Local: Paulista

Entre os diversos desafios impostos às organizações pelo estabelecimento dos mercados superfluídos está o aumento da efetividade de seus processos de negócio. Assim como a Filosofia Lean se estabeleceu como o conjunto específico para o combate ao desperdício nas organizaçoes, a aplicação dos atributos fundmentais da Economia Circular tem se provado como a melhor estratégia para a integralização do valor das ações organizacionais, tanto em termos de sustentabilidade quanto de agilidade e competitividade no ambiente econômico mundial atual.

Esta proposta de curso tem como objetivo principal apresentar, ao público organizacional brasileiro, os fundamentos da Economia Circular e como aplicá-los corretamente na modificação de seus processos de negócio fixados na lógica da Economia Linear, onde a manufatura está atrelada ao volume de consumo e a alta probabilidade de descarte rápido.

Ainda há muito a percorrer com relação ao desenvolvimento da Economia Circular, assim como nas décadas passadas houve muito a fazer com relação à Gestão da Qualidade Total, Six Sigma e Lean Manufacturing. No entanto, entendemos que este é o momento ideal para cravar a liderança com relação a esse termo promissor e, principalmente, impedir que oportunistas tomem a liderança dessa discussão e atrapalhem esse desenvolvimento tão necessário para a Economia Brasileira.

Em muitos aspectos a Economia Circular, alinhanda à Industria 4.0, pode ser uma chance de ouro para a recuperação da competitividade da indústria brasileira.

O objetivo central desta proposta de curso é formar lideranças empresarias para a liderar o processo de transição da Economia Linear para a Circular, no horizonte de 2018 a 2025.

Para isso, estes indivíduos deverão adquirir os elementos fundamentais que compõem o “Mindset” da Economia Circular e como aplicá-los no desenvolvimento, ou atualização, de novos modelos de negócio, a partir da análise das cadeias de valor e o design para a circulariedade.

Desta forma, os participantes irão ampliar suas habilidade de liderança ao serem expostos todo o tempo a desafios complexos e fora da lógica atual de negócio, ao mesmo tempo que ampliam a suas capacidades de estruturação de modelos de negócio, análise de cadeias de valor e de design.

Ao final desse processo, cada indivíduo poderá se considerar um elemento facilitador para a circularidade e capaz de contribuir para a nossa economia e sociedade na busca pela sustentabilidade real, tanto nos aspectos econômicos, ecológicos e sociais.

O tema Economia Circular é atual e está iniciando o momento de expansão de sua adoção (Adoption Hype Cycle) e tem se mostrado um catalizador do tema Inovação, porque a aplicação de seus atributos apresenta resultados reais em pouco tempo, quer em função da identificação de oportunidades imediatas quanto na efetividade de sua capacidade de gerar resultados na otimização de modelos e processos de negócio.

Desta forma, este tema tem-se diferenciado rapidamente do conceito tradicional de Sustentabilidade que explora, quase que por definição, o ‘bem comum” como prioridade. Fundamentalmente para a sociedade como um todo, isto está correto. Mas a dificuldade desse ênfoque, como característica dessa classe de problema, sempre será traduzir em métricas reais, de curto e médio prazo, os resultados que podem ser obtidos por meio da aplicação dos atributos da Sustentabilidade nos modelos e processos de negócios das organizações, para justificar em um DRE anual o seu retorno de investimento. Os atributos da Economia Circular são claramente orientados a essa necessidade e, por isso, ajudam a construir uma percepção diferente de retorno rápido do investimento em fazer melhor, com menos e por mais tempo.

Esta proposta de curso foi estruturada a partir do bloco:

– Mindset da Economia Circular: onde é fundamentada toda a sua lógica de desenvolvimento, desde o seu histórico até a motivação de alguns dos principais grupos e lideranças organizacionais mundiais em sua aplicação;

Todos os profissionais envolvidos na proposição e entrega de valores em suas organizações, sejam elas de serviços, ou produtos.

O corpo docente é formado por professores do Departamento de Engenharia de Produção e de outras unidades da USP e por especialistas e profissionais associados à Fundação Vanzolini, com notório saber nesta área.

COORDENADOR

Prof. João Amato Neto

Livre-docente pela POLI-USP, Pós-doutor em Economia e Administração de Empresas pela Università Ca Foscari di Venezia (Itália), Doutor em Engenharia (Engenharia de Produção) pela POLI-USP, Mestre em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (EAESP-FGV) e Bacharel em Engenharia de Produção pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP). Presidente da Diretoria Executiva da Fundação Vanzolini.

COORDENADOR EXECUTIVO

Nelson Marinelli Filho

Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade de São Paulo (1994), mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade de São Paulo (1997) e doutorado em Engenharia Mecânica pela Universidade de São Paulo (2002). Tem experiência na área de Engenharia Mecânica, com ênfase em Processos de Fabricação, Seleção Econômica, atuando principalmente nos seguintes temas: processos de fabricação mecânica, acoustic emission, dressing of grinding wheels, grinding e instrumentação.

Curso de Atualização com certificado emitido pela Fundação Vanzolini.

20 horas presenciais + 40 horas online.

R$2.200,00 por módulo.

Pagamento à vista no boleto ou até 6 vezes no cartão de crédito.

20% desconto para:
– Alunos e ex-alunos da Fundação Vanzolini
– Alunos e ex-alunos da USP
– Funcionários USP

Turma 01 – Encontros
01/09/18 – Abertura
15/09/18 – 1o Oficina
29/09/18 – 2a Oficina
20/10/18 – 3a Oficina
10/11/18 – Consolidação