Indústria 4.0: Conceito, Método e Aplicação Prática

Divulgou-se nos anos mais recentes o termo Indústria 4.0, que é associado principalmente à tecnologia. Entretanto, ainda questionamos o que realmente significa e qual a sua aplicação prática no mercado.

Muito mais do que um novo termo para a indústria, essa verdadeira revolução veio para estabelecer novos padrões de competitividade. Ligada à tecnologia da informação e com a promessa de integração de sistemas, grandes são os impactos desse conceito nos setores de manufatura.

A Indústria 4.0, seu conceito e origem

Bem como ocorreu nas Revoluções Industriais, os novos conceitos aplicados à indústria vieram como uma necessidade de ajuste às novas tecnologias. Com a modernidade, a internet se transformou em uma protagonista dos processos. Assim, ela se torna a principal personagem dessas mudanças.

O termo surgiu na Alemanha ainda em 2012, chamada também de Smart Factory nos Estados Unidos. Significa termos fábricas inteligentes por meio de sistemas integrados nos meios de produção.

Hoje, por exemplo, é possível que um produto seja acompanhado, desde a sua criação, até finalização em tempo real, de forma automatizada, com economia de tempo e recursos, tudo graças a “internet das coisas”.

Método e aplicação prática dessa revolução na indústria

Para entendermos a aplicação prática de todo esse contexto é interessante conhecermos os termos ligados à Indústria 4.0. Primeiro, a Internet das Coisas, que gira em torno da importância da internet na integração de sistemas. Por exemplo, a internet dá “poder” para que haja envio de informações ou aplicação de novos recursos em maquinário industrial.

Os robôs também fazem parte dessa onda de tecnologia, das quais já faziam parte dos processos, porém estão em maior ocorrência e apresentam muito mais recursos. Outra peça importante é a impressão 3D, que passa a fazer parte de um formato mais avançado de fabricação de materiais, mais rápido e com menor recursos investidos.

Já a gestão de ciclo do produto promete tornar as exigências do consumidor um objeto de estudo. A gestão de informações, coletadas pelo consumidor permite que as empresas avaliem a recepção de um produto e tome as providências necessárias para melhorar o mercado.

Dentro das fábricas, a integração de sistemas permite que um projeto chegue à produção sem o uso de papel, por exemplo. Isso é apenas uma etapa que já mostra a economia de tempo e recursos que temos nessa nova era.

São muitas informações e a indústria brasileira ainda está se adaptando aos poucos. Ainda estamos atrás de países de primeiro mundo, porém é um processo minucioso para chegar ao ideal de aplicar todos os conceitos.

Além disso, não é apenas a indústria, com suas grandes fábricas que podem usufruir dessa tecnologia. Todos os setores hoje têm opções de integrar seus sistemas e melhorar a gestão de processos e informações. Assim, fica mais fácil entender porque a Indústria 4.0 é considerada a quarta Revolução Industrial.

Sem dúvidas, a tecnologia, principalmente a internet, são as principais personagens que permitiram essas mudanças positivas.

Quer aprimorar o seu conhecimento e dar aquele salto na sua carreira profissional?

Clique aqui e saiba como!

Fundação Vanzolini – Mais de 50 anos Proporcionando Educação de Alto Nível!

Local:   Av. Paulista, 967 – 3º andar – Bela Vista, São Paulo – SP

Telefone:  (11) 3145-3700

Whatsapp: (11) 97508-2809

Comentários