Entrevista DCI: Fundação Vanzolini fala sobre o crescimento das frotas particulares de aeronaves

AéroA frota aérea brasileira conta hoje com cerca de 20 mil aeronaves registradas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), das quais 53,4% do total contabilizado envolvem o segmento de taxi aéreo (cerca de 1.600), e uso particular (quase 9 mil).

Conforme informações levantadas com a Anac, referente a 2012, a frota particular no Brasil é muito maior do que a do Transporte Aéreo Público Regular, Doméstico ou Internacional (RP).
A área de frota particular e taxi aéreo deverá, aliás, impulsionar a venda de aeronaves de menor porte – depois de um aumento tímido, de apenas 1% no ano passado, com relação a 2011, assim há previsão para este ano de um crescimento da frota de aeronaves particulares na comparação com 2012.

Mesmo sem definições essenciais do governo federal sobre os investimentos em aeroportos regionais no País, que deverão facilitar o trabalho de empresas, o setor de táxi aéreo está otimista.

Para Jorge Leal Medeiros, especialista em transporte aéreo da Fundação Vanzolini, apesar de não ser o objetivo inicial da medida anunciada pelo governo federal, os investimentos devem, sim, alavancar os negócios dessas empresas.

Comentários