Notícia

Apartamentos verdes já estão ao alcance da classe média

Um empreendimento em São Paulo promete revolucionar o mercado de moradia para classe média. É o Fibra Experts localizado no bairro do Tatuapé, na zona leste da cidade. O conjunto residencial acaba de ser certificado com o selo AQUA-HQE, emitido pela Fundação Vanzolini com assessoria da proActive Consultoria – empresa especializada em construções sustentáveis.

Estudos indicam que o investimento com as ações sustentáveis, custam em média de 1% a 3% mais e são amortizados e até mesmo revertidos, através da implantação do canteiro de obras com preocupações ecológicas, que garante agilidade e economia durante a construção.

Apartamentos residenciais com metragem variando entre 42 a 71 m² são típicamente destinados à classe média. O que é difícil encontrar nesses empreendimentos são soluções que tornam o empreendimento sustentável. Elas devem ser adotadas ainda durante a construção.

O Fibra, para receber o certificado buscou usar produtos fabricados o mais próximo possível da obra, minimizando impactos com o transporte e otimizando os prazos de construção.Além disso, adotou a pintura com tintas e solventes a base de água, ou as que façam parte do programa Coatings Care, a fim de minimizar a emissão de poluentes. Também instalou uma série de equipamentos que permitirá economizar luz e água, ainda mais agora, nessa fase tão crítica que a cidade paulista passa com a crise hídrica. 

A construção ainda possui sistemas de medição de água individualizados e economizadores e restritores de vazão, o que evita desperdícios e reduz de consumo de água potável. Sensores de movimento para economizar energia e bombas, elevadores e ar condicionado, que limitem o consumo de energia e contenham o nível A do Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica). Outra solução que ajuda a reduzir e muito o consumo de energia foi o tratamento térmico da laje.

Essas medidas foram indicadas pela consultoria proActive que trabalha de acordo com os critérios estabelecidos pela Fundação Vanzolini. Essa entidade é estabelecida e mantida pelos professores da Engenharia de Produção da Escola Politécnica da USP, desde 1967. É o primeiro organismo a certificar sistemas de gestão no Brasil. Também é a principal certificadora da construção civil do Brasil, com mais de 17 anos de experiência no setor. Além disso, é Integrante da IQNet – International Certification Network, presente em mais de 150 países, e um dos fundadores da SBAlliance – Sustainable Building Alliance, junto com as principais certificadoras da construção sustentável do mundo.

Ana Rocha Melhado,engenheira civil da consultoria proActive e pós-doutora em Projetos e Construção de Bairros Sustentáveis pelo Departamento de Engenharia de Produção da Universidade de São Paulo (USP), explica que “quando os projetos certificados começaram a ser comprados, as construtoras viam esse tipo de investimento como custo adicional. Hoje já entendem que o investimento feito a curto prazo pode até ser mais alto, mas ele é recuperado na velocidade de venda das unidades, além de reduzir em até 10% os gastos em um condomínio, em razão de projetos de eficiência energética e reuso de água.” conclui.

A certificação AQUA-HQE, de origem francesa, foi adaptada ao Brasil pela Fundação Vanzolini e é a maior chancela de sustentabilidade para a construção civil do país. O resultado dessa certificação foi garantir uma construção com menor impacto possível na natureza durante as obras e os mais altos padrões de sustentabilidade atendidos nos 14 itens de desempenho exigidos e para viabilizar e conseguir que o empreendimento siga todos esses requisitos a construção é acompanhada desde a fase de concepção por um assessor proActive AQUA_HQE.

fonte: Correio Braziliense 13.12.2014

Para obter mais informações sobre a ceriticação da Alta Qualidade Ambiental – AQUA-HQE, acesse: www.vanzolini.org.br/processoaqua