Fundação Vanzolini

Em 2022, foram registrados 6,7 milhões acidentes de trabalho e mais de 25 mil mortes, somente considerando contratos em carteira assinada, segundo o Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho. Além disso, cada vez mais as empresas são cobradas por mais responsabilidade com o bem-estar de suas equipes. Sendo assim, a ISO 45001 é uma ferramenta altamente eficaz para que a sua empresa tenha um sistema de gestão de segurança e saúde ocupacional capaz de mapear e mitigar riscos para a integridade das pessoas e reduzir custos para a empresa com absenteísmo ou indenizações. 

Certificação ISO 45001:2018 com reconhecimento internacional

A Fundação Carlos Alberto Vanzolini é membro da The International Certification Network (IQNet), rede internacional de entidades certificadoras, o que permite que a certificação para a sua empresa tenha a validação de uma das principais referências no assunto. Especialmente considerando que  30% do número total de certificados de sistemas de gestão emitidos no mundo foram gerados por membros associados à IQNet. 

O foco dos sistemas de gestão ISO está na melhoria contínua dos processos e estratégias, promovendo a busca constante por excelência!

Certifique a sua empresa com a ISO 45001 e alcance resultados de alto impacto para o negócio e para a qualidade de vida dos colaboradores!

Preserva a integridade e bem-estar dos colaboradores
Credibilidade perante o mercado e melhora da marca empregadora
Adote uma gestão preventiva capaz de minimizar perigos e custos
Redução de absenteísmo e rotatividade de pessoas
Cumprimento da legislação vigente, evitando custos com multas ou interdições
Cultura focada em melhoria contínua
Possibilidade de novos negócios que exigem a certificação
Melhora na reputação entre clientes, parceiros e mercado
Qualificação dos colaboradores para maior envolvimento no projeto

Por que escolher a Fundação Vanzolini?

Pioneira em certificação no Brasil e referência no exterior
Criada e gerida por professores do departamento de Engenharia de Produção da POLI-USP
Comprometida com o desenvolvimento sustentável do país
Mais de 400 auditores e especialistas no Brasil, América do Sul, Europa e Ásia
Auditoria de riscos frequente para avaliação de imparcialidade dos avaliadores
Portfólio com mais de 70 normas de certificação nacional e internacional.

Avance na sua jornada para liderar auditorias da norma ISO 45001 com eficiência. Saiba como planejar, executar e gerenciar equipes de auditores, por meio de exercícios práticos. Você vai se aprofundar na interpretação dos requisitos para aplicação em situações reais e receber o certificado com selo internacional IQNET Academy para se destacar no mercado.

Veja tudo o que você vai aprender:

Obs.:
A realização deste curso está condicionada ao número mínimo de matrículas.
As vagas estão sujeitas à capacidade máxima da turma.

 

A Fundação Vanzolini possui parceria exclusiva no Brasil, para a formação de auditores pela IQNET Academy, reconhecida internacionalmente.

Aprenda a realizar auditorias internas no Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional e amplie as suas possibilidades de atuação no mercado. O curso criado para quem planeja se tornar auditor interno promove uma visão completa sobre a norma ISO 4500, foca no desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais e tem certificado internacional IQNET Academy.

Veja tudo o que você vai aprender:

1. Introdução às auditorias de sistema de gestão de segurança e saúde ocupacional;
2. Auditoria interna como um requisito da ISO 45001;
3. Desenvolvimento do processo de auditoria;
4. Educação e treinamento da equipe de auditoria;

5. Metodologia para realização das auditorias;

6. Tratamento de ações corretivas;
7. Conclusões;
8. Estudo de caso (simulação de uma auditoria de segurança e saúde ocupacional: análise de documentos, coleta de evidências, elaboração de não conformidades, apresentação de relatório final).

Obs.:
A realização deste curso está condicionada ao número mínimo de matrículas.
As vagas estão sujeitas à capacidade máxima da turma.

 

A Fundação Vanzolini possui parceria exclusiva no Brasil, para a formação de auditores pela IQNET Academy, reconhecida internacionalmente.

Aprenda a implementar e manter Sistemas de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional, com a aplicação da norma ISO 45001, para reduzir e eliminar os riscos de acidentes e doenças ocupacionais, além de melhorar a produtividade. Neste curso, você irá conhecer desde a interpretação dos requisitos até a elaboração de estratégias e plano de ação para uma execução bem-sucedida.

Veja tudo o que você vai aprender:

 

Obs.:
A realização deste curso está condicionada ao número mínimo de matrículas.
As vagas estão sujeitas à capacidade máxima da turma.

A realizar auditorias internas eficientes em três principais normas do mercado, simultaneamente. Aprenda os requisitos da ISO 9001 (Qualidade), ISO 14001 (Meio Ambiente) e da ISO 45001 (Saúde e Segurança Ocupacional), e conquiste uma visão completa dos sistemas de gestão para avaliar e apoiar empresas em seus processos.

Veja tudo o que você vai aprender:

 

Obs.:
A realização deste curso está condicionada ao número mínimo de matrículas.
As vagas estão sujeitas à capacidade máxima da turma.

Você conhece a certificação ISO 45001? Trata-se de uma norma internacional com foco em sistema de gestão para segurança no trabalho e saúde ocupacional.

Conheça os benefícios de obter esta certificação na sua empresa e tenha uma boa leitura!

Quais preocupações as empresas devem ter em relação à saúde ocupacional?

Um ambiente de trabalho apresenta diversos riscos aos funcionários e eles devem, por lei, serem levados em conta e gerenciados pelas organizações que os empregam.

Relacionamentos interpessoais, procedimentos operacionais, cultura organizacional e fatores ambientais são alguns exemplos de risco, por exemplo.

Todos esses aspectos influenciam nas atividades dentro de um escritório, uma fábrica, um hospital, entre outros ambientes.

Dessa forma, conforme matéria do Segs, a empresa deverá implementar um PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos), visando o gerenciamento de riscos ocupacionais e das medidas de prevenção.

Este programa identifica os perigos e descreve as medidas para sua eliminação ou mitigação, tais como substituição de processos ou equipamentos perigosos; implantação de controles administrativos e de engenharia e, como último recurso, a utilização de equipamentos de proteção individual (EPI) adequados.

Além disso, as empresas que expõem seus funcionários a riscos ocupacionais devem elaborar e efetuar a implementação do PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional), que é um procedimento legal, estabelecido pela Consolidação das Leis do Trabalho.

Esse programa descreve as medidas de controle e os exames médicos periódicos (admissional, periódicos, etc.), para assegurar a efetividades das medidas implementadas para controle dos riscos identificados no PGR da organização.

Os benefícios e diferenciais da certificação ISO 45001

1) Mudanças na cultura da empresa

Quando se gerencia a segurança no trabalho e a saúde ocupacional, transforma-se também a forma como os trabalhadores enxergam sua posição na empresa e seu próprio trabalho.

Dessa maneira, isso pode resultar também em mudanças nas relações entre funcionários e gestores, bem como entre os funcionários e a própria empresa.

Além disso, um líder dedicado a implementar planos para melhorar a segurança de seus subordinados tem mais chance de ser admirado e respeitado por seus colaboradores, gerando também mais entrega e engajamento da equipe durante o trabalho.

Ainda, quando a empresa se preocupa com uma cultura de segurança ocupacional, os próprios colaboradores se tornam mais conscientes dos riscos de suas funções e passam a adotar cuidados extras que podem evitar acidentes.

2) Saúde e Segurança do Trabalho (SST): prevenção de riscos a acidentes e doenças ocupacionais

Pela legislação trabalhista, as empresas devem oferecer segurança às diferentes ocupações que carecem de cuidados. Isso significa oferecer todos os instrumentos necessários para mitigar ao máximo os riscos de um trabalho.

No entanto, nem sempre esses instrumentos são apenas na forma de equipamentos de proteção. Embora esses sejam essenciais, existem processos que podem ser implementados na garantia da qualidade do serviço prestado pelo colaborador.

3) Redução de custos e reconhecimento externo

Embora gerenciar a segurança no trabalho e a saúde ocupacional demande gastos naturais, a organização que se preocupar com esses aspectos economizará mais com a mitigação e prevenção de todos os riscos envolvidos, como a aposentadoria de um funcionário por invalidez, recontratações e indenizações de seguros.

Ou seja, implementar a ISO 45001 reduz custos, deixa os funcionários mais satisfeitos e produtivos e, ainda, pode gerar boas oportunidades de negócios, pois diversas empresas multinacionais verificam se seu futuro parceiro possui a certificação, de modo a identificar o risco de haver dissídios, que podem impactar negativamente na organização.

Assim, a empresa que obtém certificação internacional para o seu Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional inspira confiança, tanto para seus colaboradores, como para formalizar parcerias de negócios com outras empresas.

Quer saber como gerenciar um Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional (SGSSO) e conseguir uma certificação ISO 45001 para reduzir riscos de acidentes e doenças ocupacionais na sua empresa?

Conheça o curso Interpretação dos Requisitos ISO 45001:2018, EaD ao Vivo, com duração de 16 horas. Você poderá tirar suas dúvidas diretamente com o professor e fazer networking com os outros alunos!

Esse conteúdo foi útil para você? A Fundação Vanzolini oferece um amplo conjunto de cursos sobre Certificação, com especialistas na área, para você ampliar o seu repertório sobre o assunto.

ENTRE EM CONTATO

Fontes:

Segs

Quando se fala em certificações para a área da saúde, a primeira que vem à mente é a acreditação da Organização Nacional de Acreditação (ONA). Mas, engana-se quem pensa que unidades hospitalares são restritas às certificações exclusivas de saúde. Um exemplo de certificação que pode ser aplicada neste ambiente é a ISO 14001, que tem como foco promover a gestão ambiental por meio do pensamento de risco e de ciclo de vida dos seus produtos, atividades e serviços, como a extração da matéria-prima até o destino pós-uso, assim como a redução das emissões de resíduos e correto aproveitamento, tratamento e disposição deles.

Segundo Carlos Ferreira, gestor de serviços das normas ISO 14001 e ISO 45001 na Fundação Vanzolini, a ISO 14001 permite que a unidade hospitalar identifique, priorize e controle os impactos ambientais das suas atividades, além de estabelecer os objetivos para melhoria do desempenho ambiental.

“O contexto atual obriga que todas as organizações estejam sensíveis e engajadas com a proteção do meio ambiente. A área da Saúde não pode ficar alheia a esta necessidade”, explicou Carlos.

Benefícios da ISO 14001

“A aplicação da ISO 14001 em uma instituição hospitalar tem muitos benefícios, como a melhoria do desempenho ambiental com seus respectivos benefícios financeiros, reconhecimento e melhoria da imagem da instituição perante à sociedade, além de redução de riscos”, mencionou Ferreira.

Por ser uma certificação com viés ambiental, é possível que seja associada com poucos benefícios financeiros e um gasto que pode não ser interessante para a instituição. Mas, a aplicação da ISO 14001 pode ser o fator principal para evitar multas ou penalidades de órgãos reguladores, além de incentivar a redução de muitos gastos diários.

“São vários os benefícios financeiros da implantação estruturada de um sistema de gestão ambiental. Eles vão desde a conscientização do uso racional de recursos, que reduz as despesas e desperdícios, até a redução de riscos de acidentes, que podem causar, além de prejuízo à vida, impactos financeiros significativos”, comentou Carlos.

Segundo o gestor, a instituição deve dissociar os investimentos, sendo que o valor mais significativo, normalmente, será para se adequar aos requisitos legais do que para implantar um sistema de gestão ambiental.

“Outro conselho é quantificar todos os benefícios incorporados pela organização por meio do SGA como, por exemplo, redução do consumo de energias e insumos, redução da geração de resíduos, identificação de oportunidades para reaproveitamento e venda de materiais. Isto vai demonstrar que a gestão ambiental apoia a sobrevivência da organização”, exemplificou Ferreira.

Como implementar a ISO 14001

Para implementar a certificação na unidade, segundo o gestor, existem duas possibilidades: contratar um serviço de consultoria especializada ou implementar um sistema de gestão com foco na ISO 14001 por conta própria, por meio da capacitação dos profissionais da organização com cursos de interpretação da norma, implantação e auditoria interna. Após a
escolha pelo melhor caminho para a instituição, é necessário contratar uma certificadora, como a Fundação Vanzolini, e iniciar o processo de certificação.

“A auditoria do processo de certificação acontece em duas etapas, sendo a primeira uma
auditoria para análise documental e planejamento, conhecida como Fase 1, e uma auditoria
para constatar a suficiência e eficácia do sistema de gestão, conhecida por Fase 2. Se tudo
correr bem, é feita a recomendação da certificação”, finalizou.

Antes das auditorias Fase 1 e Fase 2, a organização pode contratar uma pré-auditoria. Ela
não é obrigatória e não faz parte do processo de certificação, mas pode ajudar a
organização a identificar falhas na implantação que podem ser corrigidas antes das
auditorias de certificação.

Quer implementar a ISO 14001 no seu Hospital? Entre em contato com o certific@vanzolini.org.br e solicite sua proposta.

Fundamental na gestão empresarial, a Engenharia da Qualidade é uma área de atuação que se concentra na melhoria contínua de produtos, controle de processos e na satisfação do cliente.

Para atuar na Engenharia de Qualidade, os profissionais devem ter formação específica, habilidades e competências que integram conhecimento técnico e gestão de pessoas.

Nesse sentido, os profissionais com essa formação desempenham um papel importante e bastante promissor dentro das empresas e indústrias. Não é à toa que essa função está entre os 26 cargos em alta no ano de 2023, segundo pesquisa da PageGroup.

Então, se você quer entender mais sobre a carreira e garantir uma formação completa em Engenharia de Qualidade voltada para Estratégias para Melhoria de Produtos e Controle de Processo, acompanhe a leitura deste artigo!


Engenharia de Qualidade em alta

Começamos este artigo falando sobre os ventos que sopram a favor da Engenharia de Qualidade. Um levantamento, realizado pela consultoria de recrutamento, PageGroup, com sede no Reino Unido, apontou as habilidades, cargos e salários que serão mais demandados no mercado de trabalho pelas empresas em 2023.

Dentro desse cenário, a Engenharia de Qualidade aparece como um dos 26 cargos em alta em 2023. E o motivo destacado pela consultoria para a alta da profissão está no fato de que, com a necessidade de aumento da produção, as empresas têm buscado profissionais capazes de assegurar, cada vez mais, os processos de acordo com os padrões e requisitos da qualidade.

Nesse sentido, é de extrema importância contar com uma pessoa capacitada para gerenciar os aspectos do departamento.

Então, o momento está propício para investir na profissão e deslanchar na carreira. Mas, o que faz exatamente um profissional dessa área? Quais as habilidades e competências requisitadas? E como conquistar essa formação? Siga a leitura para tirar essas e outras dúvidas sobre Engenharia de Qualidade.


O que faz a Engenharia de Qualidade?

Bem, a Engenharia de Qualidade é um ramo dentro das engenharias, que foca no desenvolvimento e na aplicação de métodos, normas e processos para garantir que os produtos ou serviços atendam aos requisitos exigidos.

Desse modo, podemos entender que o objetivo principal dos profissionais dessa área é garantir que tudo que for ofertado pela empresa seja confiável, eficiente e eficaz.

Portanto, dentro de uma organização, as ações voltadas à melhoria de produtos e de processos desempenham um papel fundamental, no que diz respeito à gestão da qualidade, e é responsável por todo o caminho percorrido pelo produto ou serviço, desde a sua concepção até a entrega final ao cliente.

Dessa forma, para a garantia de qualidade, há realização de testes ao longo de todas as etapas do trabalho, com a finalidade de identificar e corrigir problemas antes que atinjam o produto final.

Além disso, a Engenharia da Qualidade tem como função garantir que a empresa esteja em conformidade com as normas aplicáveis em seu segmento.

Sendo assim, desenvolver e implementar programas de treinamento para a equipe, para que todos entendam as melhores práticas de qualidade, também é responsabilidade da Engenharia de Qualidade.


Qual a importância da Engenharia de Qualidade?

Como falamos acima, a Engenharia de Qualidade desempenha um papel importante dentro das empresas para a garantia de qualidade nos processos e na entrega final.

Dessa maneira, a importância da atuação nessa área em uma organização está em gerar:

Mais eficiência e produtividade

A Engenharia da Qualidade é capaz de identificar problemas, analisar a causa raiz, planejar e implementar processos de melhoria contínua. Com isso, é possível contribuir para melhorar significativamente o desempenho da empresa.

Melhoria na satisfação dos clientes

Por meio de estratégias da Engenharia da Qualidade, é possível melhorar a eficiência do atendimento e identificar e eliminar problemas recorrentes, gerando mais satisfação ao cliente. Há uma melhora na imagem perante o público e o mercado.

Redução de custos

Também por meio da atuação da Engenharia da Qualidade, é possível encontrar caminhos para reduzir custos. Como práticas, podemos destacar a redução de retrabalho, desperdício e melhoria da eficiência do processo.

Tudo isso por meio da identificação e da correção de problemas em processos e sistemas, como falamos anteriormente, e com a implementação de ferramentas e padronização de processos.

Aumento de lucratividade

Por último, temos a Engenharia da Qualidade como aliada da empresa no aumento da lucratividade. Com as ações de identificação e eliminação de desperdícios, redução do retrabalho, melhoria da eficiência do processo e melhoria da qualidade do produto, temos redução de custos e aumento da eficiência. Como resultado, maior lucratividade, certo?

Portanto, podemos olhar para a Engenharia de Qualidade como um setor estratégico para os negócios e os profissionais dessa área são os detentores desse conhecimento catalisador.


E quais as competências, habilidades e perfil de quem atua na Engenharia de Qualidade?

Na prática da Engenharia de Qualidade, é importante que a pessoa tenha, além de um perfil analítico e estratégico, uma comunicação didática e assertiva, pois terá que interagir e dialogar com diferentes perfis dentro da empresa para garantir os padrões e requisitos do departamento.

Além disso, é importante que o profissional tenha uma escuta ativa, para poder receber as demandas e encontrar as soluções para os problemas.

Entre as competências técnicas, podemos destacar a formação específica na área e o domínio sobre ferramentas e metodologias utilizadas no segmento, como Six Sigma, Lean Manufacturing, ISO 9001, entre outras.

Por fim, é fundamental ter habilidades de liderança, senso de coletividade e trabalho em equipe.


Curso de Engenharia de Qualidade na Fundação Vanzolini

Agora que você sabe mais sobre as possibilidades e o cenário promissor da Engenharia de Qualidade, adquira a formação por meio do curso da Fundação Carlos Alberto Vanzolini. Unindo as habilidades técnicas e sociais, nosso curso Estratégias para Melhoria de Produtos e Controle de Processo aborda os seguintes tópicos:

  • Inspeção por Amostragem;
  • Controle Estatístico de Processo;
  • Delineamento de Experimentos.

Nesses conteúdos estão inseridas ferramentas e técnicas utilizadas para medir, analisar e melhorar a qualidade dos produtos e processos.

Por que fazer este curso?

Por meio do curso, o profissional terá acesso a três metodologias essenciais para a área da Engenharia de Qualidade, voltada para Estratégias, para Melhoria de Produtos e Controle de Processo. São elas: controle do produto, controle do processo e planejamento de experimentos.

Durante a formação, você irá aprender a:

  • Implantar a inspeção por amostragem na organização;
  • Utilizar o CEP para monitorar o desempenho dos processos;
  • Planejar, executar e analisar experimentos com validade científica.

Portanto, trata-se de uma formação com base nos principais pilares da Engenharia de Qualidade e que prepara o profissional para atuar, fazendo a diferença dentro das organizações.

Se interessou e quer saber mais sobre o conteúdo todo do curso, datas, horários e investimento? Entre em contato com a gente! Teremos prazer em atender você.

Até breve!

Conheça os cursos de Qualidade da Fundação Vanzolini.

Análise dos Modos de Falha e seus efeitos: Metodologia para detectar falhas
Estratégias para Melhoria de Produtos e Controle de Processo
Gerenciamento da Rotina e Ferramentas da Qualidade
Gestão da Qualidade e Gestão por Processos
Gestão por Processos, Melhoria dos Processos
Gestão por Resultados e Indicadores de Desempenho
IQNET: ISO 9001 – Auditor Interno
IQNET: ISO 9001 – Auditor Líder
Interpretação dos Requisitos ISO 9001:2015
Lean Manufacturing: Ferramentas para produção enxuta
Melhoria de Eficiência nos Processos de Negócios
Qualidade para indústria automotiva: Formação de Auditor interno – IATF 16949 Versão 2016
Sistema de Gestão Integrado: Formação de auditor interno – ISO 9001, ISO 14001 e ISO 45001

Fonte:

https://exame.com/carreira/cargos-profissoes-em-alta-2023/

Entenda as razões que tornam os processos de negócios uma parte do planejamento estratégico da sua empresa, um expoente muito valioso para um bom gestor.

 

Um bom gestor certamente necessitará de um planejamento estratégico para realizar seu trabalho em uma organização. Afinal, é esse plano de negócios que fará a diferença no serviço.

Os procedimentos de negócios têm uma importância muito notável no desempenho das equipes de colaboradores. É como se fossem a receita para o bom funcionamento da empresa.

Mas será que você realmente sabe os motivos que tornam os processos de negócios tão importantes para os gestores? Acompanhe este artigo até o final e descubra!

 

O que caracteriza um bom gestor

Quanto maior a competência de um gestor, maior tende a ser seu respeito entre os demais colaboradores. Portanto, bons processos de negócios podem ser insuficientes quando o profissional não é qualificado.

Uma pesquisa interna do Google, conhecida como Project Oxygen, apontou dez características que costumam acompanhar um bom gestor. São algumas delas:

Então, se você é um gestor ou está à procura de um, esses são alguns pontos a se considerar, seja para aperfeiçoar suas práticas ou contratar a pessoa ideal.

 

O que são processos de negócios

Em poucas palavras, eles são ações que ajudam uma empresa a organizar suas atividades, alcançar seus objetivos e gerar mais valor para o seu produto ou serviço.

A gestão de processos de negócios, ou Business Process Management (BPM), é uma abordagem técnica aceita por vários especialistas, que auxilia na elaboração, execução e análise dessas ações.

Além de saber gerenciar, é também muito importante entender como melhorar a eficiência nos processos de negócios e, assim, aumentar a efetividade desses planos.

 

A importância para bons gestores

Normalmente, um gestor é responsável por coordenar o planejamento e execução de ações, a divisão das tarefas e o engajamento da equipe de colaboradores de uma instituição.

Entretanto, essas e outras funções que esse profissional pode exercer são sempre facilitadas quando há um planejamento estratégico, pois eles se tornam mais objetivos e práticos.

Inclusive, a importância desses processos se dá, justamente, pela união de diversos fatores, desencadeados pela constante utilização deles nas empresas. Confira, agora, quais são.

 

Melhor atuação do gestor

Um procedimento operacional e administrativo bem definido permite ao gestor identificar com maior facilidade possíveis falhas no processo, otimizar a logística da empresa e, até mesmo, reduzir os custos desnecessários.

 

Qualidade no fluxo de demanda e oferta

Os processos de negócios também atuam na qualidade da entrega do produto ou serviço à medida que organizam e padronizam a distribuição de etapas dentro da empresa, conforme a demanda.

 

Prevenção de riscos

Possíveis ameaças à integridade financeira e estrutural de uma empresa podem ser detectadas e prevenidas com antecipação graças a esses processos, pois uma visualização prévia das etapas permite isso.

 

Flexibilidade da empresa

Outro ponto a se destacar é a possibilidade de mudança no processo produtivo em casos emergenciais. Com bons processos de negócios, é possível manejar os recursos da melhor forma.

Um exemplo disso foram as empresas com atendimento exclusivamente presencial até 2020. Aquelas que tinham seus procedimentos bem definidos, precisaram apenas alterar uma parte dos seus processos para contornar os efeitos da pandemia do coronavírus.

 

Transparência e alinhamento às normas constitucionais

Eles também podem garantir o comprometimento da empresa com regulamentações legais, evitando possíveis transtornos e riscos jurídicos. Afinal, as normas devem ser consideradas na hora de elaborar esses processos.

O conjunto desses aspectos pode trazer resultados impressionantes para a empresa, bem como aumentar a eficiência dos colaboradores e satisfação dos clientes.

 

Resultados de um planejamento estratégicos de processos de negócios

Um bom plano administrativo de ações pode impactar diretamente na atuação e competitividade da empresa no mercado. Para tal, é necessário monitorar os resultados desse plano.

Os indicadores de desempenho, também chamados de Key Performance Indicators (KPIs), são ferramentas que auxiliam os gestores a avaliar a efetividade desses processos.

Dentre as principais consequências de um eficiente planejamento estratégico de gerenciamento de operações, destacam-se:

No entanto, esses resultados podem se apresentar em prazos diferentes, conforme a estratégia e medidas adotadas no plano de ações da empresa. Então, não se preocupe caso alguns deles demorem para aparecer.

 

Processos de negócios para sua empresa

Quando você é o gestor responsável pela empresa, todos esses aspectos somam-se às questões administrativas, formando uma grande rede de tarefas. Portanto, elaborar os processos ideais para a sua organização é essencial.

Alguns passos a serem seguidos para criar um plano de procedimentos são:

1 – Escolher a abordagem de modelagem.

2 – Colher informações básicas.

3 – Adotar uma notação a ser utilizada.

4 – Criar um mapeamento de procedimentos.

5 – Monitorar os resultados.

Essa é uma recomendação geral de como implementar a modelagem de processos na sua empresa, pois é também necessário levar em conta as particularidades do seu produto ou serviço.

Existem, ainda, diversos recursos tecnológicos, como softwares e fluxogramas interativos, que podem te auxiliar na adoção de um procedimento padrão para as atividades rotineiras da sua empresa.

 

Novidades nas operações de negócios

Eis outra vantagem de se ter um planejamento estratégico: a possibilidade de evoluir e desenvolver técnicas diferentes à medida que novas tecnologias surgem.

Um bom gestor também sabe que as inovações do mercado representam mudanças no cotidiano e estratégias das empresas. Com isso, é interessante estar atento ao futuro dos processos administrativos.

A inserção de Inteligências Artificiais (IA), por exemplo, é uma dessas novidades. Com a promissora atuação dessas ferramentas em vários setores, é provável que os processos de negócios sejam aperfeiçoados por elas.

Nesse caso, uma opção para o gestor é estar ligado nas possibilidades de utilizar essas IAs a seu favor, para então otimizar os procedimentos e sair na frente da concorrência.

 

Entendeu a importância desses processos?

De fato, um bom planejamento estratégico pode tornar os procedimentos da sua empresa muito vantajosos e rentáveis, além de melhor integrar a equipe e os gestores.

Além disso, esses processos são um elemento essencial no que se refere ao desempenho e atitude de competitividade da sua empresa no mercado, como mencionado anteriormente.

Mas já imaginou se você pudesse fazer ainda mais pela sua empresa? Conheça nosso curso Melhoria de Eficiência nos Processos de Negócios.

 

Este conteúdo foi útil para você? A Fundação Vanzolini oferece cursos com especialistas na área, para você ampliar o seu repertório sobre o assunto e transformar a sua carreira.

 

Conheça os cursos de Gestão da Qualidade da Fundação Vanzolini.

Análise dos Modos de Falha e seus efeitos: Metodologia para detectar falhas
Gerenciamento da Rotina e Ferramentas da Qualidade
Gestão da Qualidade e Gestão por Processos
IQNET: ISO 9001 – Auditor Interno
IQNET: ISO 9001 – Auditor Líder
Interpretação dos Requisitos ISO 9001:2015
Gestão por Processos, Melhoria dos Processos
Gestão por Resultados e Indicadores de Desempenho
Lean Manufacturing: Ferramentas para produção enxuta
Melhoria de Eficiência nos Processos de Negócios
Qualidade para indústria automotiva: Formação de Auditor interno – IATF 16949 Versão 2016
Sistema de Gestão Integrado: Formação de auditor interno – ISO 9001, ISO 14001 e ISO 45001

 

ENTRE EM CONTATO

Saiba como a gestão da qualidade é uma poderosa aliada para adquirir novas habilidades organizacionais tornando a vida corporativa mais eficiente e dinâmica.

 

Adquirir habilidades organizacionais torna a vida corporativa mais eficiente e dinâmica. Para tanto, é vital construirmos uma ponte com a temática da gestão da qualidade.

Tal sistema de gestão viabiliza o aguçamento dessas características fundamentais para a empresa, tendo em vista sua utilização ao longo de todo o processo operacional.

Gerenciamento de recursos, organização do tempo e pensamento analítico são apenas alguns exemplos das várias habilidades que podem ser desenvolvidas com a política da qualidade.

Se você quer saber mais a respeito do assunto, preparamos as principais informações que você necessita para ficar por dentro da gestão da qualidade. Boa leitura!

 

Como a gestão da qualidade aprimora suas habilidades organizacionais

A gestão da qualidade pode ser definida como um grupo de ações criadas com a intenção de garantir a excelência do produto final, bem como de todas as suas etapas produtivas.

Essa filosofia demanda um apurado planejamento estratégico para que a sequência das atividades esteja dentro dos rígidos padrões exigidos pelo controle de qualidade.

As habilidades organizacionais são as características evidentes de todo bom gestor e ou funcionário com cargo decisivo na cadeia operacional da atividade, seja ela qual for.

Espera-se daqueles que ainda não estejam com tais habilidades bem afiadas que participem de programas de capacitação e treinamento, para melhor adequação ao trabalho exigido.

Porém, devemos pontuar que, com a constante execução das tarefas da gestão da qualidade, esses talentos serão inseridos gradativamente na conduta profissional do colaborador.

Por meio de ferramentas adequadas, é possível incentivar práticas específicas que, com o passar do tempo, se tornarão hábitos diários e instintivos.

 

A importância da gestão da qualidade na melhoria das habilidades organizacionais.

Priorizar a qualidade do produto, além de manter a empresa em um nível competitivo frente a marcas concorrentes, cria um modus operandi alicerçado sobre um crítico perfil proativo.

A proatividade é o núcleo das boas práticas componentes dos sistemas de gestão da qualidade. A empresa deve evidenciar claramente os padrões qualitativos esperados em cada atividade desenvolvida.

As organizações de maior destaque no mercado são aquelas que possuem os princípios mais rígidos de qualidade, desde a aquisição de matérias-primas até a chegada ao consumidor final.

O pensamento analítico é o princípio básico da gestão da qualidade. Ao ter uma visão crítica a respeito dos processos, a equipe lidará melhor com suas situações mais intrínsecas.

 

Como a gestão da qualidade pode ajudar na organização de processos

Sem organização, a gestão da qualidade não conseguiria executar suas variadas atribuições de modo satisfatório, por isso, sua estrutura conta com meios capazes de ajudar nessa tarefa.

Existem ferramentas de qualidade projetadas especificamente para auxiliar na organização dos processos. São métodos práticos que podem ser implementados sem grandes dificuldades. Confira alguns deles:

 

Fluxograma

Basicamente, o fluxograma é um esquema de representar a sequência de ações de determinado processo. É uma alternativa visualmente dinâmica e de fácil compreensão.

Para confeccioná-lo, é necessário observar atentamente o processo completo, captando a ordem exata de etapas para poder esquematizá-las no fluxograma, em forma de tópicos.

Sua vantagem está na possibilidade de deixar o processo mais visível, podendo até expô-lo em locais acessíveis aos colaboradores e também arquivá-lo para registro.

Devido à fácil visualização, torna-se mais prática a identificação de eventuais problemas operacionais do processo, ocasionando ações mais precisas com foco em soluções.

 

Diagrama de Ishikawa

Também conhecida como Diagrama Espinha de Peixe, essa ferramenta se concentra em apontar as principais causas e os efeitos de determinados problemas processuais.

Trata-se de uma análise complexa, resultante na identificação dos “gargalos”, desperdícios de recursos e geração de alternativas para repará-los, aumentando o desempenho do processo.

 

5W2H

Ferramenta muito útil para o planejamento de determinada ação. A sigla, em inglês, representa a união de sete perguntas essenciais, a respeito do que se deseja fazer. Confira seu significado:

 

Método PDCA

Projetada para fins de planejamento de tarefas, trata-se de uma ferramenta muito simples, porém eficaz. Assim como o 5W2H, o PDCA também é uma sigla em inglês, que significa:

 

APPCC

A sigla significa Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle, e é uma ferramenta utilizada especificamente no contexto da indústria alimentícia.

Seu objetivo principal é garantir a segurança alimentar do produto final, analisando preventivamente cada etapa de fabricação para minimizar riscos, que podem ser físicos, químicos ou biológicos.

O sistema se compromete em elaborar estratégias para reduzir e, se possível, eliminar os riscos de contaminação, desde o recebimento de insumos até a distribuição dos alimentos já embalados.

 

Habilidades organizacionais essenciais para a implementação da gestão da qualidade

Pensando na implementação de uma efetiva gestão da qualidade na sua empresa, os profissionais envolvidos devem apresentar algumas habilidades organizacionais indispensáveis, como:

 

Importância da gestão da qualidade e habilidades organizacionais

Como você percebeu, a gestão da qualidade e as habilidades organizacionais estão intimamente conectadas. Com a devida implementação daquela, estas serão potencializadas na equipe.

A qualidade é uma característica almejada de modo geral pelas pessoas, e prezar por ela é o caminho indicado para o seu sucesso como empreendedor ou colaborador.

Com a devida implementação das ferramentas da qualidade, o planejamento, a execução e a identificação de problemas serão processos mais dinâmicos e colaborarão para a melhoria contínua das atividades.

 

Este conteúdo foi útil para você? A Fundação Vanzolini oferece cursos com especialistas na área, para você ampliar o seu repertório sobre o assunto e transformar a sua carreira.

 

Conheça os cursos de Gestão da Qualidade da Fundação Vanzolini.

Análise dos Modos de Falha e seus efeitos: Metodologia para detectar falhas
Gerenciamento da Rotina e Ferramentas da Qualidade
Gestão da Qualidade e Gestão por Processos
IQNET: ISO 9001 – Auditor Interno
IQNET: ISO 9001 – Auditor Líder
Interpretação dos Requisitos ISO 9001:2015
Gestão por Processos, Melhoria dos Processos
Gestão por Resultados e Indicadores de Desempenho
Lean Manufacturing: Ferramentas para produção enxuta
Melhoria de Eficiência nos Processos de Negócios
Qualidade para indústria automotiva: Formação de Auditor interno – IATF 16949 Versão 2016
Sistema de Gestão Integrado: Formação de auditor interno – ISO 9001, ISO 14001 e ISO 45001

 

ENTRE EM CONTATO