Notícia

Fundação Vanzolini participa da ECOPREDIAL e da ECOBUSINESS

A Fundação Vanzolini estará presente na Ecopredial 2010 – Congresso & Feira de Produtos e Serviços voltados a Edificações Sustentáveis, nos dias 27 e 28 de agosto, no edifício da Fecomércio, em São Paulo, para divulgar o Processo AQUA (Alta Qualidade Ambiental) para construções sustentáveis. Segundo representantes da Fundação Vanzolini, se os conceitos de sustentabilidade forem incorporados aos novos edifícios que devem surgir devido ao boom imobiliário que o acontece no País , principalmente no Estado de São Paulo, o impacto no meio ambiente pode ser drasticamente reduzido.


Portanto para explicar sobre esse processo, Bruno Casagrande, executivo responsável pelo desenvolvimento de negócios na Fundação Vanzolini fará uma apresentação do Processo AQUA (Alta Qualidade Ambiental) sobre as vantagens da certificação AQUA para um empreendimento, sejam eles residenciais ou comerciais. “É importante lembrar que quanto mais alto o desempenho ambiental, menores serão os custos operacionais de uma edificação”, explica Bruno Casagrande.


Ele ressalta que, hoje em dia, é necessário repensar o conceito de custo de uma obra, levando em conta também a fase de operação, cujo custo, ao longo dos anos, é muito maior do que o valor gasto na construção. Em termos de ordem de grandeza, do custo total de construção e operação de um edifício, num horizonte de 30 anos, cerca de 20% correspondem à construção e 80% à operação. “Ou seja, se um edifício for sustentável e, conseqüentemente, tiver custos operacionais mais baixos, os investimentos adicionais realizados na fase de construção terão um rápido retorno”, destaca Bruno.


No Processo AQUA, durante a fase de projeto são consideradas estratégias passivas e ativas para a redução de impactos ambientais da construção. Entre as passivas estão a orientação das fachadas de modo a obter iluminação natural, ventilação natural e sombreamento das faces ensolaradas com brises ou vegetação, para reduzir o calor no interior do imóvel.


Já as soluções ativas podem incluir adoção de vasos sanitários com descarga de seis litros, torneiras e chuveiros economizadores, sistemas de aproveitamento de água da chuva e de reuso de água, lâmpadas de alta eficiência energética, uso de energia solar para aquecimento da água, entre muitos outros.