Escrever bem é preciso

Escrever bem é preciso

A comunicação escrita é um dos pilares do sucesso ou a causa do fracasso de profissionais de todas as áreas. E escrever bem não é tarefa fácil.

Falar é fácil, escrever nem tanto

Falamos com facilidade desde criancinhas porque nascemos com esse dom natural. Já, para escrever, alguém tem que nos ensinar.

É na escola que aprendemos a usar as peças que compõem textos, como num quebra-cabeças, onde treinamos durante os 11 anos de estudos básicos. Dominando o código da escrita, estamos habilitados a dar nosso recado e a entender o dos outros.

Mas nem sempre é simples assim. Diplomas e títulos não bastam para impedir que até bons profissionais fiquem inseguros para escrever. Treinar é a solução.

Escrever não é a tarefa mais simples do mundo porque não é natural como a fala; é artificial! Por isso, vamos à escola para que nos ensinem a escrever.

Mas afinal, o que é um texto bem escrito?

Muita gente jura que basta saber gramática para escrever bem. Outros acreditam que texto bom é o que tem palavras difíceis porque fica sofisticado e impressiona quem lê.

Para alguns, texto bem escrito é o que não tem erros de grafia. E há quem aposte nos termos em inglês para dar a impressão de modernidade, de quem está conectado.

Não se iluda! Não é a gramática impecável, nem as palavras difíceis, a ortografia ou os estrangeirismos e modismos que farão com que seu texto seja bom. Clareza é o que importa: leu, entendeu.

E se nos falta habilidade para manejar as ferramentas que produzem textos fluidos e fáceis de entender, sobretudo no ambiente profissional, a solução é a mesma que damos quando queremos operar um equipamento, conhecer um novo software, dominar planilhas financeiras, melhorar o inglês, aprender espanhol: buscamos treinamento. É normal.

Por Maria Clara Jorgewich Cohen

_________________________

Você tem dificuldade ou quer melhorar a sua comunicação escrita? Deixe seu comentário e conheça nosso curso de atualização que habilita o aluno a escrever com mais clareza, objetividade e brevidade os textos que produz em seu dia a dia. Melhore significativamente sua comunicação dentro e fora da vida profissional. Confira: Comunicação escrita: a busca do texto objetivo

_________________________

Sobre a autora
Maria Clara Jorgewich Cohen – Professora no curso de atualização Comunicação escrita: a busca do texto objetivo, da Fundação Vanzolini. Também é professora de português e de espanhol. Graduada e licenciada em Letras pela Universidade de São Paulo. Graduada em Administração de Empresas pela FAAP. Articulista. Autora do livro Comunicação escrita, a busca do texto objetivo (Editora E-Papers, Rio de Janeiro, 2011).

__________________________

Quer receber os conteúdos e as novidades da Fundação Vanzolini no seu e-mail? Cadastre-se em nossa newsletter.

Comentários