Notícia

São Paulo e Rio adotam o Processo AQUA para construções sustentáveis no setor público

Cresce no setor público o número de empreendimentos certificados pelo Processo AQUA (Alta Qualidade Ambiental) – certificação de sustentabilidade para a construção civil desenvolvida pela Fundação Vanzolini e adaptada a partir do processo francês Démarche HQE e HQE Amenagément.

Durante os últimos dois meses, foram concedidos mais três certificados AQUA, o que sinaliza que as mudanças na cultura da construção civil brasileira propostas pela certificação vem sendo incorporadas pelo governo.

No Rio de Janeiro, durante a semana da Rio+20, o Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Minc, recebeu do diretor de certificação da Fundação Vanzolini, Joaquim Ferreira, o certificado  na fase Programa para o Pólo Verde do Estado do Rio de Janeiro, área que faz parte do Parque Tecnológico da UFRJ, situado na ilha de Bom Jesus. Também com uma solenidade, no dia 23 de junho, foi inaugurado o Parque Madureira quando o prefeito Eduardo Paes recebeu do coordenador de  certificação da Fundação Vanzolini, Manuel Carlos Reis Martins, o certificado AQUA.

Com o objetivo de incentivar a construção de obras com baixo impacto ambiental, o governo de São Paulo aderiu ao AQUA e, em 15 de maio, o governador Geraldo Alckmin inaugurou a primeira escola certificada AQUA, a Escola Estadual Ilha da Juventude, na Vila Brasilândia. Além desta, outras três escolas públicas da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) estão certificadas nas fases Programa e Concepção.

Já em julho a prefeitura de Guarulhos, que vem investindo em obras de infra-estrutura sustentáveis, receberá o certificado AQUA, na fase Concepção ao CEU Continental.

resce no setor público obras certificadas pelo Processo AQUA (Alta Qualidade Ambiental) – certificação de sustentabilidade para a construção civil desenvolvida pela Fundação Vanzolini e adaptada a partir do processo francês HQE Amenagément.

Mais informações sobre o Processo Aqua clique aqui