Como aumentar a agilidade emocional num mundo ágil

Como aumentar a agilidade emocional num mundo ágil

Conheça a importância da assertividade e agilidade emocional para a tomada de decisões num mundo ágil que exige foco e flexibilidade mental.

Hoje se fala muito em empresa ágil, o que é bastante razoável diante da volatilidade do mundo digital e da grande transformação que estamos sendo impactados em nossos usos e costumes. Podemos perceber que um forte impeditivo da agilidade é a perda de tempo que os profissionais tem quando se perdem em suas distorções cognitivas criadas exatamente para harmonizar seus pensamentos com as suas crenças vigentes. Podemos chamar isso de “resistência às mudanças”.

Quando nós somos dominados pelo medo do novo, tentamos de todas as formas acreditar em nossas crenças, muitas delas já ultrapassadas. Perdemos muito tempo travando uma briga incrível com nossos sentimentos negativos acumulados por falta de coragem de estabelecer um diálogo interno honesto, verdadeiro e focado na solução do problema.

E com isso, a tecnologia caminha na frente e a passos largos, colocando os “resistentes” à deriva.

Em vez de superarmos a situação, nós “os resistentes” vamos empurrando o problema com a barriga e com isso nos envolvendo com nossos conflitos internos: corro o risco ou não? Mudo ou não mudo? Para fugirmos desse conflito, muitas vezes, tentamos nos enganar através da racionalização dos nossos pensamentos e emoções.

Sabemos que essa não é uma maneira eficaz de lidar efetivamente com o que acontece na nossa vida porque imitamos “o andar do caranguejo” e só andamos para trás.

Porque Assertividade e Agilidade Emocional?

Suzan David em seu livro “Agilidade emocional: liberte-se, abrace a mudança e seja próspero no trabalho e na vida” conceitua agilidade emocional como a capacidade da pessoa de conviver consigo mesma de um modo corajoso, compassivo e instigante.

É verdade! concordo com a autora, porque agilidade emocional exige a habilidade da autoconsciência, que é a base da inteligência emocional. Autoconsciência requer muita coragem e honestidade consigo mesmo. É a busca contínua do autoconhecimento e da consciência de seus sentimentos e pensamentos, pois são eles que determinam sua visão do mundo e seu modo de agir.

Precisamos, definitivamente, aprender a nos fazer as perguntas certas em nosso diálogo interno para entendermos o nosso funcionamento mental e emocional, pois só assim poderemos mudar o que é preciso e focar no que importa, seja na solução inovadora dos problemas, no atingimento de objetivos, no estabelecimentos de relações produtivas e bem resolvidas. É libertar-nos de crenças que não agregam valor e só dão peso à nossa bagagem de vida.

Seja assertivo com você e desenvolva sua agilidade emocional!

Um abraço.

Vera Martins

Entenda a importância da agilidade emocional para decisões assertivas num mundo ágil que exige foco e flexibilidade mental. E aprenda técnicas para aumentar a agilidade emocional, conheça nossos cursos de Liderança AsssertivaEmocional Inteligente.

Sobre a autora

Vera Martins – Professora dos cursos de Liderança Assertiva e Emocional Inteligente na Fundação Vanzolini. Educadora, mestre em Comunicação e Mercado e especialista em medicina comportamental. É autora dos livros: ‘Seja Assertivo!’ e ‘Emocional Inteligente’. Foi executiva em Gestão de Pessoas por 20 anos e, no momento atua como coach, professora, palestrante e consultora organizacional. É facilitadora em seminários e workshops sobre: Liderança Assertiva, Negociação Eficaz, Gestão de Conflitos, Líder Coach, Gestão Emocional do Time, Formação de Times e Ética nas Relações de Trabalho. Palestrante em congressos de recursos humanos, com vários artigos publicados em revistas, jornais e sites especializados.

Receba os conteúdos e as novidades da Fundação Vanzolini no seu e-mail: Cadastre-se em nossa newsletter

Comentários