Notícia

Fundação Vanzolini e Palavra Aberta lançam curso sobre Educação Midiática

Fundação Vanzolini e Palavra Aberta lançam curso sobre Educação MidiáticaO Instituto Palavra Aberta e a Fundação Vanzolini desenvolveram o curso Educação Midiática e a BNCC para professores de escolas públicas e privadas de todo o Brasil. O objetivo da parceria é ampliar a reflexão sobre o campo de atuação jornalístico-midiático, tema que faz parte do conteúdo de Língua Portuguesa da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Fundamental, homologada pelo Ministério da Educação (MEC) em 2017.

No documento, amplamente debatido pela comunidade educacional nos últimos anos e agora obrigatório em todas as unidades de ensino do País, as práticas de linguagem são organizadas em campos, para a sua contextualização. Nesse sentido, a análise crítica das mídias e a produção de textos midiáticos em formatos diversos ganha importância, não só no que diz respeito à esfera do jornalismo e da comunicação social, mas também dentro do contexto da participação cívica, da pesquisa e documentação científica e histórica, e da expressão artística dos estudantes.

Assim, a iniciativa visa suprir uma carência imediata referente a esse assunto na formação docente, uma vez que a participação no curso Educação Midiática e a BNCC possibilita ao professor a ampliação do letramento midiático por meio da análise, produção, circulação e redistribuição de informação e de opinião na era digital. A ideia é que os professores reflitam sobre o planejamento e a coordenação de situações de ensino-aprendizagem que envolvam o trato ético e crítico com a informação e opinião nos tempos e espaços escolares, junto a seus alunos e alunas, como demanda a base nacional.

Segundo Patricia Blanco, presidente executiva do Instituto Palavra Aberta, o curso para docentes é uma ação fundamental para difundir a Educação Midiática no Brasil, uma vez que as mudanças nas formas de produzir e consumir informação não podem passar a largo das escolas.

“Os professores e demais atores da comunidade educacional, incluindo os estudantes, devem desenvolver a habilidade para interpretar esse mundo veloz e digital em que vivemos. A Educação Midiática vem para suprir justamente esse papel tão importante”, explica ela.

O curso

Desenvolvido com o apoio do Google, o curso é gratuito, 100% online e autoinstrucional – ou seja, o professor tem liberdade de realizá-lo no seu próprio tempo. A carga horária de 30 horas está organizada em quatro módulos temáticos. São eles:

  • Módulo 1: Comunicação como direito – apresenta os princípios do direito à comunicação, da liberdade de expressão e a importância da educação midiática nesse contexto.
  • Módulo 2: Campo jornalístico-midiático – debate as novas formas de consumo e distribuição da informação, o papel do jornalismo e a pluralidade na imprensa.
  • Módulo 3: Produção e circulação de informação na era digital – analisa o fenômeno da poluição informacional e o papel das mídias sociais.
  • Módulo 4: Comunicação de marcas e novos formatos de marketing – discute as estratégias que a publicidade utiliza para engajar o público com as marcas e a importância da educação midiática para um consumo consciente.

Apesar de ser destinado a docentes da Educação Básica, quaisquer interessados podem se cadastrar e assistir ao curso.

A inscrição e o acesso se dão por meio da plataforma: educamidia.org.br

Receba os conteúdos e as novidades da Fundação Vanzolini no seu e-mail: Cadastre-se em nossa newsletter

2 comentários para “Fundação Vanzolini e Palavra Aberta lançam curso sobre Educação Midiática”


Ana Edinéia Olivindo Araújo Fontenelle

Quero melhorar a qualidade de aprendizagem na nossa escola. Obrigada por proporcionar está oportunidade.

Responder

Deixar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*