, a acreditação hospitalar ONA pode transformar o panorama da saúde no Brasil. Instituições que adotam esses padrões elevados podem servir como modelos para outras, criando uma rede de cuidados de saúde de alta qualidade, focada na segurança e bem-estar do paciente.

Acreditação e o futuro da saúde no Brasil

A tendência é que a acreditação hospitalar ONA se torne cada vez mais relevante no Brasil, à medida que pacientes e profissionais da saúde buscam padrões mais elevados de atendimento. Isso indica um futuro promissor para a saúde no país, com instituições mais preparadas para enfrentar desafios e oferecer cuidados excepcionais aos pacientes.

Sustentabilidade e inovação através da acreditação

A acreditação hospitalar ONA também promove a sustentabilidade e inovação dentro das instituições de saúde. Ao estabelecer práticas de gestão eficientes e responsáveis, os hospitais melhoram a prestação de serviços e se tornam exemplos de instituições ambientalmente conscientes e inovadoras.

Isso inclui a adoção de tecnologias de ponta e a implementação de práticas sustentáveis, que beneficiam tanto os pacientes quanto o meio ambiente.

Educação continuada e treinamento

Parte crucial do processo de acreditação hospitalar ONA envolve a educação continuada e desenvolvimento de lideranças. Instituições acreditadas frequentemente investem em programas de treinamento para assegurarem que sua equipe esteja atualizada com as últimas práticas e tecnologias em saúde.

Esse investimento no capital humano não só melhora a qualidade do atendimento, como também contribui para um ambiente de trabalho mais satisfatório e produtivo.

Parcerias e colaborações

A acreditação hospitalar ONA também pode abrir portas para parcerias e colaborações com outras instituições líderes na área de saúde. Essas parcerias podem levar a trocas de conhecimentos, pesquisas conjuntas e melhorias contínuas nos padrões de atendimento, beneficiando a comunidade de saúde como um todo.

Desafios na implementação da acreditação

Embora a acreditação traga muitos benefícios, também há desafios na sua implementação. Isso inclui o custo inicial de adaptação aos padrões ONA, a resistência à mudança por parte dos funcionários e a necessidade de uma avaliação e monitoramento constantes. No entanto, os benefícios a longo prazo superam esses desafios iniciais, levando a uma melhoria significativa na prestação de serviços de saúde.

Compromisso com a excelência

Adotar a acreditação hospitalar ONA é mais do que atingir um selo de qualidade, é um compromisso contínuo com a excelência. Isso envolve uma cultura organizacional que valoriza a alta qualidade, a segurança do paciente e a melhoria contínua. Ao aderir a esses padrões, os hospitais demonstram seu compromisso não apenas com seus pacientes, mas também com seus funcionários e a comunidade em geral.

Adaptação às mudanças e tendências em saúde

A acreditação ONA auxilia os estabelecimentos de saúde a se manterem atualizados com as rápidas evoluções e inovações no campo médico. Em um cenário onde os avanços acontecem continuamente, aderir a esses padrões de excelência é essencial para estar alinhado com as práticas médicas modernas.

Este selo de qualidade é um marco significativo na melhoria dos serviços de saúde no Brasil. Representa um compromisso com a excelência, abordando desde a segurança do paciente até a sustentabilidade e inovação no setor.

As instituições que se comprometem com esse processo aprimoram seus próprios padrões e também contribuem para a elevação do nível de saúde em todo o país, fomentando um futuro mais promissor e saudável para a população.

Fontes:

Sobre a ONA

Acreditação ONA

O que eu é acreditação

Com 97% de conformidade em todos os requisitos, a Fundação mantém sua acreditação por mais quatro anos, consolidando seu elevado grau de capacitação e alinhamento às melhores práticas de avaliação da conformidade adotadas mundialmente.

A Fundação Vanzolini é uma referência como entidade certificadora no mercado. Além de ser membro da  IQNET – The International Certification Network – rede internacional de entidades certificadoras que garante aceitação internacional aos certificados emitidos por seus membros –, a Fundação também foi a primeira no Brasil a se tornar apta para emitir as certificações da série ISO 9000, para Sistemas de Gestão da Qualidade. 

Também foi o primeiro organismo acreditado pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro (Cgcre) no Brasil e a única habilitada na América Latina pelo IATF (International Automotive Task Force) para atuar no segmento automotivo.

Criada em 1967 pelos professores do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (POLI-USP), a Vanzolini foi ao longo dos anos construindo uma sólida reputação de excelência acadêmica e profissional. Sua ampla atuação é pautada pela tecnologia, qualidade de gestão e inovação em todos os seus serviços. 

Acreditada ISQua – The International Society for Quality in Health Care desde 2019, a Fundação Vanzolini passou recentemente pelo processo de recertificação, e foi recomendada mais uma vez como uma organização de avaliação da conformidade com elevado grau de capacitação e alinhamento às normas internacionais. 

Recertificação ISQua 

Ao receber 97% de conformidade em todos os requisitos, a Fundação Vanzolini acaba de conquistar a manutenção de uma de suas principais conquistas na área da Saúde: a acreditação ISQua, concedida pelo mais importante órgão internacional da área em avaliação de conformidade, o Conselho de Credenciamento do IEEA — The ISQua External Evaluation Association (Associação de Avaliação Externa da ISQua).

Foram avaliados diferentes processos como governança e gestão estratégica, operacional e financeira, gerenciamento de riscos e melhoria da qualidade, gestão de recursos humanos e gerenciamento de informações, além do processo efetivamente de condução das avaliações da conformidade e concessão de acreditação às organizações de saúde.

Como resultado desse processo, a Fundação recebeu sua re-acreditação da ISQUA – The International Society for Quality in Health Care (Sociedade Internacional de Qualidade em Cuidados para a Saúde).

“Ser novamente reconhecido pela acreditação da ISQua, e ainda mais com os resultados que obtivemos, é uma conquista memorável para a Fundação Vanzolini. Isso demonstra a robustez dos nossos processos e o quão madura, ao longo dos seus mais de 30 anos de história no ramo de avaliação da conformidade, a Fundação se mantém. Este resultado se reflete a todas nossas partes interessadas, que ao buscarem os serviços de acreditação da Fundação Vanzolini, têm a garantia de que receberão valor agregado de forma técnica, transparente e imparcial”, declarou Flávia Ferreira, Gerente de Qualidade da área de Certificação da Fundação Vanzolini. 

Sobre o processo de acreditação ISQua

A recertificação reforça ainda mais o papel da Fundação Vanzolini como uma das principais Instituições Acreditadoras Credenciadas pela ONA (Organização Nacional de Acreditação) no Brasil, que, por sua vez, comprova a qualidade de serviços de saúde e segurança do paciente de organizações prestadoras de serviços de saúde e também de serviços para a saúde.

Esse êxito confere à Fundação Vanzolini o reconhecimento internacional e atesta aos clientes um atendimento de alto nível por um organismo de avaliação da conformidade, levando à sociedade a confiabilidade necessária deste processo.

Realize projetos para aumentar a performance, a qualidade e a segurança na área da Saúde com a metodologia Lean. As ferramentas do pensamento enxuto vão apoiar o planejamento, a execução e a evolução da gestão da saúde, focando na redução de desperdícios, o que permite colocar em prática procedimentos com maior eficiência e mais cuidado com os pacientes.

Veja tudo o que você vai aprender:

 

A desenvolver um Sistema de Gestão eficiente na saúde. Aprenda como implementar a melhoria contínua da organização, com a aplicação dos Princípios da Qualidade e seguindo a metodologia da Organização Nacional de Acreditação – ONA. Você vai conhecer todos os requisitos da acreditação e entender como colocar os seus princípios em prática, com foco na melhoria contínua.

Veja tudo o que você vai aprender:

 

Obs.:
A realização deste curso está condicionada ao número mínimo de matrículas.
As vagas estão sujeitas à capacidade máxima da turma.

Quando se fala em certificações para a área da saúde, a primeira que vem à mente é a acreditação da Organização Nacional de Acreditação (ONA). Mas, engana-se quem pensa que unidades hospitalares são restritas às certificações exclusivas de saúde. Um exemplo de certificação que pode ser aplicada neste ambiente é a ISO 14001, que tem como foco promover a gestão ambiental por meio do pensamento de risco e de ciclo de vida dos seus produtos, atividades e serviços, como a extração da matéria-prima até o destino pós-uso, assim como a redução das emissões de resíduos e correto aproveitamento, tratamento e disposição deles.

Segundo Carlos Ferreira, gestor de serviços das normas ISO 14001 e ISO 45001 na Fundação Vanzolini, a ISO 14001 permite que a unidade hospitalar identifique, priorize e controle os impactos ambientais das suas atividades, além de estabelecer os objetivos para melhoria do desempenho ambiental.

“O contexto atual obriga que todas as organizações estejam sensíveis e engajadas com a proteção do meio ambiente. A área da Saúde não pode ficar alheia a esta necessidade”, explicou Carlos.

Benefícios da ISO 14001

“A aplicação da ISO 14001 em uma instituição hospitalar tem muitos benefícios, como a melhoria do desempenho ambiental com seus respectivos benefícios financeiros, reconhecimento e melhoria da imagem da instituição perante à sociedade, além de redução de riscos”, mencionou Ferreira.

Por ser uma certificação com viés ambiental, é possível que seja associada com poucos benefícios financeiros e um gasto que pode não ser interessante para a instituição. Mas, a aplicação da ISO 14001 pode ser o fator principal para evitar multas ou penalidades de órgãos reguladores, além de incentivar a redução de muitos gastos diários.

“São vários os benefícios financeiros da implantação estruturada de um sistema de gestão ambiental. Eles vão desde a conscientização do uso racional de recursos, que reduz as despesas e desperdícios, até a redução de riscos de acidentes, que podem causar, além de prejuízo à vida, impactos financeiros significativos”, comentou Carlos.

Segundo o gestor, a instituição deve dissociar os investimentos, sendo que o valor mais significativo, normalmente, será para se adequar aos requisitos legais do que para implantar um sistema de gestão ambiental.

“Outro conselho é quantificar todos os benefícios incorporados pela organização por meio do SGA como, por exemplo, redução do consumo de energias e insumos, redução da geração de resíduos, identificação de oportunidades para reaproveitamento e venda de materiais. Isto vai demonstrar que a gestão ambiental apoia a sobrevivência da organização”, exemplificou Ferreira.

Como implementar a ISO 14001

Para implementar a certificação na unidade, segundo o gestor, existem duas possibilidades: contratar um serviço de consultoria especializada ou implementar um sistema de gestão com foco na ISO 14001 por conta própria, por meio da capacitação dos profissionais da organização com cursos de interpretação da norma, implantação e auditoria interna. Após a
escolha pelo melhor caminho para a instituição, é necessário contratar uma certificadora, como a Fundação Vanzolini, e iniciar o processo de certificação.

“A auditoria do processo de certificação acontece em duas etapas, sendo a primeira uma
auditoria para análise documental e planejamento, conhecida como Fase 1, e uma auditoria
para constatar a suficiência e eficácia do sistema de gestão, conhecida por Fase 2. Se tudo
correr bem, é feita a recomendação da certificação”, finalizou.

Antes das auditorias Fase 1 e Fase 2, a organização pode contratar uma pré-auditoria. Ela
não é obrigatória e não faz parte do processo de certificação, mas pode ajudar a
organização a identificar falhas na implantação que podem ser corrigidas antes das
auditorias de certificação.

Quer implementar a ISO 14001 no seu Hospital? Entre em contato com o certific@vanzolini.org.br e solicite sua proposta.

Instituições da área de Saúde devem estar sempre atentas a cada processo, de forma a preservar e proteger a vida dos pacientes e conquistar a excelência no atendimento. (mais…)