ECONOMIA CIRCULAR – Modelos de Negócios Circulares

Diferente da economia linear, na qual há a preocupação apenas com o produto final (e seu lucro, claro), ignorando questões como poluição e descarte desenfreado de resíduos, conheça a economia circular, uma tendência que está ganhando cada vez mais visibilidade no mercado.

“Não existe o conceito de “fora” quando pensamos no planeta e no meio ambiente” é uma máxima que certamente você já viu em algum lugar. Assim, esse modelo contribui não só para o repensar as atitudes e exemplos antigos ainda vigentes, mas também criar para o futuro novas possibilidades do viver de maneira harmônica: o homem com o homem e este com a natureza.

Para além da visão poética e esperançosa que esse modelo traz (o que é essencial para conseguirmos viver em paz e harmonia nesse mundo), precisamos nos aterrar às questões práticas e compreender como executar formas efetivas de fazer esse sistema nascer, crescer, se manter e se propagar. Para comentar sobre esse assunto, trouxemos dois cases de negócios circulares para você conhecer e se inspirar. Confira!

A semente de açaí que gera calor

A empresa de cimentos Votorantim utiliza sementes de açaí (que antes eram simplesmente descartadas) como parte do sistema de geração de energia de fornos e máquinas, substituindo parte do uso do “coque”, matéria-prima fóssil outrora exclusivamente utilizada para esse fim.

Assim, além de baratear esse processo pela diminuição do uso do coque, contribui para redução de emissão de combustíveis fósseis (não somente pelo seu uso menor, mas também pela menor importação nos Estados Unidos, em uma viagem longa que, por sua vez, também polui o meio ambiente) e coopera com diversas comunidades ribeirinhas na região amazônica pela geração de empregos na colheita e seleção das sementes.

O plástico feito a partir de cana-de-açúcar

A Braskem, uma das maiores empresas do ramo petroquímico, desenvolveu um plástico polietileno concebido a partir de matéria vegetal, oI’m greenTM.

Esse produto possui as características físico-químicas como as do plástico comum (feito a partir do petróleo, cuja produção promove diversos males já conhecidos), porém com vantagens como a utilização de uma matéria-prima de fonte renovável, diminuir a emissão de poluentes do ar e natureza, entre outros.

Por meio desse investimento, a empresa pôde expandir sua tecnologia e atrair olhares de diferentes segmentos, o que aumentou seu lucro pelas vendas e também pela economia em materiais e processos.

Além dessas empresas citadas, fundações mundialmente conhecidas como a Ellen McArthur Foundation têm o objetivo de contribuir com a transição da economia linear para a circular. Em seu site, há diversas informações para tomar ainda mais conhecimento de como diversos segmentos do mundo estão lidando e investindo nessa economia .

Finalizando este artigo, aqui trouxemos a tona sobre o que é esse sistema de gestão de negócio e como algumas empresas ficaram famosas pela sua implementação bem-sucedida. São diversas as formas como a economia circular pode entrar e se consolidar em um mercado tão estruturado na economia linear.

Nós, da Fundação Vanzolini, temos o prazer em auxiliá-lo nessa tarefa. Saiba mais sobre o curso de Economia Circular e se torne referência nesse ramo.

Comentários