Notícia

Saúde no trabalho pode ser melhorada com ajuda da Ergonomia e Psicodinâmica

Quebrar o paradigma de que só é possível melhorar a saúde em ambientes externos ao trabalho: essa é a tese do professor Laerte Idal Sznelwar, coordenador do curso de Pós-graduação em Ergonomia de Sistemas de Produção. Segundo ele, obter saúde trabalhando é possível, “desde que o ambiente se adeque às necessidades de cada trabalhador e que o espaço físico evolua com as mudanças psicológicas dos indivíduos que ali atuam”.

De acordo com Sznelwar, a Ergonomia e a Psicodinâmica vão além da prevenção e diminuição dos riscos de doenças e acidentes de trabalho, mas assumem o desafio de evitar o aumento dos distúrbios de ordem psíquica ligados ao ambiente produtivo.

Para as condições de trabalho evoluírem “são necessários projetos de produção e de maneiras de gestão que incluam as pessoas como sujeitos e não como extensões de máquinas, ou ainda, que as incluam como a parte do sistema que pode se adaptar, se adequar aos dispositivos técnicos”, conclui o professor Laerte.


Curso

A Pós-graduação em Ergonomia de Sistemas de Produção da Universidade de São Paulo, operacionalizada pela Fundação Vanzolini, está com inscrições abertas até 2 de outubro. As aulas são realizadas às sextas e sábados, na unidade Paulista da instituição.