Notícia

Vice-coordenador do CEAI fala sobre as recentes quedas de energia no Brasil

Na tarde do último dia 19, várias cidades do Brasil foram surpreendidas com uma súbita queda de energia que afetou, entre outras coisas, o funcionamento de hospitais, postos de saúde e o transporte público por cerca de duas horas.

A ordem para que concessionárias como AES Eletropaulo (São Paulo), Light (Rio de Janeiro) e CELESC (Santa Catarina) cortassem aproximadamente 10% do total de fornecimento nestas regiões partiu do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável pela coordenação e controle da operação da geração e transmissão de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional.

Segundo o professor Erik Eduardo Rego, especialista do setor energético e vice-coordenador do CEAI – Curso de Especialização em Administração Industrial, o corte de energia determinado pelo ONS foi realizado para evitar um apagão de maiores proporções em todo o país, já que o sistema de energia é interligado.

O professor explica que o cenário atual, composto por altas temperaturas, pouca chuva e uso excessivo de energia, ocasiona insuficiência de geração energética para atender a demanda nacional.

Confira:

Matéria no G1

Matéria na Rede Globo

Matéria na Band News

Matéria no jornal do SBT