A importância da acreditação em Organizações de Saúde

A importância da acreditação em Organizações de Saúde

Erros em hospitais brasileiros públicos ou privados matam cerca de 148 pessoas por dia, segundo pesquisa divulgada pelo 2º Anuário de Segurança Assistencial Hospitalar no Brasil, produzido pelo IESS (Instituto de Estudos de Saúde Suplementar) e pelo Instituto de Pesquisa Feluma, da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.

Este número se compara aos registros de mortes violentas, cerca de 175 por dia, registradas em 2017. Ao todo, 54.076 pacientes morreram em 2017 por causa de falhas hospitalares. Aproximadamente 30 a 36% dos óbitos determinados por eventos adversos graves podem ser prevenidos.

Os resultados desta pesquisa mostram que uma estratégia nacional de segurança do paciente deve adotar uma perspectiva sistêmica com programas e intervenções hierarquizados. É necessário investir em programas estruturantes de longo prazo, como educação profissional, padrões de segurança ligados à acreditação e uma sólida infraestrutura de informação.

As organizações de saúde são consideradas um sistema complexo onde as estruturas e processos são de tal forma interligada, que o funcionamento de um componente interfere em todo o conjunto e no resultado final, portanto, conceitos de qualidade, herdados da indústria, vêm sendo aplicados nos serviços de saúde.

Do total de 6.812 hospitais cadastrados no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde, atualmente, apenas 5,38% (totalizando 367 organizações hospitalares) de toda rede hospitalar brasileira, têm seus níveis de estrutura e processos avaliados e garantidos por auditoria externa. Destas 367 organizações hospitalares, 268 são acreditadas pela metodologia da Organização Nacional de Acreditação (dados referentes a maio de 2018).

O processo de acreditação pela metodologia da Organização Nacional de Acreditação (ONA) é uma ferramenta desenvolvida para auxiliar as organizações a avaliar seus processos e a identificar onde são necessárias melhorias. É realizada uma abordagem sistêmica, objetiva e mensurável, para verificação do atendimento aos princípios:

  • Segurança na assistência prestada ao paciente/cliente;
  • Gestão Integrada, alinhando resultados a estratégias e ações para promoção da qualidade por meio de melhoria contínua;
  • Excelência em Gestão, contemplando a excelência dos resultados, relacionamento com todas as partes interessadas, responsabilidade socioambiental, dentro do contexto da promoção da qualidade por meio ciclos de melhoria contínua.

A Fundação Vanzolini, atua como Instituição Acreditadora Credenciada (IAC) à ONA desde o ano 2000, estando habilitada para avaliar organizações prestadoras de serviço de saúde, a prestadoras de serviços para a saúde como: Hemoterapia; Laboratórios; Nefrologia e terapia renal substitutiva; Diagnóstico por imagem, radioterapia e medicina nuclear; Atenção domiciliar, Processamento de roupas para a saúde; Dietoterapia; Esterilização e reprocessamento de materiais; Serviços de manipulação; Ambulatório; Pronto atendimento; Hospitais; Hospital-dia; Atendimento Oncológico; Medicina Hiperbárica; Internação e Assistência; Serviço odontológico e Programas da saúde.

Valendo-se do seu know how no mercado desde 1991, a Fundação Vanzolini hoje está entre as 3 Instituições Acreditadoras Credenciadas na ONA com maior participação no mercado, contribuindo de forma direta com o estímulo à melhoria dos serviços técnico-assistenciais prestados em âmbito Nacional.

Realizada pela Fundação Vanzolini com o profundo comprometimento ético de técnicos ou clínicos, a avaliação de acreditação procura demarcar os melhores procedimentos de gestão, garantindo a segurança do paciente. O processo tem como objetivo desenvolver o entendimento estratégico e a otimização dos processos que são realizados dentro do ambiente assistencial, a utilização racional dos insumos e o aumento da produtividade dos profissionais, visando sempre a melhoria na qualidade do atendimento assistencial.

A gestão da qualidade em saúde tem sido um assunto analisado e bastante discutido entre as diversas áreas e setores ligados ao tema. Essa preocupação deve-se a diversos fatores, entre eles as questões legais e econômicas e a necessidade de garantir níveis satisfatórios de segurança na prestação dos serviços em saúde.

Em outras palavras, a acreditação permite que a organização tenha uma cultura organizacional se segurança do paciente propícia para sempre buscar melhorias, visando resultados positivos e a consolidação da marca no mercado. Além disso, em muitos Estados ela favorece a utilização de uma tabela de preço diferenciada em relação às outras operadoras e a sistematização consolidada de processos de segurança do paciente.

Por Flávia Corrêa Ferreira – Auditora de Sistemas de  Gestão da área de Certificação da Fundação Vanzolini.

A Fundação Vanzolini, uma das primeiras entidades credenciadas pela ONA para realizar a acreditação em organizações assistenciais da saúde, pode atuar junto a diversas organizações ligadas ao segmento da saúde, abrangendo tanto o setor público como o privado. Clique e saiba mais.

Referências:
– IESS (INSTITUTO DE ESTUDOS DE SAÚDE SUPLEMENTAR); INSTITUTO DE PESQUISA FELUMA. 2º Anuário de Segurança Assistencial Hospitalar no Brasil. Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, 2018.
– ORGANIZAÇÃO NACIONAL DE ACREDITAÇÃO. Manual Brasileiro de Acreditação de Organizações Prestadoras de Serviços de Saúde. São Paulo, 2018.
https://www.escolaedti.com.br/entenda-o-que-e-acreditacao-hospitalar-e-suas-vantagens/ (16.08.2018)
http://blog.qualidadesimples.com.br/2014/02/17/quais-as-vantagens-da-certificacao-ona/ (16.08.2018)

Receba os conteúdos e as novidades da Fundação Vanzolini no seu e-mail: Cadastre-se em nossa newsletter

Comentários