O que é Lean Thinking?

É uma filosofia de gestão criada pela Toyota, que foca a sistemática eliminação dos desperdícios (atividades que não agregam valor segundo a ótica do cliente), presentes nos processos.

Como surgiu o Lean?

Após o término da 2ª guerra mundial, assim como várias empresas do Japão, a Toyota vivia um quadro pré-falimentar, com um passivo que equivalia a aproximadamente, 8 vezes seu valor de mercado. Em meio a esta crise, a montadora japonesa – que até então, seguia o modelo Fordista de produção em massa – tinha altos níveis de estoque. Em face ao iminente desastre financeiro, Taiichi Ohno – diretor de uma das plantas da Toyota – aceitou a missão de desenvolver um sistema de produção capaz de lidar com a escassez de recursos e pequenos volumes de produção. Nascia o Sistema Toyota de Produção.

Posteriormente, este Sistema atravessou as barreiras da manufatura e hoje é utilizado em áreas tão distintas como Saúde (clínicas e hospitais) e Agronegócios (Plantação de cana de açúcar e morango, por exemplo).

Quais os benefícios da utilização da metodologia Lean?

Quando aplicados de forma adequada, os conceitos do Lean Thinking permitem os chamados “ganhos de dois dígitos”:

  • Reduções de 40% a 60% nos estoques de materiais em processo, 10% a 20% nos lead-times de produção, 30% a 40% no refugo/retrabalho;
  • Aumentos de produtividade da mão de obra da ordem de 40% a 50%.

Quais as dificuldades  e os riscos na implantação do Lean?

O fator crucial para o sucesso da implantação do Lean Thinking é uma profunda mudança na Cultura Organizacional, em todos os níveis da empresa. Um dos principais riscos é o imediatismo: Mudanças consistentes de cultura acontecem de forma gradativa.

udAFUdLJlpAAAAABJRU5ErkJggg==

Lean é aplicado somente em indústrias?

Não há limites ou restrições para a utilização do Lean Thinking. Nos últimos anos, a filosofia rompeu as barreiras da manufatura e hoje é utilizado em áreas tão distintas como Saúde (clínicas e hospitais), Serviços (Seguradoras) e Agronegócio (Plantação de cana de açúcar e morango), por exemplo.

Que cuidados a tomar quando se implementa a metodologia Lean?

Segundo pesquisa da Industrial Week Magazine, apenas uma em cada cinquenta implantações do Lean Thinking é bem sucedida. Vários fatores podem levar ao fracasso, mas o principal deles é confundir a implantação do Lean com a implantação de ferramentas do lean: Equivocadamente, a maioria das pessoas acredita que para “ter o lean” basta implantar ferramentas, tais como o Kanban (sinal visual), por exemplo.

Quais recomendações às empresas que desejam implantar o Lean?

A primeira decisão a ser tomada é como será “adquirido” o conhecimento necessário à implantação. Há basicamente três caminhos:

1-   Instrutor(a): Qualificar profissionais que já fazem parte do quadro da empresa, através de participação em treinamentos, workshops e congressos;

2-   Colaborador: Buscar no mercado um(a) profissional que já tenha o conhecimento necessário para liderar a implantação e contrata-lo(a) para o quadro da empresa;

3-   Sensei: Buscar no mercado um Sensei (mestre em japonês) que possa compartilhar suas experiências e suportar o processo de mudança.

Em todas as opções – Instrutor(a), Contratado(a) e Sensei – deve-se checar algumas informações sobre o agente:

  • O agente possui experiência prática e vivência na implantação do Lean?
  • Alcançou resultados sustentáveis em projetos realizados anteriormente?
  • Qual a impressão de membros das organizações por onde o agente passou anteriormente?

 

Implantar o Lean deve ser iniciativa de um gerente ou supervisor?

A adoção do Lean Thinking deve ser  “Top Down”: Uma decisão estratégica, amplamente suportada pela alta direção da organização. Os elementos da alta direção devem efetivamente participar do processo de implantação,

Evitar os projetos do tipo “terminar com a fome da África”: deve-se escolher um único fluxo de valor, definir-se metas de melhoria e iniciar a implantação. Os resultados e lições aprendidas no processo de melhoria deste fluxo devem ser multiplicados para os demais fluxos de valor da organização. Mudanças de Cultura só acontecem de forma gradativa.

Qual a relação da Fundação Vanzolini com a metodologia Lean?

Contando com profissionais com larga vivência no Sistema Toyota de Produção (Toyota do Brasil e do Japão) e  experiência internacional (Estados Unidos, México, Venezuela, Polônia, Lituânia, Itália) na implantação do Lean Thinking em empresas de vários portes e seguimentos (manufatura – saúde – serviços – agronegócios), a Fundação Vanzolini apoia a implantação do Lean através de Cursos de Atualização e Projetos de Consultoria.