Resiliência: Aplicações e propósitos da escala

Artigo - Resiliência
O Quest_Resiliência tem como propósito mapear as crenças que organizam o comportamento resiliente em uma pessoa. Esse mapeamento, embora individual, pode ser analisado em grupos e equipes. Quando individual o instrumento identifica os estilos comportamentais desenvolvidos por uma pessoa e evidencia ricas possibilidades de se estruturar um programa de treinamento e capacitação no campo da resiliência.

Quando o mapeamento é realizado em grupos e equipes a ferramenta possibilita amplo material de análise das interações, dos impactos e das correlações entre os diferentes estilos de comportamentos mapeados, favorecendo a intervenção para o fortalecimento dos fatores de flexibilidade, proteção, coesão e determinação no grupo ou equipe.

O seu referencial teórico se estrutura na teoria da Terapia Cognitiva, Psicologia Positiva e a abordagem psicossomática. Lida com os domínios das crenças do respondente, subdividindo-as em oito categorias denominadas de Modelos de Crenças Determinantes (MCDs), que expressam o quanto uma pessoa acredita e defende seus modelos de crença. Como resultado, surgem padrões comportamentais no enfrentamento do estresse, que podem ser identificados como comportamentos de passividade, intolerância e equilíbrio diante de situações de adversidades com elevado estresse.

Modelos de Crenças Determinantes (MCDs) aglutinam os seguintes temas:

Autocontrole – (Crenças mapeadas)

  • ter o comportamento afetado
  • controlar o comportamento de modo flexível
  • controlar o temperamento
  • controlar a determinação nos projetos
  • controlar o impulso de agir

Leitura Corporal – (Crenças mapeadas)

  • habilidade para descansar
  • solução para o desgaste corporal
  • identificar reações corporais no outro
  • atenção às reações no corpo
  • ter ciência das alterações corporais

Análise de Contexto – (Crenças mapeadas)

  • identificar consequências nas decisões
  • prioridades de vida
  • interpretar de forma correta
  • planejar soluções
  • analisar as razões e motivos

Otimismo para com a vida – (Crenças mapeadas)

  • capacidade de finalizar tarefas
  • confiar no desempenho
  • habilidade de contornar problemas
  • olhar de modo positivo
  • cultivar esperança

Autoconfiança – (Crenças mapeadas)

  • segurança ao dividir responsabilidades
  • capacidade de dividir responsabilidades
  • habilidades para superação
  • encontrar soluções na resolução de problemas
  • sentir-se seguro

Conquistar e manter Pessoas – (Crenças mapeadas)

  • preservar amizades
  • conhecer pessoas
  • frequentar ambientes
  • competência de manter relacionamentos
  • preocupar-se com o outro

Empatia – (Crenças mapeadas)

  • expressar de modo claro
  • facilidade de conversar
  • identificar o sentimento de outro
  • aproximar de pessoas
  • Interagir bem

Sentido de Vida – (Crenças mapeadas)

  • razão de viver
  • colocar-se em segurança
  • fé na vida
  • avaliar riscos
  • ter significado e propósito para a vida

A intensidade que o respondente atribui às crenças que organizam o comportamento em cada MCD possibilita estruturar ações de intervenção para se desenvolver e conquistar habilidades e competências que geram comportamentos resilientes.

Texto fornecido por George Barbosa. Fonte: SOBRARE

_____________________________________

George Barbosa – Autor da escala Quest_Resiliência,  Diretor Científico da Sociedade Brasileira de Resiliência (SOBRARE), Consultor na Fundação Vanzolini e Professor do curso ‘O Líder Resiliente – O uso da resiliência como recurso de enfrentamento e superação do stress no trabalho‘.

Comentários