Qual o real valor da Resiliência no local de trabalho?

Qual o real valor da Resiliência no local de trabalho?

Muitos líderes dentro do ambiente de trabalho colocam um profissional resiliente como o invulnerável, “pau para toda obra”, “hands on”. Aliás, ainda hoje, muitos desses líderes assumem essa ideia geral no seu estilo de liderança.

Por exemplo: “O escopo da função de enfermeiro tem essa atribuição, portanto, se vire!”.

Essa ideia de invulnerabilidade é do século passado e se referia às pessoas que tinham um ótimo desempenho emocional perante um período de estresse. Pensou-se que tais pessoas eram absolutamente imunes a toda angústia ou fraquezas.

No entanto, no final da década dos anos 80, a comunidade acadêmica rompeu com essa ideia de que os resilientes saem ilesos de todas as adversidades.

Resiliência é a capacidade que temos em persistir na superação das adversidades e nos momentos difíceis que passamos em nossas vidas de uma forma equilibrada e adequada ao enfrentarmos os problemas, ponderando o momento de atacar a situação ou o momento de se colocar ausente na situação ou até mesmo invisível.

Assim, é possível promover comportamentos e habilidades para superar as situações de alto estresse e crise de forma construtiva.

Sempre buscamos melhorar as nossas atitudes no dia a dia, e algumas vezes nos pegamos em situações em que dizemos: “puxa, novamente eu estou reagindo desse jeito”.

O pior, é que muitas vezes não conseguimos entender o porquê. Achamos que o problema foi resolvido e de novo caímos na situação ou vamos nos afundando no descontentamento. Em muitas situações não sabemos como desenvolver resiliência no trabalho.

Quando você começa a ter um olhar de resiliência sobre a situação é possível descobrir e entender o porquê.

O que muitas vezes acaba acontecendo é que no momento do estresse, o controle emocional deixa de estar nas suas mãos e nessa hora você acaba reagindo de um jeito que não gostaria.

Quando você aprende sobre as áreas da resiliência, descobre que não é só o fato de não se sentir bem, é preciso realmente identificar qual é a causa que faz com que esse controle saía das suas mãos e assim, encontrar um modo de resolver isso.

Quando você está em equilíbrio você consegue ter um plano de resposta já montado para uma determinada situação e olhar as alternativas que você tem pela frente para decidir o melhor comportamento no momento do estresse.

Quando você não está em equilíbrio você perde o controle das emoções, pensamentos e atitudes. E na maioria das vezes você vai por padrões de crenças e convicções que funcionariam em um outro momento da sua vida e que naquela situação não vai funcionar.

Você acaba sempre tendo comportamentos rígidos e inflexíveis diante da situação tensa e muitas vezes estressante.

Então, a busca no desenvolvimento da resiliência está em identificar, digamos assim, esse piloto automático mal programado ou programado em um momento que não se aplica mais e buscar reprogramar isso para o momento de hoje e conseguir agir de modo equilibrado e flexível, tendo assim o ganho de sofrer menos com as situações adversas, encontrar recursos para enxergar meios de superar o problema e sair satisfeito com a ação que foi tomada.

Quando tudo vai bem, e não temos problema nenhum para resolver, a rotina segue com tranquilidade. Mas, sabemos que no dia a dia não é assim, você faz uma previsão dos seus comportamentos para uma determinada situação, e de repente, você percebe que não é o que aconteceu na realidade.

O desenvolvimento da resiliência está ligado a isso, porque proporciona uma resposta adequada para esse momento de estresse onde o comando pode fugir das suas mãos.

Para fechar, a resiliência quando treinada, pode ser transformadora para enfrentar aquela situação que lhe incomoda muito e você não encontra alternativas para agir de um modo diferente.

Quando você entende como é o seu estilo de comportamento, nas principais áreas da resiliência, é possível flexibilizar a convicção de um pensamento ou comportamento e ter uma reação diferenciada.

Para você desenvolver e estudar os passos para reestruturar o seu modo de olhar para uma adversidade ou uma situação desafiadora, conheça o nosso curso que irá lhe auxiliar nesse processo: O Líder Resiliente

Por Sobrare | Via George Barbosa

_____________________________________


George Barbosa
 – Autor da escala Quest_Resiliência,  Diretor Científico da Sociedade Brasileira de Resiliência (SOBRARE), Consultor na Fundação Vanzolini e Professor do curso ‘O Líder Resiliente – O uso da resiliência como recurso de enfrentamento e superação do stress no trabalho‘.

*Os artigos assinados não necessariamente expressam a visão da Fundação Vanzolini.
As opiniões expressas no texto são de inteira responsabilidade do autor.

__________________________

Quer receber os conteúdos e as novidades da Fundação Vanzolini no seu e-mail? Cadastre-se em nossa newsletter.

Comentários