Notícia

Pesquisa mostra perfil dos empreendimentos sustentáveis e aponta tendências

Rafael Lazzarini, gerente de novos negócios do Centro de Tecnologia de Edificações, apresentou durante a Expo Arquitetura Sustentável a pesquisa “Tendências na Construção Brasileira 2015”. Foram realizadas 265 entrevistas com obras que já foram certificadas ou estavam em processo de certificação Leed ou AQUA-HQE. Dessas obras, 63% eram comerciais, 25% residenciais, 9% indústria e 3% infraestrutura. A grande maioria está concentrada na região Sudeste (78%).

Um dos aspectos analisados foi a estrutura de bicicletário. Mais de 80% das obras analisadas têm. “Há oito anos, quando começamos a dar consultoria, os arquitetos não consideravam bicicletário. Hoje é default no projeto”, observa Lazzarini. Entre os dispositivos economizadores, 22% já utilizam torneiras com sensores e 88% de bacias dual flush (apenas 5% utilizam bacias à vácuo).

Outra característica considerada na pesquisa foi o uso de fontes alternativas de água. O uso de fonte não potável de água já é uma realidade em 70% dos projetos, sendo que 64% faz captação de água pluvial, 23% utiliza água cinza, 14% água de condensação, 6% água negra e 6% água de lençol. Essa água é utilizada sobretudo para a irrigação do paisagismo (58%).

Em relação ao sistema de ar condicionado, grande parte ainda usa o sistema VRF (64%) e alguns sistemas centrais de água gelada. No quesito tratamento do ar externo, quase metade, 48%, utilizam alguma tecnologia e quando o assunto é iluminação, o mecanismo de controle mais usado é o sensor de presença (78%). Para o item fontes alternativas de energia, 28% dos respondentes da pesquisa utilizam alguma.

Entre os projetos considerados para a pesquisa, 75% utilizam algum recurso para medir e gerenciar o consumo e 49% tem algum tipo de mecanismo para o uso eficiente do elevador. Os materiais certificados também estão em alta: 87% utilizam madeira certificada. O estudo completo está à venda pelo Centro de Tecnologia de Edificações.

Fonte: Construção a Seco

Foto: Jardim das Perdizes – primeiro bairro certificado AQUA-HQE na cidade de São Paulo