Metodologia Seis Sigma

Por Alberto Ramos

6 Sigma
Seis Sigma®
é uma metodologia revolucionária para a melhoria de processos por toda empresa, desde sua área de manufatura até a área comercial (marketing, finanças, jurídico, etc.) que visa atingir melhorias na qualidade e ganhos de produtividade drásticos, com consequente redução de custos.

Esta metodologia foi, originalmente, desenvolvida pela Motorola e, depois, aperfeiçoada por diversas outras empresas que também a adotaram, tal como General Electric, Allied Signal, Citicorp, etc.

A metodologia Seis Sigma® está dividida em cinco etapas básicas: definição, medição, análise, melhoria e controle. Cada uma destas tem uma função bem específica, conforme apresentado a seguir.

Seis Sigma

Assim, uma vez identificado um CTQ do cliente interno ou externo à empresa (o prazo de entrega, por exemplo), passa-se a avaliar que processos existentes dentro da empresa o afetam (transporte do produto, por exemplo) para, a seguir, medir-se que quantidade de vezes não se consegue atender tal requisito (em partes por milhão, ou, ppm). Na análise, faz-se uma primeira aproximação das causas da variabilidade excessiva do processo e, posteriormente, na etapa de melhoria, identifica-se claramente como tornar o processo menos susceptível ou robusto a este fator (tamanho da frota e tipo de veículo, por exemplo). Ao final, o controle garante a manutenção das melhorias conquistadas e, ao mesmo tempo, que eventuais novos problemas sejam detectados e sanados oportunamente.

Características da metodologia

O programa Seis Sigma® incorporou muitos conceitos a partir de outras metodologias para melhoria da qualidade, tais como: gerenciamento de processo, controle estatístico de processo (CEP), manufatura enxuta, simulação, benchmarking e delineamento de experimentos. Consequentemente, emprega os conhecimentos do campo da Engenharia de Produção em larga escala.

Entretanto, apresenta algumas peculiaridades próprias também:

  • integra as diversas ferramentas para a melhoria da qualidade em uma forma lógica e completa para aplicação. Nada é de uso obrigatório, já que reconhece que para cada situação existe uma ferramenta que é mais adequada;
  • pode ser  aplicada  por  toda  a  empresa,  em  todos  tipos  de  processo:  Manufatura, Finanças, RH, Vendas, Contabilidade, Jurídico, etc. Todos medem o desempenho de seus processos utilizando as mesmas métricas, facilitando, dessa  forma, a disseminação e o entendimento da metodologia por parte do pessoal;
  • treina especialistas intensivamente por toda a empresa, não só na área de manufatura mas, também, na área transacional. Os especialistas se dedicam em tempo integral a liderar equipes e conseguir melhorias, juntamente com pessoas que nelas participam;
  • dá ênfase à aplicação do raciocínio estatístico, ao invés do simples uso de ferramentas estatísticas. O uso intensivo de softwares faz com que todos aprendam a analisar dados sobre os seus processos sem a necessidade de depender de especialistas;
  • define uma estrutura interna à empresa (patrocinadores, campeões, master e black belts, green belts) que assegura a continuidade dos projetos de melhoria e ganhos de produtividade;
  • torna a filosofia de melhoria contínua das operações parte da cultura e um novo modo de gerenciar a empresa.

Cuidados com o Seis Sigma

À princípio, qualquer empresa – independente do porte ou do ramo de negócio desenvolvido – pode adotar a metodologia, já que ela é universal. Porém, é necessário salientar alguns pontos importantes:

a) o Seis Sigma® não é um “Salva Vidas” para empresas em dificuldades financeiras, mas sim uma forma das organizações fortalecerem sua posição competitiva no mercado e cortar custos;

b) o Seis  Sigma® exige  certos  investimentos  iniciais  –  como  acontece  com  todos  os projetos de  melhoria – destinados  à  implantação  da  infraestrutura  de  suporte, treinamento de especialistas, planejamento das ações, aquisição de softwares, etc.

c) o sucesso do Seis Sigma® está diretamente ligado à maneira pela qual a direção da empresa conduz o processo de mudança e como todos os colaboradores participam afim de permitir que o planejamento seja realizado em detalhes.

Clique no link e conheça as soluções em Seis Sigma que a Fundação Vanzolini desenvolve para você ou sua empresa.

Sobre o autor

Alberto W. Ramos é mestre e doutor em Engenharia de Produção. É professor da Universidade de São Paulo e especialista na Metodologia Seis Sigma, tendo sido treinado e participado de projetos nesta área na General  Electric  do  Brasil.  Possui  diversos  livros  e  artigos  publicados  sobre  este  tema  ou  assuntos correlatos. É coordenador dos cursos de Seis Sigma da Fundação Vanzolini.

Quer receber os conteúdos e as novidades da Fundação Vanzolini no seu e-mail? Cadastre-se em nossa newsletter.

Comentários