Notícia

Primeira casa sustentável da região está em Piracicaba

Crédito: https://www.jornaldepiracicaba.com.br/primeira-casa-sustentavel-da-regiao-esta-em-piracicaba/ publicado em 12 de setembro de 2020, 11:20

Por Andressa Mota

 

Levando custo e benefício para o bolso e redução de impactos ambientais, a primeira casa totalmente sustentável da região de Campinas está em Piracicaba. O projeto da residência verde tem autoria da arquiteta Mirtes Luciani e recebeu a certificação internacional AQUA-HQE (Alta Qualidade Ambiental), concedida pela Fundação Vanzolini e o selo PBE-Programa Brasileiro de Etiquetagem.

A moradia, em um condomínio no bairro Santa Rosa – com vista ao Rio Piracicaba, será de um casal de idosos que receberá a visita do filho e netos aos finais de semana. As obras começam em outubro e têm previsão de 12 a 15 meses.

A certificação AQUA-HQE tem origem francesa, chancelada pela Casa Verde e adaptada ao Brasil pela Fundação Vanzolini e por professores da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (POLI-USP).

Além de pensar no meio ambiente, a casa seguirá também os requisitos da Norma de Acessibilidade ABNT NBR 9050, que, segundo a arquiteta, possibilitará o acesso universal a todos os locais, garantindo longevidade com bem-estar aos moradores.

De acordo com a autora do projeto, a sustentabilidade está presente desde o aproveitamento do declive do terreno e demais características naturais do ambiente até a redução de resíduos na obra. De acordo com a Fundação, a construção civil, no plano global, consome em torno de 45% de energia e 15% de água. Além disso, gera 40% de resíduos e produz 25% das emissões de CO² do planeta. “Um bom projeto faz com que você otimize os seus recursos e vai fazer com que tire menos material da natureza”, comenta Mirtes.

Além de reduzir esses índices, o projeto também pensa no bolso do proprietário a longo prazo. “[É preciso] prestar atenção no cotidiano que você tem hoje, como é que vai poder melhorar sua vida na economia de água. Além de escolher a beleza dos metais, verificar o desempenho da vazão e controle do fluxo da água”, orienta a arquiteta.

Mas uma casa mais sustentável não precisa necessariamente receber uma certificação, pode estar presente nas escolhas do planejamento. “A coisa mais importante, antes de fazer qualquer empreendimento, é planejar. Você tem que ter domínio sobre a localização do seu terreno, as condições, [como] direção dos ventos, sol, principais vias. Tem que estudar bastante o entorno e prestar atenção nessas condicionantes para tirar proveito do que a própria natureza dá para você”, explica.


Deixar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*