Fundação Vanzolini

Curso Gestão de Operações: saiba como a capacitação auxilia no aumento da eficiência, lucros e produtividade da empresa. E mais, conheça as vantagens de aplicar a TI na gestão empresarial

Com tantas demandas de um gestor, pensar em fazer um curso de Gestão de Operação parece não estar na lista de afazeres, não é mesmo? Isso porque, às vezes, a capacitação fica em segundo plano, pois o profissional parece dar conta de suas atividades sem precisar de mais certificações.

No entanto, o quanto a sua empresa está atualizada em relação à tecnologia da informação (TI)? Se a resposta for pouco ou nada, saiba que está perdendo tempo e, com isso, muito lucro.

Atualmente, as duas empresas mais valiosas do mundo, Apple e a Microsoft, são do ramo da tecnologia, sinalizando a relevância desse setor do ramo empresarial e até mesmo social. Então, mesmo que a sua empresa não faça parte desse ramo, saiba que ainda sim ela pode se beneficiar com a TI.

Spoiler: os benefícios vão do aumento da produtividade aos lucros! Continue conosco e saiba mais sobre a tendência.

O papel transformador da tecnologia da informação nas operações empresariais

Se bem utilizada, a TI tem papel fundamental para transformar e impulsionar a eficiência operacional de uma empresa. Nesse caso, cabe ao gestor a função de usá-la conforme as necessidades do seu setor e equipe, e, assim, alcançar benefícios como:

Maior produtividade

Existem programas, aplicativos e demais softwares para todas as operações empresariais possíveis, permitindo que as execuções das atividades sejam automatizadas.

Significa, então, que o tempo dos funcionários, assim como suas tarefas, serão otimizados a ponto de se tornarem mais produtivas, pois é o que acontece quando se economiza tempo sem precisar abdicar da qualidade da entrega do trabalho.

Saiba mais: Como alcançar uma gestão de operações produtiva?

Mais interação com os avanços dos setores

Há anos a tecnologia está presente em todos os setores, nichos e departamentos, e cada vez mais se faz presente, mas, mais do que isso, ela se torna indispensável para os gestores, cujo papel é colocar sua empresa sempre à frente das demais.

Isso é fato: o líder que não se atualiza em relação aos avanços tecnológicos e não aproveita dos seus benefícios tende a se prejudicar e ficar em desvantagem, diante de seus concorrentes.

Quer uma prova? Os cursos Gestão de Operações mais atuais tem enfoque em tecnologia, e não é à toa!

Aumento da agilidade dos processos

Quando se soma a automatização à otimização e ao aumento da produtividade, o resultado é a maior agilidade nas operações da empresa. E, ao ter isso tudo, os negócios crescem exponencialmente, com mais rapidez.

Com a TI, determinados processos, independentemente dos tipos de operações realizadas, deixam de ser “truncados” e são mais ágeis, descomplicados, fluentes e viáveis. Os gestores sabem da importância de um bom desenvolvimento de atividades e priorizam que elas sejam feitas o mais facilmente possíveis, concorda?

Possível redução de custos

Outro ponto no qual a tecnologia da informação é relevante consiste na possível redução de custos. Nesse caso, a diminuição dos gastos provém de:

Mais eficiência

Com tudo o que foi mencionado até aqui, podemos perceber como a eficiência aumenta com o bom uso da tecnologia de informação, afinal: produtividade + agilidade + estar à frente dos concorrentes + redução de custos = melhor desempenho e eficácia do trabalho.

Assim, a gestão empresarial se beneficia de todas as maneiras, e o trabalho dos responsáveis é mais reconhecido, pois o sucesso se torna evidente.

Decisões estratégicas: a influência da Tecnologia da Informação

A TI influencia na tomada de decisões dos gestores a partir do momento em que, com ela, eles têm acesso rápido e preciso aos dados necessários para enxergar as possíveis consequências futuras das decisões.

Essa perspectiva faz com que a deliberação dos próximos passos seja feita estrategicamente, diminuindo os riscos, falhas e lacunas do planejamento. Além disso, a visão abrangente do cenário resulta na antecipação de tendências relevantes para os negócios.

O acesso à informação faz parte dos encargos dos gestores e as possibilidades trazidas pela tecnologia da informação são facilitadores, quando o assunto é traçar planos e metas embasados em dados eficientes e fundamentais.

Lembre-se de que uma escolha (boa ou má) pode mudar o rumo da empresa, dessa forma, tomá-la com prudência irá garantir o sucesso da gestão e dos negócios.

Otimização de processos: como fazer?

Após conhecer todos os benefícios, gostaria de saber de casos práticos nos quais a TI otimiza e aprimora processos operacionais? Bom, por se tratar, acima de tudo, de uma estratégia, é preciso conhecer as especificidades da empresa.

Primeiramente, é importante se conscientizar de que há vários tipos de gestão de operação: de produção, logística, serviços, qualidade, processos, desempenho, recursos, entre outros. Sendo assim, oferecer fórmulas genéricas não é o mais indicado.

O ideal, nesse caso, é a capacitação profissional dos responsáveis com cursos de Gestão de Operações.

Atualmente, a Vanzolini é uma das maiores e mais importantes instituições de capacitação nesse setor e, no nosso curso, o profissional aprenderá:

Participe do curso mais atualizado de gestão de operação integrado a TI e garanta o sucesso organizacional da empresa. Os negócios nunca param, então permita que eles trabalhem a seu favor por meio da tecnologia!

Este conteúdo foi útil para você? Aprenda mais sobre o assunto: a Fundação Vanzolini oferece cursos com especialistas na área, para você ampliar o seu repertório e transformar a sua carreira.

Conheça os cursos de Gestão de Operações da Fundação Vanzolini.

ENTRE EM CONTATO

Fontes:

https://deltime.com.br/a-tecnologia-da-informacao-e-sua-importancia-na-gestao-empresarial/

https://mgtek.com.br/lages/blog/operacoes-de-ti/

https://decisaosistemas.com.br/tecnologia-na-gestao-das-empresas/

https://olhardigital.com.br/2023/08/01/pro/as-10-empresas-mais-valiosas-do-mundo-em-2023/

Canal de Atendimento - LGPD

Formulário de solicitação de dados

Contato

Contato

Compartilhe:

Cursos

Secretaria

Comercial

Organizações

Certificação

certific@vanzolini.org.br
(11) 3913-7100

Agendamento e Planejamento
(11) 9 7283-6704
Comercial
(11) 9 6476-1498

Gestão de Tecnologias em Educação (GTE)

gte@vanzolini.org.br
(11) 3868-0100
(11) 3868-0119

Estudos e Projetos

Para soluções sob medida e personalizadas para organizações públicas e privadas.

projetos@vanzolini.org.br
(11) 3024-2262

Cursos In Company

Para informações sobre cursos feitos customizados para empresas.

cursosincompany@vanzolini.org.br
(11) 3024-2262

Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação (P&D e Inovação)

Para informações ou solicitação de projetos.
pdiprojetos@vanzolini.org.br
(11) 3024-2262

Institucional

Comunicação

Marketing
comunicacao@vanzolini.org.br

Assessoria de imprensa
imprensa@vanzolini.org.br

Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)

No caso de dúvidas relacionadas à Declaração de Privacidade ou caso você precise interagir conosco sobre assuntos envolvendo os seus dados pessoais, poderá fazê-lo com o DPO pelo e-mail:

atendimentolgpd@vanzolini.org.br

Formulário de solicitação de dados

Trabalhe conosco

Caso você compartilhe do nosso propósito e tenha interesse em conectar-se às equipes de trabalho da Fundação Vanzolini

FAQ CURSOS

Dúvidas frequentes sobre cursos e emissão de certificados de cursos:

Surgiu um imprevisto, posso transferir minha inscrição para a próxima turma?

A solicitação de transferência deve ser feita à Secretaria Acadêmica com, no mínino, 5 (cinco) dias de antecedência da data de início do curso, pelo e-mail: secretariapta@vanzolini.org.br

O certificado do curso é da USP ou da Fundação Vanzolini?

Os certificados são emitidos pela Fundação Vanzolini e alguns cursos de Difusão são emitidos pela USP.

Por quanto tempo tenho acesso aos materiais, após o término do curso?

O AVA permanece acessível por até 06 meses após o término do curso.

As aulas são gravadas nos cursos EAD?

Por se tratar de um curso síncrono (EAD ao vivo), os alunos e docentes deverão estar conectados nos dias e horários das aulas. Entretanto, na grande maioria dos cursos, o docente disponibilizará a gravação no AVA para os alunos.

Estou inscrito no curso, quando receberei os acessos?

A Secretaria Acadêmica entrará em contato próximo à data de início da turma, para envio de informações, materiais e acessos. Verifique sempre o seu e-mail.

Sou ex-aluno. Tenho desconto?
Sim, há uma variedade de cursos no site com a tag "Campanha Aluno Vanzolini", que garante 20% de desconto no curso com a TAG.

FAQ ORGANIZAÇÕES

Dúvidas frequentes sobre certificações de empresas, projetos e soluções:

Como faço para solicitar um orçamento para certificar minha empresa?

Você pode solicitar um formulário para orçamento diretamente na página da certificação que você deseja. Para acessar todas as certificações clique aqui.

Como faço para saber mais sobre determinada certificação?

Para dúvidas gerais relacionadas à certificações de empresas, ligue para o número (11) 3913-7100 ou entre em contato via o e-mail certific@vanzolini.org.br

Preciso de um orçamento para um projeto específico. Como posso solicitar?

Você pode soliciar um orçamento para o seu projeto pelo e-mail projetos@vanzolini.org.br ou pelo telefone (11) 3024-2263

A Fundação Vanzolini pode desenvolver projetos com Leis de Incentivo?

Sim. Por ser um Instituto de Ciência e Tecnologia, a Fundação Vanzolini pode execuar projetos por meio de leis de incentivo fiscais, como a Lei do Bem e a Lei da Informática. 

Para saber mais, envie um e-mail para pdiprojetos@vanzolini.org.br

A Fundação Vanzolini formata cursos in company diferentes dos que estão no portfólio?

Sim. Você pode soliciar um orçamento diretamente pelo e-mail cursosincompany@vanzolini.org.br ou pelo telefone (11) 3024-2262

Unidades

Unidade Iperoig

R. Iperoig, 580
Perdizes, São Paulo (SP)
CEP 05016-000
(11) 3868-0100

Unidade Alberto Seabra

Rua Dr. Alberto Seabra, 1256/1266
Vila Madalena, São Paulo (SP)
CEP 05452-001
(11) 3024-2250

Unidade Camburiú

Rua Camburiú, 255
Alto da Lapa, São Paulo (SP)
CEP 05058-020
(11) 3913-7100

Quer saber mais?
Preencha o formulário abaixo que em breve entraremos em contato

    A Fundação Vanzolini

    Sobre a Fundação

    Acreditamos na força das pessoas e no potencial de transformação inerente a cada uma delas

    A Fundação Vanzolini é uma organização sem fins lucrativos, criada e gerida pelos professores do departamento de Engenharia de Produção da Universidade de São Paulo (Poli-USP), para melhorar a efetividade do processo de desenvolvimento sustentável do Brasil.

    Há mais de 50 anos, a Fundação desenvolve, aplica e dissemina novos conhecimentos da Engenharia no cotidiano de pessoas, empresas, instituições e governos, contribuindo na resolução de problemas econômicos, ambientais, técnicos e sociais no Brasil e no exterior.

    Tendo como base o olhar sistêmico, integrador e multidisciplinar da Engenharia de Produção, a Fundação Vanzolini atua sobre quatro eixos principais:

    Educação, oferecendo programas de formação e desenvolvimento de pessoas e equipes por meio de cursos de curta, média e longa duração. Sendo os cursos de longa duração (MBA e especialização) em convênio com a Escola Politécnica da USP (POLI-USP);

    Certificação, realizando certificações de produtos e sistemas de gestão para organizações e instituições públicas e privadas;

    Pesquisa, elaborando projetos de pesquisas em operações, produtos, sistemas de gestão, inovação, políticas públicas e outros; e

    Soluções, respondendo aos desafios complexos que envolvam inovação e compromisso de implementação bem-sucedidos.

    Por que existimos?

    Por meio dos nossos serviços, queremos melhorar a eficácia do processo de desenvolvimento sustentável do país, incorporando uma abordagem sistêmica, integrada e eficiente de gestão de recursos junto a empresas e instituições.

    Como operamos?

    Combinamos os conhecimentos e a visão da Engenharia, em especial, da Engenharia de Produção, com a experiência de mais de 50 anos em sua aplicação para a solução de desafios econômicos, ambientais, técnicos e sociais no Brasil e no exterior.

    Reproduzir vídeo
    A Fundação Vanzolini tem o propósito norteador de gerenciar seus processos e equipes de maneira ética, conduzindo sua estratégia à luz de valores que proporcionem clareza a agreguem valor à todas as partes interessadas.

    Missão

    Disseminar os conhecimentos correlatos à Engenharia de Produção e melhorar a eficácia do processo de desenvolvimento sustentável do país, incorporando uma abordagem sistêmica, integrada e eficiente de gestão de recursos junto à empresas e instituições.

    Visão

    Ser a instituição de referência na disseminação dos conhecimentos da engenharia e protagonista no desenvolvimento sustentável do Brasil.

    Valores e suas definições

    Independência

    A tomada de decisão é realizada à luz das estratégias organizacionais, pautada em julgamento ético, autonomia e liberdade com quaisquer partes interessadas.

    Imparcialidade

    A tomada de decisão é realizada isenta de privilégios, de forma neutra e com julgamento contextualizado.

    Espírito Cooperativo

    Congregar a engenharia com outras áreas de conhecimento, buscando inovações e novas formas de geração de valor.

    Transparência

    Comunicar e agir de maneira clara e ética, construindo uma relação de confiança e garantindo coerência entre o discurso e a ação.

    Confidencialidade

    Garantir a privacidade e a proteção dos dados e informações, as quais lhe são confiadas.

    Competência Técnica

    Incorporar conhecimentos de forma continuada e desenvolver as habilidades necessárias para a manutenção do protagonismo na condução das atividades.

    Vanguarda Conceitual e Tecnológica

    Desenvolver e oferecer soluções inovadoras, alinhadas às necessidades das partes interessadas e suportadas pelos conhecimentos teórico, científico e técnico.

    Manifesto

    Todos sonhamos com um Brasil que possa se desenvolver à altura das riquezas que possui. Mas todo sonho exige que também se saiba criar os meios para concretizá-lo. É por isso que a Fundação Vanzolini existe.

    Criada e gerida por professores do departamento de Engenharia de Produção da POLI-USP, há mais de 50 anos ajuda a estabelecer e executar caminhos mais eficientes para acelerar o desenvolvimento sustentável do país. Nós elaboramos, aplicamos e disseminamos os conhecimentos da Engenharia no cotidiano de pessoas, empresas, instituições e governos, contribuindo com soluções para desafios econômicos, ambientais, técnicos e sociais.

    Para nós, toda realidade pode ser modificada por meio da melhor gestão dos recursos disponíveis e do olhar integrador e multidisciplinar da nossa ciência.

    E é assim que, a partir da reunião de especialistas e, em conjunto com parceiros, oferecemos programas de formação e desenvolvimento de pessoas, certificação de produtos e sistemas de gestão, projetos de pesquisa e soluções, implementando na prática as mudanças que a sociedade precisa. Nosso compromisso é com o melhor resultado possível para um futuro de todos.

    TRANSFORMAR O BRASIL COM CONHECIMENTO, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO É O QUE FAZEMOS DE MELHOR
    Contribuir com o desenvolvimento sustentável do país

    A Vanzolini é uma Fundação que tem o compromisso público de apoiar o crescimento e desenvolvimento sustentável do Brasil conectando os conhecimentos da Engenharia de Produção ao cotidiano de pessoas, organizações, públicas e privadas.

    Conhecimento e experiência para desenvolver e realizar

    Há mais de 50 anos, aliamos experiência na criação, desenvolvimento e implementação de cursos, certificações, estudos, projetos e soluções, tendo a Engenharia de Produção como base para resolver os desafios do nosso país.

    As melhores pessoas trazem os melhores resultados

    Somos capazes de articular uma rede de especialistas, das mais diversas áreas, a fim de trabalharmos em conjunto com os nossos parceiros da esfera pública e privada, garantindo resultados mais eficazes em todos os nossos serviços.

    Política de Responsabilidade Social

    A Fundação Carlos Alberto Vanzolini, instituição constituída com a finalidade de promoção de pesquisa científica, desenvolvimento de tecnologias alternativas, modernização de sistemas de gestão, produção e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos, aplicadas a suas áreas de atuação tem o dever de atuar com transparência na promoção do respeito aos direitos humanos, da atuação de maneira responsável e ética na tomada de decisão junto aos clientes, fornecedores, funcionários, entidades regulatórias, entidades de acreditação, enfim, todas as partes interessadas relevantes, respaldada nos códigos legais e de conduta vigentes.

    Esses compromissos estão intrínsecos nas nossas avaliações da conformidade, negociações com parceiros e clientes, cursos, palestras, treinamentos e projetos que desenvolvemos e implantamos, de forma a refletir na sociedade as melhores práticas de responsabilidade social.

    Esta política foi aprovada na 158ª Reunião Ordinária do Conselho Curador realizada em 21/10/20

    Projetos Apoiados
    202420232022
    Vanzolini apoia Trote Solidário
    Vanzolini apoia Trote Solidário

    O Trote Solidário chega á sua décima edição, organizado pela equipe da Escola Politécnica da USP, Poli Social, que tem como objetivo promover projetos sociais. Na edição de 2024, foi feita uma pintura gratuita de aproximadamente 800entre escadas e paredes da instituição de ensino estadual Virgília Rodrigues Alves de Carvalho Pinto, próximo a região do Butantã.

    O apoio da Fundação Vanzolini é fundamental para garantir o sucesso e a sustentabilidade desse projeto, ajudando a promover uma cultura de respeito nos trotes universitários e garantindo uma experiência positiva para todos os envolvidos, sejam eles calouros, veteranos ou voluntários.

     EcoAção - Fundação Vanzolini apoia projeto da Poli USP
    EcoAção - Fundação Vanzolini apoia projeto da Poli USP

    A Fundação Vanzolini foi uma das entidades patrocinadoras, pela terceira vez, do evento anual EcoAção. A iniciativa foi promovida no dia 18 de novembro, pela Poli Social, associação sem fins lucrativos da escola Politécnica da USP, voltada à ação social.

    O objetivo do evento é conscientizar alunos e banhistas da região, ao realizar um mutirão de limpeza com voluntários pelas praias de Santos. Esta edição aconteceu no Canal 3 e foram coletados mais de 4.500 resíduos, que passaram por uma triagem, a fim de categorizar os materiais.

    Competição Brasileira de Robótica e a Fundação Vanzolini
    Competição Brasileira de Robótica e a Fundação Vanzolini

    A Competição Brasileira de Robótica (CBR) é o maior evento de robótica da América Latina, onde há competições com foco em visão computacional e identificação de padrões. A última edição aconteceu no dia 12 de outubro de 2023, no Centro de Convenções de Salvador ( BA), trazendo o time competidor da Escola Politécnica da USP, Sky Rats.

    A Fundação Vanzolini patrocinou a equipe Sky Rats em prol da inovação, tecnologia e parceria em ambiente acadêmico, beneficiando e incentivando todos os envolvidos.Fundado em 2017, o projeto visa o desenvolvimento de micro-veículos aéreos não tripulados, fazendo uso da inteligência artificial e visão computacional para tal. A competição foi formada por quatro fases regulares em que os drones realizaram tarefas autônomas e uma fase extra para apresentar as inovações tecnológicas de cada grupo.

    Projeto Poli Cerevisiae
    Projeto Poli Cerevisiae

    A Fundação Vanzolini contribuiu com o projeto desenvolvido pela Poli Cerevisiae, no qual foi realizado a criação de um sensor eletrônico de densidade. O objetivo foi acompanhar os parâmetros fundamentais no processo de fermentação, que são: temperatura, turbidez e coloração da cerveja.

    A colaboração da Fundação Vanzolini forneceu recursos importantes para a realização do projeto, que resultou em soluções inovadoras.

    XII SEGEP
    XII SEGEP

    A Fundação Vanzolini foi uma das patrocinadoras da 12° edição da Semana da Graduação em Engenharia de Produção (SEGEP).

    O objetivo do evento é aproximar os alunos com o mercado de trabalho, dessa forma, os alunos podem adquirir maior conhecimento sobre consultoria, indústria, startups, mercado financeiro, tecnologia, inovação e outras áreas da engenharia de produção. Para isso, empresas participantes ofereceram palestras para o auxílio dos alunos.

    A FCAV contribuiu no custeio do coffee break oferecido aos participantes, durante os cinco dias de evento.

     Fundação Vanzolini apoia projeto Cidades Sustentáveis (CidSus)
    Fundação Vanzolini apoia projeto Cidades Sustentáveis (CidSus)

    No dia 23 de novembro aconteceu o evento Cidades Sustentáveis (CidSus) organizado pelo grupo de extensão da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo – Amphibia.

    O tema do ano foi Urbanismo Social, e contou com palestras com os seguintes temas: Urbanismo e Mudanças Climáticas; Gestão de Resíduos, Engenharia e Sociedade; Segurança Alimentar. O evento teve como objetivo estimular o diálogo dentro da universidade sobre a importância de cidades mais resilientes e sustentáveis. Também foi falado sobre o papel na sociedade dos profissionais que estão sendo formados.

    Ao final do evento, foi disponibilizado um coffee break aos participantes e mudas orgânicas foram distribuídas.

    Fundação Vanzolini proporciona participação do grupo Concreto Poli no evento IBRACON 2023
    Fundação Vanzolini proporciona participação do grupo Concreto Poli no evento IBRACON 2023

    Nos dias 18 a 21 de outubro ocorreu o evento IBRACON, destinado aos desafios da construção civil dentro do ambiente de inovação sustentável. Esse evento contou com palestras e competições, em uma delas houve a entrega de um corpo de prova (amostra de concreto) com participação do grupo Concreto Poli – grupo de extensão da Escola Politécnica da USP formado por integrantes dos cursos de Engenharia e Arquitetura.

    A Fundação Vanzolini contribuiu com o custeio do transporte para que a equipe pudesse participar do evento, que ocorreu em Florianópolis.

     FCAV em parceria com a Poli Social na ação PoliBen 2023
    FCAV em parceria com a Poli Social na ação PoliBen 2023

    No dia 7 de outubro aconteceu o evento PoliBen 2023, da Poli Social. Esse evento aconteceu na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, das 9h às 17h30, e reuniu 55 crianças em situação de vulnerabilidade social com o objetivo de incentivá-las desde cedo a ingressar na universidade.

    Essa ação contou com diversas atividades lúdicas entre os cursos das áreas de exatas, humanas e biológicas, incluindo dinâmicas de competição, empreendedorismo, pintura, robótica, etc.  Além disso, também foi disponibilizado o horário de almoço para as crianças, onde a Fundação Vanzolini contribuiu financeiramente para a execução dessa tarefa.

    Fundação Vanzolini possibilita a participação da PoliMilhagem na competição Shell Eco Marathon Brasil 2023
    Fundação Vanzolini possibilita a participação da PoliMilhagem na competição Shell Eco Marathon Brasil 2023

    A Fundação Vanzolini possibilitou a ida da equipe PoliMilhagem até o Rio de Janeiro durante os dias 28 de agosto a 01 de setembro de 2023, para participarem da competição Shell Eco Marathon Brasil 2023. Essa competição visa inovação e sustentabilidade para a indústria automobilística.

    A equipe desenvolveu um protótipo movido a bateria elétrica, percorrido por um circuito de cerca de 8,3 km, com objetivo de consumir menor quantidade de energia elétrica.

    Além disso, essa experiência proporcionou muito aprendizado à equipe, pois foi possível desenvolver na prática conhecimentos de engenharia, trabalhar a coletividade, organização, comunicação e gestão de recursos e pessoas.

    FCAV apoiou a Poli Náutico na competição DUNA
    FCAV apoiou a Poli Náutico na competição DUNA

    Nos dias 21 a 26 de agosto ocorreu o Desafio Universitário de Nautidesign (DUNA), sediado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), localizado em Joinville-SC. Nessa disputa, os universitários são incentivados a construírem um barco rebocador funcional em formato reduzido para realizarem as provas.

    A Fundação Vanzolini custeou o transporte da Equipe Poli Náutico até o local, fundamental para a participação do grupo na competição, visto que alguns integrantes se encontram em vulnerabilidade financeira.

    Para esse ano, a Equipe Poli Náutico realizou o projeto Kraken e conquistou o primeiro lugar na Prova de Projeto.

    Fundação Vanzolini e a Semana de Extensão – SemEx
    Fundação Vanzolini e a Semana de Extensão – SemEx

    A Feira de Extensão é um evento organizado anualmente pelo Grêmio Politécnico da Escola Politécnica da USP, com o intuito de conectar novos ingressantes e os grupos de extensão, apresentando suas oportunidades. Esse encontro aconteceu entre os dias 8 a 12 de agosto, contou com a participação de aproximadamente 40 grupos de extensão e também com mais de 400 alunos ingressantes. A Fundação Vanzolini contribuiu financeiramente para a realização do evento.

    Fundação Vanzolini incentiva Semana Internacional da Poli
    Fundação Vanzolini incentiva Semana Internacional da Poli

    Por meio de palestras informativas e conversas com politécnicos que já fizeram intercâmbio, a décima edição da Semana Internacional da Poli (Sipoli) buscou incentivar a internacionalização da comunidade politécnica. Foram promovidos, ao todo, 10 eventos nessa edição.  A Fundação Vanzolini contribuiu para a iniciativa com materiais de divulgação dos eventos e com camisetas utilizadas pelos participantes.

    Vanzolini em Parceria com a Poli Social
    Vanzolini em Parceria com a Poli Social

    A Fundação Vanzolini apoiou novamente em 2023 um projeto criado pela Poli Social, grupo de extensão da Escola Politécnica da USP voltado à ação social. Trata-se do Trote Solidário, uma forma de ressignificar o trote universitário, incentivando proatividade, espírito empreendedor e beneficiando a sociedade. Nessa ação, os novos estudantes da Escola Politécnica realizaram a pintura de forma gratuita da instituição de ensino Escola Estadual Afrânio Peixoto, localizada na Zona Norte de São Paulo.

    Fundação Vanzolini custeou sonorização da Semana de Recepção aos Calouros
    Fundação Vanzolini custeou sonorização da Semana de Recepção aos Calouros

    No período de  13 a 18 de março houve a realização do evento Semana de Recepção aos Calouros. Esse evento contou com 870 ingressantes, que puderam conhecer melhor a instituição e seu funcionamento, além de serem apresentados aos projetos e associações. Esse evento também proporcionou atividades que promoveram a interação entre os calouros e veteranos. A Fundação Vanzolini custeou a sonorização do evento, elementar para o funcionamento desse encontro.

    Vanzolini e a Equipe Poli Racing na Fórmula SAE
    Vanzolini e a Equipe Poli Racing na Fórmula SAE

    Equipe Poli Racing é um grupo de extensão da Escola Politécnica fundada em 2008, cujo objetivo é a construção anual de um protótipo automobilístico para a Fórmula SAE, maior competição de engenharia do mundo.

    A equipe participou da competição em Piracicaba que durou 5 dias, com provas estáticas e dinâmicas, contando com equipes de diversas universidades do Brasil.

    A Fundação Vanzolini fez a doação de cilindros de alumínio para o grupo, imprescindível para a manufatura do protótipo.

    Fundação Vanzolini volta a contribuir com Projeto do Arduíno
    Fundação Vanzolini volta a contribuir com Projeto do Arduíno

    O Projeto do Arduíno é gerenciado por alunos do grupo de extensão Poli Cerevisiae da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, voltado ao estudo da indústria cervejeira para auxiliar alunos de engenharia. O Arduíno faz parte da programação, em que os membros controlam a temperatura da cerveja. A Fundação Vanzolini já havia apoiado esse projeto em 2022, e agora, em 2023, voltou a ser parte fundamental para o andamento do projeto.

    Fundação Vanzolini em apoio com Projeto Poli Vai à Escola
    Fundação Vanzolini em apoio com Projeto Poli Vai à Escola

    A Fundação Vanzolini contribuiu na doação de materiais essenciais para a realização do evento Poli vai à Escola. Esse evento aconteceu no dia 8 de março e foi direcionado para levar informação aos estudantes da rede pública sobre a Universidade de São Paulo (USP), retirar dúvidas e incentivá-los a ingressar na universidade, proporcionando visibilidade aos cursos de engenharia.

    Fundação Vanzolini faz doação para Projeto em Nome da Fé
    Fundação Vanzolini faz doação para Projeto em Nome da Fé

    Associação Projeto em Nome da Fé atua no Capão Redondo e Região na zona Sul de São Paulo beneficiando comunidades, famílias e pessoas em situação de rua com a distribuição de alimentos, cestas básicas, produtos de higiene, etc. A Fundação Vanzolini contribuiu com a doação de 21 mesas e cadeiras, proporcionando maior conforto e comodidade para os beneficiários da instituição.

    XII SEGEP
    XII SEGEP
    Fundação Vanzolini colabora com projeto que incentiva a sustentabilidade e a educação
    Fundação Vanzolini colabora com projeto que incentiva a sustentabilidade e a educação

    Amphibia é um grupo de extensão da Escola Politécnica da USP que realiza projetos na temática sustentável. A Fundação Vanzolini forneceu orquídeas e suculentas ao projeto, no dia 17 de novembro, com objetivo de incentivar a integração da engenharia para construções de cidades mais sustentáveis a jovens estudantes.

    Programa com participação da Vanzolini convida alunas para um tour na Escola Politécnica
    Programa com participação da Vanzolini convida alunas para um tour na Escola Politécnica

    No dia 5 de novembro, o projeto Meninas na Poli foi organizado pelo Diretório Acadêmico da Escola Politécnica da USP.

    A Fundação Vanzolini forneceu camisetas ao projeto, que convidou 70 alunas do Instituto Federal de São Paulo (Pirituba) e da Escola Estadual Júlia Lopes de Almeida para participaram de palestras, visitas a laboratórios, além de conhecerem a área de engenharia da Escola Politécnica.

    Vanzolini fomenta evento para a alimentação de crianças de escolas públicas
    Vanzolini fomenta evento para a alimentação de crianças de escolas públicas

    Poli Social é uma associação sem fins lucrativos da Escola Politécnica da USP que promove projetos e eventos que fornecem consultorias a ONGs e campanhas que tenham ligação direta com crianças entre 8 a 11 anos.

    Foi realizado a parceria beneficente entre a Poli Social e Fundação Vanzolini que contou com apoio da alimentação do evento na Escola Politécnica da USP com a participação de 50 crianças de escolas públicas no dia 15 de outubro.

    Fundação Vanzolini apoia a EcoAção
    Fundação Vanzolini apoia a EcoAção

    Poli Social é uma associação sem fins lucrativos da Escola Politécnica da USP voltada à ação social.

    A Fundação Vanzolini forneceu batas para a EcoAção promovida pelo grupo, repetindo o apoio dado ao evento em 2019. A EcoAção mobilizou voluntários e staffs para recolher lixo na praia, em Santos, e realizar a triagem do lixo no dia 24/09/2002.

    Contribuição da Vanzolini para o Projeto do Arduino
    Contribuição da Vanzolini para o Projeto do Arduino

    Poli Cerevisiae é um grupo que estuda a indústria cervejeira para auxiliar alunos de Engenharia da POLI-USP de forma prática e motivante.

    A contribuição da Fundação Vanzolini possibilitou o desenvolvimento do Projeto do Arduino, que será utilizado para maior controle e qualidade de bateladas.

    Vanzolini financia viagem para a competição Shell Eco-Marathon Brasil 2022
    Vanzolini financia viagem para a competição Shell Eco-Marathon Brasil 2022

    A Fundação Vanzolini auxiliou a PoliMilhagem a financiar sua viagem ao Rio de Janeiro para participar da competição “Shell Eco-Marathon Brasil 2022”.

    Durante os dias 21 a 26 de agosto, 12 alunos de diferentes cursos de graduação de Poli-USP participaram da competição com seus protótipos de baixo consumo energético e movidos a baterias elétricas.

    O grupo é constituído por uma equipe de extensão de eficiência energética da Poli-USP, que participa da “Shell Eco-Marathon”, construindo carros mais sustentáveis.

    Relatório de atividades

    Contribuir para que empresas, organizações sociais e instituições públicas e privadas alcancem a excelência em produtividade é a nossa forma de promover o desenvolvimento sustentável do Brasil. Conheça algumas atividades realizadas pela Fundação Vanzolini nos nossos relatórios anuais:

    Capa do RELATÓRIO ANUAL 2023
    RELATÓRIO ANUAL 2023

    Neste Relatório Anual, você encontra as principais iniciativas e resultados do período de de janeiro a 31 de dezembro de 2023, apresentando ações significativas que atravessam desde a organização e atualização do portfólio de serviços, a estrutura de áreas, a experiência de colaboradores, parceiros e alunos, até a comunicação com as partes interessadas. Tudo para seguir relevante e continuar apoiando, de forma eficiente e transformadora, o desenvolvimento de pessoas, de empresas e do País.



    Corpo administrativo

    CONSELHO CURADOR 2024-2026
    Alberto Wunderler Ramos
    Conselheiro
    Diretor da Productiva Engenharia, tem rico conhecimento de mercado e ampla experiência na implementação da metodologia Lean Seis Sigma e temas relacionados. Atua também como consultor em projetos de melhoria em empresas de manufatura e de serviços.
    Está na sala de aula como Professor Doutor da USP e como professor da Fundação Carlos Alberto Vanzolini, com foco em formar novos talentos, unindo teoria e prática.
    Acumula os títulos de Mestre e de Doutor em Engenharia de Produção, além da graduação na mesma área, todos pela Escola Politécnica, Poli-USP.
    Daniel de Oliveira Mota
    Conselheiro
    Possui graduação em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2007), mestrado em Engenharia Industrial e de Sistemas – North Carolina A&T State University (2009) e doutorado em Engenharia Naval – Universidade de São Paulo (2016).
    Foi pesquisador em tempo integral no CILIP-USP (Centro de Inovação em Logística e Infraestrutura Portuária – USP). Ex-aluno do SCALE-2014 realizado no departamento de transporte do Massachusetts Institute Of Technology.
    Atualmente é professor e pesquisador  da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (POLI-USP). Tem experiência na área de Engenharia de Produção, com ênfase em modelagem de sistemas (determinísticos e estocásticos). Consultor em Engenharia de Produção, com ênfase em Pesquisa Operacional, atuando principalmente nos seguintes temas: simulação, otimização, logística, six-sigma, gerenciamento de projetos.
    Fernando Tobal Berssaneti
    Conselheiro
    É Coordenador dos Cursos de Capacitação em Gerenciamento de Projetos na Fundação Carlos Alberto Vanzolini e professor do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica - Poli-USP.
    Nessa mesma instituição, integra o Grupo de Pesquisa em Qualidade e Projeto do Produto. Realiza consultoria nas áreas de Gerenciamento da Qualidade, Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento por Processos, Gerenciamento de Portfólio de Projetos, Indicadores de Produtividade, Acordos de Nível de Serviço, e Inovação e Sustentabilidade.
    Mestre e Doutor em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica - Poli-USP, e graduado em Engenharia de Produção
    José Joaquim do Amaral Ferreira
    Conselheiro
    Diretor de Certificação na Fundação Carlos Alberto Vanzolini e membro da Academia Brasileira de Qualidade. Por mais de 10 anos, foi vice-presidente do IQNET Association – The International Certification Network e, entre 2009 a 2011, foi membro do Board da Sballiance – Sustainable Building Alliance.  
    Ao longo da carreira, integrou o Conselho da FIESP - Federação das Indústrias do Estado de São Paulo e o Conselho Superior da Indústria da Construção.
    Na docência, atua como professor do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica - Poli-USP. Nessa instituição, se tornou Mestre em Engenharia de Produção e Doutor em Engenharia. Conquistou o diploma de Master Of Science in Industrial Engineering, na Stanford University, nos Estados Unidos.
    Linda Lee Ho
    Conselheira
    Professora Titular do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica (2010). Graduação em Estatística pelo IME-USP (1978), mestrado em Estatística pelo IME-USP (1987) e  doutorado em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (1995).
    É autora de mais de uma centena de artigos publicados em periódicos qualificados. Foi editora-chefe da Production (2008-2014); coordenadora do programa de pós graduação em Engenharia de Produção (2012-2014).
    É bolsista PQ nível 1B do CNPq, membro do Comitê EP (07/21 a 06/24) e do Comitê de Editoração (07/22 a 06/25). Membro do Institute of Statistical Engineering Association (ISEA).
    Marcelo Schneck de Paula Pessôa
    Conselheiro
    Professor Livre docente do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da USP (POLI-USP), e vice-presidente do Conselho Curador da Fundação Vanzolini.
    É engenheiro eletricista, mestre e doutor pela Escola Politécnica (POLI-USP). Tem 50 anos de experiência nas áreas de computação, automação e telecomunicações.
    Nos últimos 20 anos, tem se dedicado às pesquisas na área de qualidade de software, orientou mais de 30 teses dissertações e teses sobre esse tema. Participou da implantação do CMMI – modelo de qualidade para software e sistemas – em empresas industriais e financeiras, incluindo a participação em processos de avaliação.
    Foi auditor líder da Norma ISO 9001 e hoje atua como disseminador da Norma ISO 29110 para desenvolvimento de software específica para pequenas organizações de software. Membro da comissão técnica da ABNT, participando da elaboração de normas nacionais e internacionais na ISO.
    Mauro de Mesquita Spinola
    Conselheiro
    Graduado em Engenharia de Eletrônica pelo ITA – Instituto Tecnológico de Aeronáutica (1979), Mestrado em Computação Aplicada pelo INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (1986), Doutorado (1999) e Livre-docência (2008) em Engenharia pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (EPUSP).
    Atualmente é Professor Associado do Departamento de Engenharia de Produção da (POLI-USP). Realiza pesquisas nas áreas de Gestão da Tecnologia da Informação, Produção de Software e Indústria 4.0. Ministra aulas de graduação e pós-graduação (Mestrado, Doutorado e Extensão) nas mesmas áreas. Ministra cursos em programas de educação continuada (MBA, Especialização) e de extensão universitária).
    Foi coordenador da Comissão de Pesquisa do Departamento de Engenharia de Produção da POLI-USP (2016-2019), coordenador das atividades de extensão universitária do mesmo Departamento (2012-2014).
    Foi coordenador do Curso MBA Executivo em Gestão de Operações Produtos & Serviços da Escola Politécnica da USP, ministrado em parceria com a Fundação Vanzolini (2011/2016). Atualmente é Conselheiro das Fundações Vanzolini (2016-2020) e Porta Aberta (desde 2015).
    Diretoria executiva 2024-2026
    João Amato Neto
    Presidente da Diretoria Executiva
    Presidente da Diretoria Executiva da Fundação Carlos Alberto Vanzolini. Há mais de 40 anos é docente da Escola Politécnica - Poli-USP, ocupando agora o cargo de Professor Sênior;
    Atua há mais de 35 anos em cursos e projetos na Fundação Vanzolini, tendo coordenado projetos nas áreas de Gestão da Cadeia de Fornecedoras, Sustentabilidade,Economia Circular, Arranjos Produtivos e Desenvolvimento Local;
    Pós-doutor em Economia e Administração de Empresas pela Università Ca’ Foscari di Venezia (Itália), possui mais de 200 artigos completos publicados em anais de eventos e periódicos brasileiros e estrangeiros, tendo apresentado suas pesquisas em diversos países.
    Roberto Marx
    Diretor de Operações
    Professor livre-docente no curso de Engenharia de Produção, na Escola Politécnica - Poli-USP, especialista em Organização para a Inovação e em Projeto Organizacional e do Trabalho. Desde 2016, é Diretor Executivo de Operações na Fundação Carlos Alberto Vanzolini.
    Tem ampla vivência profissional em vários projetos, com atuação em grandes empresas, como Unilever, Petrobras, Ford, Boticário, Natura, entre outras.
    Tem doutorado em Trabalhos em Grupo na Produção, pela Escola Politécnica - Poli-USP e realizou programas de doutorado na Universidade de Sussex, no Reino Unido, e no Royal Institute of Technology de Estocolmo, na Suécia.
    Luis Fernando Pinto de Abreu
    Diretor Administrativo e Financeiro
    Profissional com ampla experiência na área de Engenharia de Produção, atuando principalmente em Gestão de Operação e Logística, Engenharia Econômica, Estatística, Simulação e Teoria de Decisão, Cálculo Diferencial e Integral. 
    Atualmente, é professor no Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica, Poli-USP, docente na Fundação Vanzolini e na Fundação Getúlio Vargas. 
    Tem mestrado e graduação em Engenharia de Produção, ambas formações realizadas na USP.
    EXECUTIVOS DE ÁREA
    Luis Fernando Pinto de Abreu
    Gestão de Tecnologias em Educação
    Profissional com ampla experiência na área de Engenharia de Produção, atuando principalmente em Gestão de Operação e Logística, Engenharia Econômica, Estatística, Simulação e Teoria de Decisão, Cálculo Diferencial e Integral. 
    Atualmente, é professor no Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica, Poli-USP, docente na Fundação Vanzolini e na Fundação Getúlio Vargas. 
    Tem mestrado e graduação em Engenharia de Produção, ambas formações realizadas na USP.
    Roberto Marx
    Educação
    Professor livre-docente no curso de Engenharia de Produção, na Escola Politécnica - Poli-USP, especialista em Organização para a Inovação e em Projeto Organizacional e do Trabalho. Desde 2016, é Diretor Executivo de Operações na Fundação Carlos Alberto Vanzolini.
    Tem ampla vivência profissional em vários projetos, com atuação em grandes empresas, como Unilever, Petrobras, Ford, Boticário, Natura, entre outras.
    Tem doutorado em Trabalhos em Grupo na Produção, pela Escola Politécnica - Poli-USP e realizou programas de doutorado na Universidade de Sussex, no Reino Unido, e no Royal Institute of Technology de Estocolmo, na Suécia.
    Fernando Tobal Berssaneti
    Certificação
    É Coordenador dos Cursos de Capacitação em Gerenciamento de Projetos na Fundação Carlos Alberto Vanzolini e professor do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica - Poli-USP.
    Nessa mesma instituição, integra o Grupo de Pesquisa em Qualidade e Projeto do Produto. Realiza consultoria nas áreas de Gerenciamento da Qualidade, Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento por Processos, Gerenciamento de Portfólio de Projetos, Indicadores de Produtividade, Acordos de Nível de Serviço, e Inovação e Sustentabilidade. 
    Mestre e Doutor em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica - Poli-USP, e graduado em Engenharia de Produção
    coordenador executivo
    Caio Fontana
    Gestão de Tecnologias em Educação
    Doutor em Engenharia Elétrica, com atuação em IoT, automação e projetos logísticos e portuários, sistemas inteligentes de transporte, sensores inteligentes, sistemas de segurança, de georreferenciamento.
    Professor associado da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP, na área Engenharia Portuária com ênfase em Gestão de Negócios e Logística Portuária e professor de pós-graduação em Bioprodutos e Bioprocessos.
    Na Fundação Vanzolini, é coordenador de projetos de PD&I – Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação e coordenador da área GTE – Gestão de Tecnologias em Educação. Possui diversos trabalhos publicados em revistas e livros relacionados a estas áreas, tanto em âmbito nacional, como internacional.

    Fundação Vanzolini fará mediação da conversa sobre gestão escolar de sucesso no maior evento da América Latina nos segmentos de educação e tecnologia

     

    Como construir uma gestão escolar de sucesso em tempos de transformações constantes? Parte da resposta passa por ouvir as demandas de estudantes, familiares e da própria comunidade escolar, para alinhar as melhores práticas de ensino às expectativas de um cenário em que a tecnologia se faz cada vez mais presente.

    Se você é um gestor pedagógico e quer estar alinhado às melhores práticas e soluções do mercado, para lidar com os desafios da área, não perca a participação da Fundação Vanzolini na programação de palestras da Ahead by Bett, da Bett Brasil, maior evento de educação e tecnologia na América Latina, que vai acontecer de 9 a 12 de maio, no Transamerica Expo Center.

     

    Participação da Fundação Vanzolini na Bett Brasil 2023

    No dia 11 de maio, às 11h, Daniel Magnavita, o gestor de projetos da área de Gestão de Tecnologias em Educação (GTE), da Fundação Vanzolini, fará a mediação de uma conversa sobre ‘gestão escolar de sucesso’, que contará com a presença de Caio Lo Bianco, CEO do LIV (Laboratório Inteligência de Vida) e Marcia Maria Rosa, gerente educacional da Rede Integrada de Educação Básica – Marista Brasil.

    “Estamos retomando uma trajetória de garantia de direitos no campo da educação nos diferentes níveis das gestões escolares pública e privada. As diferenças regionais e socioeconômicas precisam ser mapeadas e discutidas constantemente entre a comunidade escolar, as famílias e os órgãos reguladores”, comenta Magnavita sobre a importância do diálogo para a construção de uma educação equânime.

    Ele também destaca que o gestor que quer fazer a diferença precisa ouvir as demandas dos jovens e utilizá-las como apoio na tomada de decisões que buscam, de fato, atender às expectativas formativas. Estes serão pontos de provação para a palestra. O painel expositivo acontecerá de forma presencial durante o evento. O público poderá interagir com os participantes, enviando perguntas e comentários.

    Participe da Bett Brasil 2023

    Confira perguntas e respostas para você fazer parte da construção de ambientes mais inclusivos

    “Nós somos todos habitantes neurodiversos do planeta, porque não há duas mentes neste mundo que possam ser exatamente iguais.” A afirmação é da socióloga australiana Judy Singer, que cunhou o termo ‘neurodiversidade’ na década de 1990.

    Apesar de não ser um conceito novo, a neurodiversidade tem ganhado cada vez mais espaço de discussão, influenciando mudanças de comportamento no ambiente de trabalho e no universo escolar.

    O termo faz referência às várias composições neurológicas dos seres humanos, ressaltando que a mente pode funcionar de maneiras distintas e que as diferenças são variações do cérebro.

    Hoje, mais do que um conceito, a neurodiversidade é um movimento de justiça social, que defende a igualdade, a inclusão e o diagnóstico de pessoas neurodiversas.

    Transtorno do Espectro Autista (TEA)

    O transtorno do espectro autista (TEA) faz parte desse grupo. Para contribuir com a discussão e dar visibilidade ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, criamos uma seção de perguntas e respostas.

    As informações são da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Center of Desease, órgão ligado ao governo dos Estados Unidos, e de uma profissional especializada em inclusão. Confira!

    O que é o TEA?

    O transtorno do espectro autista (TEA), também chamado de autismo, é uma condição do neurodesenvolvimento que tem seus primeiros sinais na infância e que persiste ao longo da vida adulta.

    O modo de interagir com o mundo é diferente para essas pessoas, que podem apresentar desafios de interação social, de comunicação e de comportamento. Também são comuns interesses restritos e repetitivos, como a repetição de palavras, frases e movimentos; uso de objetos de maneira diferente do habitual; e sensibilidade a texturas.

    No entanto, as habilidades e necessidades, assim como o funcionamento intelectual em indivíduos com TEA, são extremamente variáveis. Enquanto algumas pessoas vivem de forma totalmente independente, outras requerem cuidados e apoio ao longo da vida.

    Qual é a incidência?

    Segundo dados do Center of Desease, estima-se que uma em cada 44 crianças de 8 anos tenha TEA.

    Os estudos epidemiológicos apontam que a prevalência do transtorno do espectro autista esteja aumentando globalmente. Entre as possíveis justificativas para isso está o aumento da conscientização sobre o tema e, consequentemente, a busca por diagnóstico.

    Como é feito o diagnóstico?

    O diagnóstico do TEA é clínico, ou seja, não existe um exame laboratorial ou de imagem que possa comprová-lo. A avaliação deve ser feita por um profissional de saúde especializado, como neuropediatra ou psiquiatra infantil, com base em critérios definidos internacionalmente.

    Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, a avaliação de crianças com TEA pode ser feita já a partir de 18 e 24 meses.

    O diagnóstico na primeira infância é importante para promover o desenvolvimento e o bem-estar das crianças. Intervenções psicossociais baseadas em evidências, como o tratamento comportamental e programas de treinamento de habilidades para pais e outros cuidadores, podem reduzir as dificuldades de comunicação e comportamento social, com impacto positivo no bem-estar e na qualidade de vida da criança.

    Como familiares e cuidadores podem ajudar no desenvolvimento de pessoas com TEA?

    A família e cuidadores têm um papel essencial no apoio a uma criança com o transtorno do espectro autista. Eles podem ajudar a garantir o acesso à saúde, à educação e a outros serviços e oportunidades disponíveis, assim como oferecer um ambiente estimulante à medida que a criança cresce, essencial para contribuir para o seu desenvolvimento.

    É importante que os profissionais de saúde recebam treinamento para que possam reconhecer e valorizar a neurodiversidade e apoiar as pessoas com autismo e seus cuidadores da maneira mais apropriada e eficaz.

    O diagnóstico do TEA atrapalha a aprendizagem?

    A fonoaudióloga Beatriz Lopes Versolla, especialista em inclusão na primeira infância e uma das consultoras convidadas pela área de Gestão de Tecnologias da Educação (GTE), da Fundação Carlos Alberto Vanzolini, para apoiar a elaboração de uma formação sobre Educação Especial, alerta que o TEA ainda carrega um forte estigma de doença intelectual, que compromete a capacidade de aprendizagem e de interação social, uma interpretação fortemente equivocada.

    Segundo a especialista, o transtorno do espectro autista não é uma doença, mas uma condição do indivíduo e, por isso, não há uma cura, mas sim o desenvolvimento das potencialidades de cada criança ou adulto autistas.

    “Todas as pessoas autistas são capazes de aprender, independentemente do nível de suporte que necessitam”, pontua, ao tratar da importância da inclusão das crianças no ambiente escolar.

    Ler o mundo com a sensibilidade dos dedos. É o que o Sistema Braille garante às pessoas cegas e com baixa visão, um grupo que corresponde a mais de 6,5 milhões de brasileiros, segundo dados do IBGE.

    O método, idealizado pelo francês Louis Braille – que perdeu a visão ainda criança – tem quase 200 anos, e foi inspirado na comunicação noturna utilizada por soldados franceses em contexto de guerra. E dois séculos depois, permanece atual, permitindo o acesso à informação e à educação a milhares de pessoas em todo o mundo, sendo considerado um código universal.

    Braille no Brasil

    Quando o assunto é inclusão por meio da leitura tátil, o Brasil tem um papel especial graças ao trabalho da Fundação Dorina Nowill para Cegos, referência na produção de livros e revistas acessíveis às pessoas cegas e com baixa visão, com a maior imprensa braille da América Latina. Nos últimos 70 anos, foram mais de 6 mil títulos produzidos e cerca de 2 milhões de volumes impressos, entre livros didático-pedagógicos, paradidáticos, literários, entre outros gêneros. Isso sem contar outros produtos e formatos de conteúdo que também são produzidos.

    “Nosso grande desafio é transformar as informações visuais contidas nos livros didáticos em informações táteis para garantir que os estudantes com deficiência possam absorver os mesmos conhecimentos e desfrutar das mesmas experiências que os livros em tinta oferecem aos estudantes que enxergam”, comenta Carla de Maria, Gerente de Soluções em Acessibilidade da Fundação Dorina Nowill para Cegos.

    Direito à educação

    Segundo a própria Fundação, estima-se que nesse período todas as pessoas cegas alfabetizadas no Brasil tenham tido contato com, ao menos, um livro em braille produzido pela Instituição. Isso porque ela tem entre seus projetos o Plano Nacional do Livro Didático, que fornece aos professores e professoras, além de estudantes de todo o país, material adequado para o desenvolvimento de suas habilidades, um pilar essencial para que a inclusão aconteça.

    “O braille é o único sistema natural de escrita e leitura para a pessoa cega e é somente por meio dele que as crianças que nascem cegas ou perdem a visão nos primeiros anos de vida podem, de fato, ser alfabetizadas, aprender ortografia, utilizar os símbolos da Matemática, da Química, da Fonética e de outras ciências”, completa De Maria ao falar sobre a importância do código universal.

    A GTE e o São Paulo Faz Escola

    E para permitir acesso ao conhecimento a um universo cada vez maior de crianças, em 2009 e 2010, a Fundação Dorina, a pedido da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, e com o apoio da área de Gestão de Tecnologias em Educação (GTE), da FCAV, fez a transposição para o braille de conteúdos didáticos do Programa de implementação curricular São Paulo Faz Escola.

    Em parceria, as instituições foram responsáveis pela produção dedicada a 232 cadernos do Programa, que tem como foco a unificação do currículo das mais de cinco mil escolas estaduais em São Paulo, com conteúdos voltados para os estudantes, professores e professoras.

    A GTE cuidou da transformação dos materiais didáticos em arquivos editáveis, contemplando a revisão de cada página para garantir que nada fosse perdido no processo. Um trabalho de base essencial para que a versão em braille pudesse acontecer, envolvendo mais de 30 profissionais entre assistentes editoriais, equipe de iconografia, de direitos autorais, de produção e diagramadores.

    “Essa foi e é uma forma de proporcionar aos professores, educadores e estudantes do Ensino Fundamental e Médio conteúdos de qualidade, de maneira autônoma e adaptados às suas necessidades, garantindo o direito e o acesso à educação gratuita e de qualidade”, comenta Denise Blanes, coordenadora de Produção Editorial da Fundação Vanzolini e que esteve envolvida no projeto.

    Já a Fundação Dorina Nowill para Cegos fez a adequação da linguagem para braille, a diagramação dos cadernos, além da impressão e revisão final. A checagem, neste contexto, é um processo fundamental para garantir a qualidade dos livros. Envolve um revisor braille com deficiência visual e um assistente voluntário vidente, que, juntos, conferem todos os materiais, comparando com o original, para minimizar possíveis inconsistências ou erros de compreensão.

    “Participar deste projeto nos dá a certeza de que nossa constante preocupação com a formação de profissionais e nosso investimento em equipamentos modernos garantem a entrega de materiais que ajudarão na educação de centenas de estudantes em nosso estado. Esperamos, em um futuro próximo, que os materiais acessíveis cheguem a todos que precisam!”, finaliza a Gerente de Soluções em Acessibilidade da Fundação Dorina.

    É preciso rever paradigmas, repensar a formação dos profissionais da educação e superar problemas sociais.

    Foi do dia para a noite. O que era para ser aprendido dentro de instituições de ensino passou a ser ensinado a distância. Ensino mediado por tecnologia, telas no lugar de lousas, aulas online e materiais didáticos armazenados em nuvens.

    (mais…)

    Portal Cate oferece cursos e conteúdos em cinco eixos temáticos, de gastronomia a economia criativa

    Um hub que trata a política de emprego e renda de forma transversal, inspirando aquela ou aquele que ainda não enxerga o seu lugar no mundo do trabalho; oferecendo qualificação e também crescimento pessoal. É assim que o Portal Cate, Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo, pode ser definido.

    A plataforma foi uma iniciativa da Secretária Aline Cardoso, realizada por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET), da Prefeitura de São Paulo. Atualmente, oferece 115 cursos gratuitos e certificados, além de conteúdos e dicas para contribuir para a geração de renda da população e aumentar as chances de todas as pessoas que procuram uma vaga ou desejam crescer no mercado de trabalho. Basta fazer um cadastro!

    Desde 2019, o Portal Cate conta com o apoio da área de Gestão em Tecnologias da Educação (GTE), da Fundação Vanzolini, responsável desde a concepção da plataforma, passando pela produção dos conteúdos, monitoramentos dos resultados, até a interação com os usuários.

    Além disso, 25 cursos foram produzidos pela GTE exclusivamente para o portal. O impacto dessa parceria pode ser comprovado pelo número de certificados emitidos, cerca 172 mil, um reflexo do envolvimento do público com os materiais oferecidos.

    Emprego e renda

    “Com o desemprego sendo uma das pautas mais em voga e desafiadoras para as políticas públicas atualmente, o Portal Cate se torna ainda mais relevante, oferecendo três possibilidades de geração de renda: o emprego formal, o empreendedorismo e o cooperativismo/associativismo”, comenta Beatriz Ferraz, uma das gestoras responsáveis pelo projeto na GTE, sobre os materiais disponíveis para os usuários na plataforma.

    Fora os cursos, as pessoas também podem encontrar dicas sobre o processo de abertura de uma empresa, informações sobre taxas e impostos ou como se tornar um artesão para participar de feiras e vender artigos em espaços públicos. Tudo para fomentar a veia empreendedora da população e a geração de renda.

    Apesar de a taxa de desemprego no Brasil ter recuado de 11,1% para 9,3% no segundo trimestre de 2022, de acordo com dados do IBGE, 10,1 milhões de brasileiros seguem sem uma vaga formal no mercado de trabalho. Buscar caminhos para reverter esse cenário é urgente.

    Cursos mais buscados

    Os cursos ofertados pelo Portal Cate contemplam uma grande diversidade de temas, divididos em seis áreas de cobertura consideradas atuais e com demanda no mercado, seja para aqueles que querem abrir um negócio ou que buscam um emprego formal. São elas:

    Quando o assunto é formação, os cursos que mais atraem inscritos são:

    “Os cursos são livres, autoinstrucionais e gratuitos. Apesar de serem voltados para os munícipes de São Paulo, qualquer um pode acessar, basta realizar um cadastro no Portal Cate”, conta Lais Schalch, uma das gestoras responsáveis pelo projeto. Sobre integrar o time que pensa e atua na iniciativa, ela completa: “É enriquecedor poder fazer parte deste trabalho, que proporciona tudo isso para a população mais vulnerável e que mais necessita desses serviços”.

    O entusiasmo com as oportunidades que esse trabalho em conjunto tem gerado para a população também é compartilhado pela SMDET. “Temos a satisfação de realizar projetos que, com certeza, impactam de alguma forma a vida de muitos moradores da capital, e esperamos no futuro impactar ainda mais. Agradecemos a FCAV por essa cooperação e celebramos seus frutos com muito orgulho, na expectativa de conquistarmos ainda mais”, ressalta Felipe Henrique, assessor técnico de Gabinete da SMDET, e Lucas Ambrósio, assistente de Gestão de Políticas Públicas.

    Quer saber mais sobre os cursos e conteúdos oferecidos? Acesse https://cate.prefeitura.sp.gov.br/

    Iniciativa tem como objetivos o aprimoramento dos profissionais de saúde e a disseminação de informações relevantes para a população

    Uma escola de saúde que leva conhecimento a mais de 10 mil profissionais da área e ainda oferece informações de qualidade, que possam melhorar a vida de mais de 840 mil pessoas.

    Foi esse o desafio que a Prefeitura de São Bernardo do Campo (SBC),

    (mais…)