Notícia

Polícia Rodoviária em Sergipe conquista etiqueta de eficiência energética em inspeção da Fundação Vanzolini

ENCE – Etiqueta Nacional de Conservação de Energia

Modelo de ENCE – Etiqueta Nacional de Conservação de Energia

A Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Sergipe, localizada na BR 101, no km 23, em Malhada dos Bois, próximo a Aracaju, recebeu a etiqueta de eficiência energética PBE Edifica, após passar por inspeção efetuada pela Fundação Vanzolini. A unidade operacional é a primeira edificação da PRF no país e a primeira edificação do Estado de Sergipe a obter a etiqueta.

A ENCE – Etiqueta Nacional de Conservação de Energia emitida pela Fundação Vanzolini avaliou e classificou a Envoltória da edificação com nível A para área construída de 474,63 m² e a iluminação com o nível obtido E, de uma área iluminada de 945,32 m².

O PBE Edifica é um instrumento de adesão voluntária para edifícios comerciais e obrigatório para edifícios públicos novos e/ou com projeto de retrofit a partir da instrução normativa nº 2, de 4 de junho de 2014, emitida pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

De acordo com Rita Buoro, gestora técnica da Fundação Vanzolini, “o edifício foi o primeiro que a PRF etiquetou para servir de referência para os próximos projetos. Com base na avaliação da envoltória de Nível A o projeto foi entendido como adequado para o objetivo de eficiência energética. No entanto, para a vertente iluminação, apesar de a PRF ter cumprido com todos os pré-requisitos específicos, o elevado nível de iluminação necessário para a segurança dos policiais nos postos gerou níveis de iluminância superiores aos limites descritos pelo RTQ-C, o que resultou na avaliação de nível E para esta vertente”.

A análise é feita com base no Regulamento Técnico da Qualidade para edifícios comerciais, industriais e públicos (RTQ-C), que tem por objetivo principal identificar a classificação da eficiência energética da edificação de acordo com três vertentes: envoltória, iluminação e ar condicionado. Os mais eficientes obtém o Nível A e os menos eficientes Nível E. O objetivo da classificação é motivar o mercado consumidor a adquirir e utilizar imóveis mais eficientes.

Para o presidente da comissão de infraestrutura da regional sergipana, Stanley Acioly, “isso demonstra a preocupação da instituição em construir edificações sustentáveis e com grande eficiência energética”, afirmou.

A etiqueta foi emitida pela Fundação Vanzolini que é um dos Organismos de Inspeção e Acreditação (OIA) credenciado pelo Inmetro. O PBE Edifica faz parte do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), sob coordenação do Ministério de Minas e Energia (MME), e foi desenvolvida em parceria entre o Inmetro e a Eletrobrás/PROCEL Edifica.

O superintendente da PRF em Sergipe, inspetor Robson Feitoza, ressaltou a importância do selo para o conforto e melhoria da atividade operacional. “Sem dúvida, o melhor conforto e segurança ao policial tem como consequência a excelência no atendimento aos usuários. A melhoria da imagem institucional também é elevada nesse processo”, explicou.

A etiquetagem de edificações PBE Edifica é utilizada como base pela Certificação AQUA-HQE, da Fundação Vanzolini, que avalia e certifica a sustentabilidade das construções em toda a sua abrangência, incluindo, além do desempenho ambiental e do conforto térmico e lumínico, o conforto acústico, o conforto visual relativo à iluminação natural, a qualidade do ar, da água e dos ambientes. Os regulamentos RTQ-R e RTQ-C são utilizados como parâmetro para alguns requisitos a serem atendidos para os níveis de eficiência energética e de conforto térmico de edificações, que são duas das 14 categorias de desempenho sustentável avaliadas pelo AQUA-HQE.


Deixar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*